DESTAQUE

A linha aérea da Área 51

Por
24 de Agosto de 2015
Um dos aviões da Janet Airlines, que faz o transporte de pessoal de Las Vegas até a Área 51
Créditos: Planespotters

A Área 51, por décadas, chamou a atenção de pesquisadores e ufólogos devido ao extremo grau de sigilo com que é tratada. Ao longo de todo o esse tempo o governo norte-americano recusou-se a reconhecer sua existência, até que em 2013 documentos obtidos com base na Lei de Liberdade de Informações finalmente comprovaram de forma inequívoca a realidade da base militar ultrassecreta. Resta ainda desvendar o que de fato é realizado ali dentro, se testes de novas tecnologias de uso militar, como descrito nos papéis, ou algo ainda mais surpreendente, o estudo de naves alienígenas capturadas, o que a Ufologia tem afirmado por muito tempo.

Não menos misteriosa tem sido a rotina de um terminal de acesso restrito no Aeroporto Internacional McCarran de Las Vegas, onde operam vários Boeing 737 pintados de branco e com uma distinta faixa vermelha horizontal na lateral. Sem qualquer inscrição na fuselagem ou na cauda, a não ser números de série no final da fuselagem, esses aviões pertencem de acordo com alguns estudiosos à Janet Airlines. Para acrescentar ainda mais mistério, além da existência da empresa não ser reconhecida pelo governo norte-americano, sequer essa designação é oficial. Trata-se de um apelido dado pelos que a investigam, e tem ao menos dois significados, Joint Air Network for Employee Transportation (Rede aérea conjunta para transporte de empregados), ou Just Another Non Existent Terminal (Somente mais um terminal não existente).

Alguns afirmam que por trás da Janet estaria a empresa AECOM, uma empresa de acessoria técnica e de gerência, que presta serviços ao governo norte-americano. Os aviões operam diariamente, e é possível ver no Aeroporto de Las Vegas até seis dos Boeing brancos. Os pesquisadores que se dedicam a investigar a Área 51 a partir de montanhas ao redor da base já flagraram essas aeronaves na extensa pista da base secreta, e estima-se que façam cerca de 20 voos diários, indo para a Área 51 e o campo de provas de Tonopah e outras instalações do imenso Campo de Provas e Treinamento de Nevada. De acordo com o investigador Joerg H. Arnu, a existência da Janet Airlines não é reconhecida a fim de proteger as pessoas que ela transporta, conforme comenta: "Aqueles que trabalham na Área 51 realizam tarefas consideradas secretas e as autoridades não querem que se conheça a existência da Janet Airlines para evitar, por exemplo, que eles sejam seguidos ao sair do aeroporto de Las Vegas".

APOIO A ATIVIDADES DE INTELIGÊNCIA

Joseph Fitsanakis, professor da Universidade Coastal Carolina, onde leciona Estudos de Inteligência e Segurança Nacional, afirma que a Janet Airlines cumpre um papel de logística importante, e este último é um dos motivos da força dos serviços de Inteligência dos Estados Unidos. A logística, que compreende o trabalho de transporte de pessoa, comunicações seguras e outras atividades, tem se revelado de fundamental importância nessas atividades. E de acordo com ele, a Janet aparentemente tem somente uma missão, o transporte de funcionários para os campos de provas em Nevada. Fitsanakis lembra que estes estão sob supervisão do Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE), responsável por qualquer instalação onde se manipule materiais nucleares.

crédito: Dreamlandresort
Os aviões da Janet Airlines estacionados no Aeroporto Internacional de Las Vegas
Os aviões da Janet Airlines estacionados no Aeroporto Internacional de Las Vegas

O especialista afirma: "O papel do DOE em relação a tarefas de inteligência é muito pouco conhecido se comparado a outras agências como a CIA e o FBI". Fitsanakis lembra que o terminal onde a Janet opera está sempre cheio, e além de pessoal da Força Aérea, muitos provavelmente são cientistas do DOE. O professor diz que a maioria deve trabalhar no desmonte de armas nucleares, lembrando que muito pouco se sabe a respeito do que se faz nos campos de teste de Nevada. Sobre a Janet Airlines ele completa: "É um pouco absurdo que não reconheçam a existência da Janet Airlines porque todo o mundo sabe que ela existe. Mas entendo a necessidade o segredo em relação às atividades logísticas de inteligência e a tudo que esteja relacionado com instalações nucleares".

O site Dreamland Resort tem publicado informações sobre a Área 51 e a Janet

Os aviões da Janet Airlines têm sido acompanhados pelo site Planespotters

Documento da CIA reconhece a existência da Área 51

Novos documentos sobre a Área 51 são liberados

CIA desenvolveu VANTs na Área 51

Bill Clinton fala sobre alienígenas e Área 51 em entrevista

Exposição sobre Área 51 em museu de Las Vegas

Saiba mais:

Livro: Guia da Tipologia Extraterrestre

DVD: Revelando os Segredos da Área 51

crédito: Revista UFO
Revelando os Segredos da Área 51
Revelando os Segredos da Área 51

A instalação militar mais secreta e protegida do mundo é, reconhecidamente, a Área 51, que fica no Deserto do Nevada, Estados Unidos. É nela que o governo norte-americano esconde naves extraterrestres acidentadas que consegue resgatar, assim como seus tripulantes, vivos ou mortos. Cientistas das mais diversas especialidades trabalham nos projetos secretos da base, até mesmo naqueles que tentam aproveitar de alguma forma a tecnologia alienígena.

Já está no ar a Edição 47 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2006

A advertência de uma simples placa não aplaca a curiosidade dos ufólogos

UPDATED CACHE