DESTAQUE

Homenagem póstuma a Claudeir Covo ocorrerá em São Paulo no dia 04 de agosto

Por
22 de Julho de 2012
A história da pesquisa ufológica deve muito a este homem, e esta lhe renderá merecida homenagem. Foto: em frente ao Comdabra na ocasião da recepção da Aeronáutica à Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), em 2005
Créditos: Arquivos Revista UFO

Claudeir Covo, eterno coeditor da Revista UFO desde sua fundação e grande ufólogo brasileiro, falecido recentemente, merece em todos os sentidos o nosso respeito, admiração e homenagem. E nós a faremos durante o 1º Encontro de Ufologia Avançada de São Paulo, que ocorrerá simultaneamente à 1ª Reunião de Ufólogos e Espiritualistas na Casa do Consolador, no endereço da instituição, no Bairro Mirandópolis, em 04 e 05 de agosto.

Covo era presidente do Instituto Nacional de Investigação de Fenômenos Aeroespaciais (INFA), TV INFA e representante estadual da Mutual UFO Network (MUFON), a maior entidade ufológica mundial. "Não apenas pelo ufólogo que era, dedicado e atencioso, humilde e esforçado, mas também – e principalmente – pelo ser humano que sempre foi. O Claudeir era meu amigo desde 1982, quando eu o conheci e logo nos afeiçoamos. 30 anos de amizade! Acho que também foi amigo de muitos de vocês da Ufologia Brasileira. Assim, nada mais justo do que esta homenagem", comentou o editor A. J. Gevaerd.

Claudeir formou-se em três engenharias: elétrica, de operação eletrônica e de segurança, especializando-se em ótica, fotometria, colorimetria e fotoelasticidade, na área de dispositivos de iluminação e sinalização veicular - o que o levou a presidir o Comitê de Iluminação Veicular da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) de São Paulo. Além disso, elaborava laudos periciais que envolviam insalubridade e periculosidade em ações trabalhistas.

Em 1975 fundou o Centro de Estudos e Pesquisas Ufológicas (CEPU) e a partir de 1984 especializou-se em análise de imagens ufológicas, utilizando o método científico. No ano de 1994 fundou o INFA, sigla conhecidíssima e respeitada por todos, desde grupos de pesquisa, grandes institutos, até a mídia em geral. Realizou centenas de palestras em muitos estados do Brasil e no exterior, participou em inúmeros congressos de Ufologia nacionais e internacionais. Também era o principal contato de jornalistas e equipes de reportagens dos meios de comunicação, prestando consultoria em vários programas de rádio e televisão, contribuindo igualmente com artigos e entrevistas para revistas e jornais. Foi um dos idealizadores e membros fundadores da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), desde a Carta de Brasília assinada por ufólogos de diversos países no Primeiro Fórum Mundial de Ufologia (1997), assim como da campanha UFOs: Liberdade de Informação Já e do Dossiê UFO Brasil, estando presente na recepção que a Aeronáutica fez à CBU no ano de 2005.

Incansável investigador

Em mais de quatro décadas de pesquisas ufológicas, participou de praticamente todas as investigações de grande impacto da Ufologia Nacional, como a análise das fotos do Caso Trindade (1958), o Caso Máscaras de Chumbo (1966), o Caso Voo 169 (1982), a Noite Oficial dos UFOs No Brasil (1986), a filmagem da Mikson (1986), Caso Varginha (1996), a Sonda de Capão Redondo (1998), entre incontáveis outros. Exímio pesquisador de campo, tomou conhecimento de dezenas de casos de supostos pousos de discos voadores no Brasil, e esteve in loco acareando os que produziram algum tipo de marca ou evidência física no solo, que muitas vezes envolveram, além das marcas, a queima ou destruição de plantas, efeitos físicos em animais ou seres humanos, interferências em veículos, redes elétricas e detecção por radares etc.

Também atuou de maneira decisiva no esclarecimento de inúmeras ocorrências equivocadas ou fraudulentas, como, por exemplo, a conclusão sobre o Caso Barra da Tijuca (1952), o Caso Guarapiranga (1988), o crânio apresentado no Gugu Liberato (1997), o "UFO" da Tiazinha (2001), entre os mais famosos, e dezenas de outros casos de cunho semelhante, envolvendo inclusive seitas ufológicas, ufolatria e afins. Igualmente, na área de análise de imagens, concluiu incontáveis relatórios esclarecendo infinitos casos. Colecionou devido a este trabalho muitas inimizades, mas nunca se deixou abalar por isso e sempre continuou sua tarefa com toda dedicação.

Há alguns anos Claudeir Covo também era um dos principais analistas da Equipe de Análise de Imagens da UFO, coordenada pelo perito criminal Inajar "Toni" Kurowski, conselheiro especial da publicação, onde ajudou a esclarecer tecnicamente um sem número de fotos e filmagens ufológicas. Sua última aparição pública em programas de grande audiência se deu com o caso do pseudo UFO de Embu das Artes (2011), quando foi o primeiro ufólogo a assistir o vídeo original gravado pela Rede Globo de Televisão [Veja Coeditor da Revista UFO detalha parte inédita sobre vídeo de objeto voador em São Paulo], e também o primeiro a apontar que se tratava com certeza de um artefato manejado por alguém em solo, com um tipo de cangalha de luzes LEDs presa por um fio [Veja Segundo ufólogo, objeto voador seria um balão]. Assista ao vídeo coma participação do ufólogo clicando aqui.

Sua biografia e obra vão muito além de um imenso acervo repleto de investigações, relatórios técnicos, pesquisas de campo e milhares de fotos e filmes. Claudeir é, sem dúvida, um dos imortais da Ufologia, principalmente pelo fator humano de sua presença e passagem por este planeta. A sapiência e destreza nunca lhe tiraram a humildade e a consciência de que nada sabemos ainda do cosmos e suas possíveis civilizações, onde o Fenômeno UFO é apenas uma das manifestações inteligentes do universo que temos oportunidade de tentar estudar. Exemplo magistral para várias gerações futuras, que certamente ouvirão falar do "estilo Claudeir" de Ufologia e terão sua bibliografia para também se inspirarem neste mito que nos brindou com sua existência entre nós.

Homenagem ao imortal

Será realizada uma cerimônia no evento, com manifestação de vários dos amigos presentes ao local, que eram também seus parceiros.

Mas para que tal ato não fique restrito a quem estiver inscrito ou aos membros da Equipe UFO, emitimos através desta nota um amplo convite à Comunidade Ufológica Brasileira através do Portal da Ufologia Brasileira e franquearemos a entrada a quem aparecer, NO MOMENTO DA CERIMÔNIA. Assim, entre as 18h00 - 18h30 do sábado, dia 04 de agosto, a entrada é franca para quem quiser participar da homenagem ao imortal ufólogo.

Venham todos!

crédito: Arquivos Revista UFO
Claudeir Covo
Claudeir Covo

crédito: Luca Oleastri/Revista UFO
1º Encontro de Ufologia Avançada de São Paulo e 1ª Reunião de Ufólogos e Espiritualistas na Casa do Consolador
1º Encontro de Ufologia Avançada de São Paulo e 1ª Reunião de Ufólogos e Espiritualistas na Casa do Consolador

Veja a programação completa do evento e todos os detalhes em nosso calendário de eventos ou basta clicar aqui.
Leia também:

A Ufologia Brasileira está de luto com a morte de um de seus pilares, Claudeir Covo

O legado de Claudeir Covo à Ufologia

Um grande debate sobre discos voadores em São Paulo

Já está no ar a Edição 190 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2012

A Ufologia está de luto