DESTAQUE

Michio Kaku afirma que podemos não ser interessantes para os alienígenas

Por
09 de Novembro de 2015
A Constelação do Cisne, onde se situa a estrela KIC 8462852; nesse sistema pode ter sido detectada uma avançada civilização extraterrestre
Créditos: Arquivo

Prossegue na comunidade científica o intenso debate quanto ao que o telescópio espacial Kepler detectou ao redor da estrela KIC 8462852. Situada a 1.500 anos-luz da Terra, na constelação Cygnus, esse sol do tipo F e um pouco maior que o nosso tornou-se alvo de especulação devido aos estranhos fenômenos de trânsito observados pelo Kepler. Dois desses trânsitos bloquearam a luz estelar em 15% e 22%, respectivamente, ao passo que o bloqueio de um mundo gigante gasoso como Júpiter chegaria a no máximo 1%. Além disso, esses fenômenos não possuem a regularidade esperada para trânsitos planetários.

A possibilidade de uma estrela vizinha e apagada está praticamente descartada, contudo a mais provável explicação, de acordo com a comunidade científica, segue sendo um enxame de cometas. Contudo, os próprios astrônomos afirmam que algo ainda mais fantástico pode estar acontecendo nesse sistema. Os trânsitos observados pelo Kepler podem, de fato, se dever a uma monumental obra de engenharia de uma civilização alienígena, tentando colher a luz de KIC 8462852 por meio de uma megaestrutura chamada Esfera ou Enxame de Dyson. O físico Michio Kaku, que já havia comentado a descoberta para a CBS, desta vez o fez para o Observer.

Michio Kaku é coautor da Teoria das Cordas e professor de Física no City College em Nova York, e disse: "Esta pode ser a maior história desde a invenção da roda, ou a descoberta do fogo, nessa escala. ou pode acabar se revelando outro fiasco, como o Monstro do Lago Ness. Como Carl Sagan disse, afirmações extraordinárias requerem provas extraordinárias. Se uma das hipóteses é uma civilização alienígena, precisamos identificá-la". Kaku ainda comentou a respeito da Escala de Kardashev, sobre os tipos de civilizações que podem existir: "Essa pode ser uma evidência de uma civilização Tipo 2, que é capaz de absorver a energia de uma estrela. Nós somos do Tipo 0, nossa energia vem de carvão ou petróleo. O Tipo 1 pode controlar o clima de seu planeta e o Tipo 3 é capaz de controlar sua galáxia. A energia necessária para fazer cair a luz estelar em 22%, como o Kepler detectou, qualifica essa como uma civilização Tipo 2. Contudo, é somente uma hipótese, ainda não sabemos".

POR QUE OS ALIENS NÃO POUSAM DIANTE DA CASA BRANCA?

O físico teórico e divulgador científico comentou ainda o Paradoxo de Fermi. O físico italizano Enrico Fermi acreditava que se sociedades alienígenas existiam, elas poderiam colonizar a galáxia em poucos milhões de anos, e assim deveríamos ver claros sinais de extraterrestres. Micho Kaku afirma: "Algumas pessoas dizem que há aliens inteligentes lá fora, e eu também. Então por que não nos visitam? Por que não descem diante da Casa Branca, anunciam sua presença e nos dão sua tecnologia? Bem, se você está no campo e vê um formigueiro, você para para saudar as formigas e se comunicar com elas? Então se alienígenas são avançados para pousar diante da Casa Branca, então somos como formigas para eles, não temos nada a lhes oferecer, então eles não anunciam sua presença porque somos enfadonhos, irrelevantes. Não temos nada a oferecer a uma civilização tão avançada, e somos arrogantes ao pensar que somos tão interessantes, que seres alienígenas viajariam milhares de anos-luz somente para nos visitar. É por isso que ainda não os encontramos, para eles não somos interessantes".

Site oficial do telescópio espacial Kepler

Visite o site Planet Hunters

Michio Kaku fala a respeito de uma invasão alienígena

Michio Kaku descreve os tipos de civilização cósmica que podem existir

Estranho comportamento de uma estrela pode se dever a uma civilização alienígena

Começa a investigação de possível civilização alienígena em estrela

Michio Kaku comenta possibilidade de inteligência extraterrestre em estrela

Procurando estruturas alienígenas

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

crédito: Revista UFO
Dossiê Cometa
Dossiê Cometa

O Dossiê Cometa é o relatório da entidade homônima francesa – o Comitê Cometa – que analisou as evidências mais marcantes da atuação de ETs em nosso planeta, através de avistamentos e aterrissagens de UFOs que se prolongam há milênios e dos contatos com seus tripulantes. O documento foi entregue ao primeiro ministro francês e a outras autoridades mundiais, com uma séria advertência: devemos estar preparados para grandes transformações em nossa cultura, ciência e religião, pois em pouco tempo os UFOs causarão grande impacto em nossas vidas.

DVD: Buscando Vida Fora da Terra

Já está no ar a Edição 217 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2014

A descoberta de novos mundos

UPDATED CACHE