DESTAQUE

Novos documentos sobre a Área 51 são liberados

Por
07 de Novembro de 2013
Placas alertando contra aproximações não autorizadas na fronteira da Área 51
Créditos: SipaPhoto, Shutterstock.com

Novos documentos mencionando a Área 51 foram recentemente desclassificados, evidenciando o intenso trabalho de pesquisa realizado naquela instalação, também conhecida como Groom Lake. Entre os papéis está a discussão acerca da fotografia tirada pela terceira missão do laboratório espacial Skylab, chamada de Skylab 4, que mostra nitidamente a base secreta.

Um dos papéis é um memorando do Escritório de Reconhecimento Nacional (NRO), datado de 11 de abril de 1974 e assinado pelo diretor do NRO, e que discute o que fazer a respeito da foto tirada pelo Skylab. O texto fala a respeito de impedir a divulgação da imagem que revelaria uma instalação de alta prioridade para a segurança nacional norte-americana, comprometendo seu uso.

Por seu lado, a NASA e o Departamento de Estado consideraram que a foto deveria ser divulgada e discutiu-se que, afinal, o Skylar não era nenhum segredo, e nem as fotos obtidas pelos astronautas a bordo deveriam ser. William Colby, na época diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), igualmente questionava a necessidade do segredo quanto à foto, já que de qualquer forma os satélites soviéticos poderiam fazer imagens da base sem problema. Alheia a essa discussão, a foto acabou mesmo sendo colocada nos arquivos fotográficos do Skylab pela NASA.

Cultura de segredos

crédito: NASA
A foto obtida pelos astronautas do Skulab em 1974, mostrando a Área 51
A foto obtida pelos astronautas do Skylab em 1974, mostrando a Área 51

Outros documentos falam do teste de aeronaves soviéticas na Área 51, como um Mig 21 apelidado de Have Doughnut. Ainda havia dois Mig 17, um chamado de Have Drill, e o segundo de Have Ferry. Igualmente houve experiências no local, como sobrevoos de um avião espião U-2 e de um satélite, então secreto, do tipo Corona, que bateram várias fotos da Área 51. O objetivo era determinar o que os soviéticos poderiam descobrir a respeito das instalaçõe e intérpretes de fotografias do governo foram orientados a desvendar o significado das imagens sem receber qualquer informação a respeito da base secreta.

O governo e os militares norte-americanos sabiam a respeito das capacidades soviéticas em reconhecimento por satélite e como a CIA conhecia as trajetórias desses artefatos, as atividades na Área 51 eram orientadas de acordo com essa informação. Ali foram desenvolvidos, além do próprio U-2, a família SR-71 Blackbird e o primeiro avião stealth, o F-117 Nighthawk. Nos documentos liberados até agora, entretanto, não há menção a UFOs ou tecnologia alienígena.

Baixe os documentos sobre a Área 51 clicando aqui.

Documento da CIA reconhece a existência da Área 51.

CIA desenvolveu VANTs na Área 51.

Saiba mais:

Livro: UFOs: Arquivo Confidencial

DVD: Revelando os Segredos da Área 51

crédito: Revista UFO
Revelando os Segredos da Área 51
Revelando os Segredos da Área 51

A instalação militar mais secreta e protegida do mundo é, reconhecidamente, a Área 51, que fica no Deserto do Nevada, Estados Unidos. É nela que o governo norte-americano esconde naves extraterrestres acidentadas que consegue resgatar, assim como seus tripulantes, vivos ou mortos. Cientistas das mais diversas especialidades trabalham nos projetos secretos da base, até mesmo naqueles que tentam aproveitar de alguma forma a tecnologia alienígena.

Já está no ar a Edição 161 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2010

Eles estão de volta, e ainda mais desafiadores

UPDATED CACHE