DESTAQUE

Famoso filme dos anos 50 foi baseado em pesquisas ufológicas

Por
15 de Março de 2018
Cartaz de Earth vs. the Flying Saucers, clássico do cinema de ficção científica dos anos 50
Créditos: Columbia Pictures Corporation

A Invasão dos Discos Voadores (Earth vs. the Flying Saucers, Columbia Pictures Corporation, 1956) é um dos mais conhecidos filmes de ficção científica dos anos 50, época em que costumeiramente os alienígenas representavam, nos filmes, o medo de uma guerra contra a União soviética. Um dos mais celebrados trabalhos do mestre de efeitos especiais Ray Harryhausen, a produção mostra a chegada ao nosso planeta de alienígenas em suas naves, e os primeiros encontros com os militares norte-americanos são hostis. Contudo um intercâmbio de informações é conseguido, e os ETs afirmam que são de um mundo devastado, buscando se estabelecer na Terra como forma de salvar sua civilização. Porém os desentendimentos tornam a acontecer, culminando com a clássica cena da invasão a Washington. Na defesa contra os invasores têm participação fundamental os cientistas Russell Marvin e sua esposa Carol, interpretados respectivamente por Hugh Marlowe e Joan Taylor.

Para os fãs de ficção científica Marlowe viveu ainda Tom Stevens, antagonista do alienígena Klaatu em O Dia em que a Terra Parou de 1951. Um fato pouco conhecido sobre A Invasão dos Discos Voadores é que este filme foi vagamente inspirado no livro Flying Saucer from Outer Space, publicado em 1953 pelo pioneiro da Ufologia Mundial Donald Keyhoe. Ele foi um dos primeiros a denunciar o acobertamento ufológico promovido pelo governo norte-americano, afirmando que os projetos de investigação que já existiam eram somente fachada para esconder as ocorrências mais importantes, como quedas de UFOs. Os produtores da Columbia procuraram Keyhoe afirmando que queriam fazer um documentário a partir de seu livro. Quando foi revelado que o filme na verdade seria uma obra de ficção Keyhoe ficou ofendido, exigindo que seu nome fosse removido dos créditos.

Outro aspecto controverso do filme é apontado por teóricos da conspiração, que alegam serem as armas sônicas da história, criadas por Marvin e que finalmente derrotam os alienígenas, inspiradas em um dispositivo chamado cloudbuster inventado pelo psicoanalista austríaco Wilhelm Reich. Ele alegava que a máquina poderia produzir chuva a partir da "energia orgone" presente na atmosfera, e que seu dispositivo foi efetivamente utilizado contra discos voadores em um confronto ocorrido em Tucson, Arizona, em 1955. Não existe qualquer evidência de que o cloudbuster funcionasse, muito menos da suposta batalha contra UFOs descrita por Reich. A Invasão dos Discos Voadores teve, de fato, as naves dos alienígenas inspiradas em descrições de casos ufológicos reais, descritos por Donald Keyhoe em sua obra. O filme foi lançado em DVD no Brasil há alguns anos, em uma edição com dois discos como parte da Coleção Harryhausen pela Sony Pictures, e em um dos extras o próprio Ray Harryhausen afirma que buscou informações também com o contatado George Adamski. O DVD ainda permite que o filme seja assistido no preto e branco original, ou na colorização feita tempos depois.

crédito: Arquivo
Donald Keyhoe, pioneiro da Ufologia Mundial
Donald Keyhoe, pioneiro da Ufologia Mundial

A REALIDADE UFOLÓGICA INSPIRANDO A FICÇÃO

O som que as naves produzem no filme foi igualmente baseado nas descrições de ocorrências reais, que continuam a acontecer até hoje. De muito interesse é a cena, no início da trama, em que estão juntos Russell e Carol Marvin e o pai desta, general Hanley (vivido por Morris Ankrum). Eles discutem o Projeto Skyhook, uma das muitas iniciativas espaciais norte-americanas na época, quando duas esferas luminosas passam silenciosamente sobre o local. O general pergunta que luzes são aquelas, e Carol responde: "São o que os pilotos chamam de luzes foo, aconteceram muitos avistamentos durante o projeto nos últimos dias, e ninguém mais presta atenção nelas". Sem dúvida uma referência ao mistério dos foo-fighters da Segunda Guerra Mundial, e também a ocorrências similares em instalações militares no final dos anos 40. Tais fatos levaram ao estabelecimento do Projeto Twinkle, na Base da Força Aérea de Holloman, para investigar as ocorrências. Outro fator interessante é a similaridade entre os alienígenas do filme e aqueles descritos pelas testemunhas do Caso Roswell, que só seria conhecido duas décadas depois. Seja como for, A Invasão dos Discos Voadores é um dos mais celebrados clássicos da ficção científica dos anos 50.

crédito: Sony Pictures
A capa do DVD de A Invasão dos Discos Voadores
A capa do DVD de A Invasão dos Discos Voadores

Trailer de Earth vs. the Flying Saucers

Ray Harryhausen é entrevistado sobre A Invasão dos Discos Voadores

O mistério da Lemúria e sua repercussão na Ufologia e na ficção

Lançada edição de A Guerra dos Mundos com ilustrações de artista brasileiro

Steven Spielberg afirma que não estamos sozinhos no Universo

Filme de curta metragem recria invasão alienígena de Los Angeles em 1942

Saiba mais:

Livro: Vimanas: Veículos Voadores de Nossos Antepassados

crédito: Revista UFO
Vimanas: Veículos Voadores de Nossos Antepassados
Vimanas: Veículos Voadores de Nossos Antepassados

As provas de que a humanidade conviveu com outras inteligências cósmicas há milênios, aqui na Terra e de forma aberta, estão neste livro. Naves cintilantes cortam os céus a grandes velocidades. São de vários formatos e tamanhos, todas com elevada tecnologia. Nelas não se veem motores nem asas, são movidas por sistemas de propulsão silenciosos. Muitas vezes descem ao solo, aterrissam e seus tripulantes – de formato humano – encontram-se com observadores estupefatos diante do que veem. Não raramente, as privilegiadas testemunhas são convidadas a viajar nestes incríveis veículos, e algumas, surpreendentemente, podem até pilotá-los.

DVD: Pacote O Segredo das Pirâmides

Já está no ar a Edição 248 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2017

E se eles revidarem?