DESTAQUE

Astronauta Scott Kelly retorna à Terra após quase um ano em órbita

Por
03 de Março de 2016
A nave Soyuz TMA-18M trazendo a bordo Scott Kelly, Mikhail Kornienko e Sergey Volkov
Créditos: NASA

O astronauta norte-americano Scotty Kelly e o cosmonauta russo Mikhail Kornienko bateram o recorde de permanência na Estação Espacial Internacional (ISS). Entre 27 de março de 2015, data de seu lançamento, até o retorno no último 02 de março, eles estiveram por 340 dias a bordo do laboratório orbital. Durante esse tempo deram 5.440 voltas ao redor da Terra, percorrendo 231.498.542 quilômetros, viajando a uma velocidade de 28.160 km/h. O recorde absoluto de voo espacial ainda pertence ao russo Valeri Poliakov, que permaneceu 437 dias a bordo da estação espacial Mir. Kelly e Kornienko subiram ao espaço na Soyuz TMA-16M, acompanhados de Gennady Padalka e regressaram na Souyz TMA-18M em companhia de Sergey Volkov.

Há um constante revezamento entre os tripulantes da ISS e Kelly e Kornienko conviveram com um total de outros 13 astronautas, dos Estados Unidos, Rússia, Europa, Japão e Cazaquistão. O objetivo da prolongada missão foi estudar como o corpo humano reage devido às condições do espaço, à microgravidade e ao prolongado confinamento. A NASA e a Roskosmos, a agência espacial russa, pretendem assim entender os efeitos das viagens espaciais nas pessoas, com o fim de preparar a primeira missão tripulada ao planeta Marte, que pode ocorrer a partir de 2030. Durante a missão Scott Kelly cultivou vegetais a bordo da estação, participou de três caminhadas espaciais e auxiliou na administração do complexo orbital quando duas missões cargueiras com suprimentos falharam.

Após o pouso, os astronautas foram retirados da cápsula Soyuz e acomodados em tendas montadas nas estepes do Cazaquistão. Eles então foram instruídos pelos cientistas para realizar tarefas simples, como ficar em pé, andar em linha reta ou contornando obstáculos, e permanecer em pé por três minutos. Os astronautas realizam esse trabalho três vezes ao longo do dia posterior ao pouso, sendo esses os primeiros procedimentos e testes a que serão submetidos, a fim de que os cientistas entendam as consequências do prolongado voo. Por sinal, Kelly agora acumula, graças às suas missões anteriores, sendo a primeira no ônibus espacial Discovery, 540 dias no espaço. Além disso também será estudado o irmão gêmeo de Kelly, o ex-astronauta Mark Kelly, para que se comparem seus dois organismos e analisar com mais precisão os efeitos biológicos e fisiológicos em Scott.

crédito: NASA
Scott Kelly durante a missão
Scott Kelly durante a missão

ALEGADO UFO EM FOTO DE ASTRONAUTA

Scott Kelly aproveitou sua longa missão espacial para rechear sua conta no Twitter com milhares de fotos que obteve. A maior parte das imagens mostra a Terra vista pela ISS, na qual aparecem cidades iluminadas, as características geográficas de nosso planeta, tempestades e diversas outras. Em 15 de novembro ele postou uma foto quando a ISS passava sobre o sudeste da Índia à noite. Alguns tiveram sua atenção chamada para o objeto brilhante no canto superior direito, e alguns apressadamente passaram a afirmar que um UFO fora fotografado. Entretanto, fotos diurnas na mesma posição, como a obtida em 04 de agosto de 2015, comprovam que o suposto UFO nada mais era que um equipamento instalado na própria estação espacial. Esse equipamento consiste do Sistema de Observação da Terra em Alta Definição, que grava filmes em HD. Esclarecido o incidente, resta celebrar o feito do norte-americano, que é um dos mais importantes passos para missões espaciais mais longas e distantes.

crédito: NASA e Scott Kelly
Acima a foto do pretenso UFO, abaixo a prova de que é somente parte da própria ISS
Acima a foto do pretenso UFO, abaixo a prova de que é somente parte da própria ISS

Confira o Twitter de Scott Kelly

Veja fotos do retorno da missão

Confira fotos da missão de quase um ano de duração

Infográfico da missão

Um vídeo sobre a missão de Scott Kelly

Nesta imagem GIF percebe-se claramente que o pretenso UFO não passa de equipamento da própria ISS

Sons ouvidos pela tripulação da Apollo 10 na Lua têm explicação simples

Astronauta comenta avistamento de UFOs em 2005

Faleceu Edgar Mitchell

Ex-astronauta da NASA afirma que aliens já devem saber sobre nós

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

crédito: Revista UFO
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

Veja em 50 Anos de Exploração Espacial os momentos mais emocionantes da trajetória da NASA, desde o primeiro homem em órbita até as missões do ônibus espacial. Reveja o incrível vôo de John Glenn na missão Friendship 7, o sucesso da Apollo 11 e os primeiros passos de Neil Armstrong na Lua, as viagens seguintes ao satélite e as operações conjuntas com a nave soviética Soyuz. Conheça a verdadeira razão de não voltarmos mais à Lua e descubra que o destino agora é Marte, Vênus, Júpiter e mundos além do Sistema Solar, e quais são os planos da NASA para alcançá-los.

Já está no ar a Edição 230 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2016

O que os militares ainda escondem?