DESTAQUE

Parafuso de 300 milhões de anos é fóssil

Por
01 de Julho de 2013
Fósseis de crinoides encontrados em um parque nos Estados Unidos
Créditos: Arquivo

O meio ufológico foi novamente sacudido pela alegada descoberta do que seria tecnologia alienígena, ou de uma antiga civilização terrestre, descoberta em uma rocha de mais de 300 milhões de anos. O achado teria sido feito na Rússia em 1998 e alega-se que é um parafuso de ferro.

O objeto, com cerca de 2 centímetros, seria de acordo com alguns a prova de que um a civilização existiu na Terra há centenas de milhões de anos. Ou então poderia ser os restos de uma expedição alienígena ao planeta Terra, que estaria assombrando até mesmo o meio científico.

Entretanto, o site E-farsas rastreou a origem da notícia como tendo surgido em um tabloide grego, em agosto de 2012, sem qualquer fonte. O tal parafuso teria sido encontrado em outubro de 1996 por uma equipe de cientistas da Kosmopoisk, uma organização russa da qual se diz que financia pesquisas sobre UFOs e fenômenos paranormais.

Alega-se que a Kosmopoisk possui 2.500 membros ativos em vários grupos, espalhados por 25 países, além de ser responsável por mais de 250 expedições desde os anos 80. Algumas das alegações são muito discutíveis, como o anúncio feito pelo líder da organização, Vadim Chernobrov, de que está desenvolvendo uma máquina do tempo.

A verdade sobre o parafuso veio à tona quando o achado foi comparado a fósseis de crinoides. Estes são animais marinhos da classe dos equinodermos, que inclui organismos como os lírios-do-mar, comatulídeos e outros. Podem viver até 6000 m de profundidade e existem na Terra desde cerca de 480 milhões de anos atrás.

crédito: Arquivo
Imagem associada a notícia do pretenso parafuso de 300 milhões de anos; na verdade é um fóssil de crinoide
Imagem associada à notícia do pretenso parafuso de 300 milhões de anos; na verdade é um fóssil de crinoide

Os fósseis de crinoides tomam diversos formatos e um dos mais comuns é precisamente o de parafuso. Assim, a alegação de que o suposto achado russo é alguma tecnologia alienígena carece totalmente de fundamento, tratando-se somente do fóssil de um animal marinho. Como sempre em Ufologia, devemos rastrear as fontes e verificar entre estas as mais confiáveis. Achados impressionantes anunciados de maneira espalhafatosa, via de regra, sempre são duvidosos.

Visite o site E-farsas

Refutada alegação de vida alienígena em meteorito

Esclarecido o mistério de supostas árvores em Marte

Lua Prometheus tem formato similar a disco voador

Sai resultado das análises da filmagem de suposto UFO no interior do Rio de Janeiro

Alegado cadáver alienígena é humano

VANT utilizado por jornal confundido com UFO durante protesto

Saiba mais:

Livro: O Pensamento da Ufologia Brasileira - Parte 1

crédito: Revista UFO
O Pensamento da Ufologia Brasileira - Parte 1
O Pensamento da Ufologia Brasileira - Parte 1

Esta é a primeira obra de uma série que visa mostrar a verdade sobre o que se convencionou chamar de Fenômeno UFO, o conjunto de ações de seres extraterrestres em nosso meio ambiente, que só se tornou conhecida graças à abnegada dedicação de homens e mulheres, que há mais de seis décadas investigam este mistério. Este volume contém doze entrevistas com renomados estudiosos teóricos e investigadores de campo do Fenômeno UFO. São eles: Ademar Eugênio de Mello, Antonio Faleiro, Carlos A. Machado, Luciano Stancka, Reginaldo de Athayde, Roberto A. Beck, Alfredo Moacyr Uchoa, Arismaris B. Dias, Claudeir Covo, Marco Antonio Petit, Ricardo Varela e Ubirajara F. Rodrigues.

DVD: Extraterrestres no Passado II - Disco 3

Já está no ar a Edição 180 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2011

As fotos contestadas agora são objeto de intenso debate