DESTAQUE

Surgiu um novo agroglifo em Ipuaçu

Por
01 de Novembro de 2015
Da estrada era possível ver o agroglifo surgido em Ipuaçu neste sábado
Créditos: Novelo Filmes

Na manhã do sábado, 31 de outubro, chegou a notícia de que um novo agroglifo havia sido identificado em Ipuaçu. O editor da Revista UFO, A. J. Gevaerd, imediatamente se dirigiu para aquela cidade no oeste de Santa Catarina, onde chegou às 15h30 do mesmo dia. Na estrada já era possível ver a exuberante figura em uma colheita de trigo já bastante maduro e seco, e bem castigado, semanas antes, pelas chuvas.

Quem descobriu o agroglifo foi a equipe da Novelo Filmes, que está produzindo o documentário “Círculos” para o History Channel. Gevaerd havia estado com eles no final de semana passado gravando, sem que qualquer figura aparecesse. Estatisticamente, analisando o histórico do fenômeno que se repete desde 2008, era provável que uma ocorrência se desse no último final de semana de outubro. E assim foi.

A figura tem quase 100 m de comprimento por cerca de 80 m de largura. Formam o agroglifo uma anel ovalado que se expande nas áreas opostas da imagem, indo a 6 m de largura. As partes contrárias, laterais, têm menos de um metro. Dentro há 4 elipses idênticas de 30 m de comprimento por 8,5 m de largura cada. É um bela figura. Cortando as 4 elipses a uma distância de 6 metros de suas partes mais externas há um círculo de mais de 40 m de diâmetro e cerca de 2 m de espessura. Ao passo que este círculo tem as plantas dobradas em sentido anti-horário, as elipses – que chamaremos de “pétalas” – foram feitas antes e suas plantas estão em sentido horário.

LUZES ESTRANHAS

crédito: Novelo Filmes
Imagem aérea do agroglifo
Imagem aérea do agroglifo

O agroglifo foi descoberto nesta manhã de 31 de outubro, às 07h00, por um vizinho que alertou o proprietário, senhor Moacir Luis Romani, dono das poucas fazendas ainda com trigo na região. Todas estarão colhidas até amanhã. O local exato fica na Linha Vista Alegre, praticamente ao lado da Hidrelétrica Quebra-Queixo e a 10 quilômetros do centro de Ipuaçu. Digno também de nota é que outros vizinhos do senhor Romani, que pescavam em um açude a 200 m de onde surgiu a figura, em um declive, viram ontem à noite, por volta das 23h00, uma luz de cor neon iluminar a plantação e refletir-se na água do açude.

A observação de UFOs ou luzes menores, conhecidas como sondas ufológicas, é muito comum de ocorrer nas noites anteriores à descoberta de agroglifos. Outro detalhe, visível nas fotos, pode levar algumas pessoas a afirmar que o agroglifo é bastante irregular. Bem, eles sempre são pelo menos um pouco irregulares. Neste caso, a plantação estava bastante deteriorada e pouco uniforme, devido às chuvas, o que levou ao formato pouco preciso da figura.

crédito: Revista UFO
Diagrama do agroglifo
Diagrama do agroglifo

Eles chegaram ao Brasil: Misteriosos agroglífos surgem em Ipuaçu, Santa Catarina

Agroglífo em forma de flecha surge em Ipuaçu, Santa Catarina

Agroglifos de Ipuaçu impressionam a Ufologia Brasileira

Sai o laudo dos agroglifos de Santa Catarina

Saem as imagens aéreas do agroglifo de Santa Catarina

Novas imagens apontam para autenticidade do agroglifo de Prudentópolis

No UFOZ, as análises sobre o novo agroglifo brasileiro

Relatório aponta que agroglifo de Prudentópolis não foi feito por mãos humanas

Saiba mais:

Livro: O Mistério dos Círculos Ingleses

crédito: Revista UFO
O Mistério dos Círculos Ingleses
O Mistério dos Círculos Ingleses

Há mais de 20 anos, plantações da Inglaterra e de outros países têm sido alvos de um estranho fenômeno. Desenhos inexplicáveis e cada vez mais complexos surgem misteriosamente em campos de trigo, cevada, canola, arroz e de outros cereais. Seu autor, Wallacy Albino, é o maior especialista nacional sobre o tema e presidente do Grupo de Estudos Ufológicos da Baixada Santista (GEUBS). O livro, rico em ilustrações, traz informações atualizadas sobre esse que é considerado o maior enigma da atualidade.

DVD: Pacote Misteriosos Agroglifos

Já está no ar a Edição 195 da Revista UFO. Aproveite!

Dezembro de 2012

Os enigmáticos agroglifos retornam à Santa Catarina