DESTAQUE

Piloto descreve quase colisão com UFO

Por
07 de Janeiro de 2014
Panorâmica do aeroporto de Heathrow, nas proximidades do qual um UFO quase colidiu com uma aeronave comercial
Créditos: Wikipedia

Em 13 de julho de 2013, às 18h53, um Airbus A320 quase colidiu com um UFO nas proximidades do aeroporto de Heathrow, na Inglaterra. O caso somente agora veio a público devido ao término da investigação oficial, que concluiu não ser possível determinar a origem do objeto ou a causa do avistamento.

A companhia aérea e o piloto não foram identificados, mas a reportagem do jornal Telegraph afirma que, tendo o avistamento ocorrido a cerca de 10.000 m de altitude e a 32 km do aeroporto, sobre a região de Berkshire, após consultar especialistas em aviação concluiu que a aeronave não seguia para Heathrow ou acabara de decolar dele. O jornal diz que deveria ser um voo regional, voando entre um aeroporto no interior e outro no continente europeu.

O piloto afirma no relatório que tudo foi muito rápido e que olhando casualmente pelas janelas avistou o UFO, com formato de bola de rugbi ou charuto, de brilho prateado e construção aparentemente metálica. Observou o intruso à sua esquerda e teve a impressão de que iria colidir com sua aeronave. O relatório descreve como não teve tempo sequer de alertar o copiloto, tendo apenas chamado sua atenção por gestos.

TESTEMUNHO DE CREDIBILIDADE

O relatório descreve como o UFO finalmente passou acima do avião, a poucos metros de distância. Depois do fato checaram os intrumentos do A320 e chamaram os controladores aéreos para informar o incidente, mas não foi detectado qualquer sinal do intruso. O UK Airprox Board, grupo que estuda incidentes de grande proximidade de aeronaves no espaço aéreo britânico, tomou à frente na investigação do caso.

O grupo descobriu que não havia outras aeronaves na área, civis ou militares, tampouco balões meteorológicos. Equipes militares de monitoramento por radar não puderam encontrar rastros do objeto. A conclusão foi que não era possível explicar o avistamento, nem determinar a origem do UFO.

O UFO Desk, o departamento do Ministério da Defesa Britânico (MoD), foi fechado em 2009 e alegadamente todos os arquivos sobre UFOs liberados até 2012. Contudo, nesse mesmo ano autoridades do Serviço de Controle de Tráfego Aéreo do país confirmaram que é detectado por mês ao menos um caso de objeto voador que não pode ser explicado.

Um dos consultores dos Arquivos Nacionais britânicos para UFOs é o Dr. David Clarke, de Sheffield Hallam, que é cético quanto a esses objetos, porém comentou o seguinte sobre o caso: "Este avistamento é interessante, porque é detalhado e claro. Estes pilotos não preenchem relatórios por nada. Obviamente há alguma coisa aqui".

Ave pode ter colidido com avião chinês

Liberação de arquivos é cortina de fumaça, diz Nick Pope

Saiba mais:

Livro: Terra Vigiada

crédito: Revista UFO
Terra Vigiada
Terra Vigiada

Terra Vigiada não é um livro comum, mas um verdadeiro dossiê fartamente documentado que comprova que inteligências extraterrestres observam e monitoram nossos arsenais atômicos. O livro contém dezenas de depoimentos prestados por militares norte-americanos que testemunharam a manifestação de discos voadores sobre áreas de testes nucleares, nas décadas de 40 a 70, comprovando que outras espécies cósmicas mantêm nossas atividades bélicas sob severa e contínua vigilância. Hastings vai mais além e mostra em Terra Vigiada que não é incomum discos voadores interferirem nos experimentos de lançamento, muitas vezes inutilizando as ogivas nucleares a serem detonadas, ou sobrevoarem silos de mísseis armados.

DVD: UFOs nos Arquivos Oficiais

Já está no ar a Edição 197 da Revista UFO. Aproveite!

Fevereiro de 2013

Um novo gás para a Ufologia