DESTAQUE

Esclarecido como fraude o agroglifo da Califórnia

Por
06 de Janeiro de 2014
Imagem do site da Nvidia mostrando o agroglifo produzido pela empresa
Créditos: Nvidia

Nos últimos dias, a Ufologia Mundial se viu às voltas com mais um mistério: o agroglifo surgido em Chualar, na Califórnia. A misteriosa figura, que apareceu em uma plantação naquela localidade, foi primeiro noticiada em filmagens e fotos de Julie Belanger, fotógrafa profissional que em 31 de dezembro sobrevoava a região com seu marido.

Imediatamente foi feita uma conexão com um vídeo intitulado Descoberta do Agroglifo de Salinas (região onde fica a fazenda palco dos acontecimentos), que mostra imagens noturnas do que parecem ser dois indivíduos descobrindo o sinal após observarem flashes de luzes verdes a distância. O apelido do usuário do site Youtube que postou o vídeo, Cannot Say, que significa "não posso dizer", motivou imediatamente suspeitas.

A polêmica se instalou no meio ufológico imediatamente. As notícias postadas no Facebook da Revista UFO tiveram um número inédito de comentários e compartilhamentos, e as mais díspares opiniões foram publicadas. Desde os que acreditavam ser o agroglifo autêntico, até os que viam a figura como uma fraude, fazendo o debate a respeito se prolongar como poucas vezes visto.

ESTRATÉGIA DE MARKETING

Mesmo na Equipe UFO, composta pelos colaboradores da Revista UFO, seus consultores e analistas, não houve consenso. Havia os que apontavam os sinais de fraude, destacando o vídeo de Cannot Say conforme explicamos no artigo anterior. Já outros defendiam uma análise mais acurada, aguardando as pesquisas que deveriam ser feitas pelos ufólogos norte-americanos.

Entretanto, tais pesquisas não puderam ser realizadas, já que o dono da fazenda, Scott Anthony, arou o local na quinta-feira, 02 de janeiro, desfazendo o desenho. Inúmeras reportagens de redes de notícias cobriram o mistério, entrevistando testemunhas e apresentando depoimentos de especialistas. Um destes foi a especialista em linguagem Braille Debra Falanga, que em reportagem à rede de TV KSBW mostrou como o número 192 aparecia várias vezes no desenho.

Contudo, alguns dos depoimentos apresentados denunciavam a presença de pessoas com escadas portáteis, aparelhos de GPS e outros instrumentos nos dias anteriores a 31 de dezembro, data da descoberta do agroglifo. Ainda mais interessante foi a nota de Phillip Molnar, repórter do Monterey County Herald, qualificando essas denúncias de incorretas. Molnar afirmava ter entrevistado duas dezenas de pessoas em Chualar, que afirmaram não ter visto nada anormal nos dias anteriores à divulgação do agroglifo.

FARSA QUE NÃO COMPROMETE A PESQUISA DE SINAIS AUTÊNTICOS

Contudo, como suspeitavam os defensores da hipótese da fraude, de fato o agroglifo de Chualar foi construído por mãos humanas. A companhia fabricante de chips de computador Nvidia o anunciou no Show para Consumidores Eletrônicos (CES), evento realizado em Las Vegas: "Esta é uma confissão. Tegra K1, novo chip móvel com 192 núcleos, é impossivelmente avançado como nada deste mundo. É praticamente feito por alienígenas".


crédito: Arquivo
Outra imagem do agroglifo de Chualar, parte de uma campanha publicitária
Outra imagem do agroglifo de Chualar, parte de uma campanha publicitária

O chefe da Nvidia, Jen-Hsun Huang, pediu a seu departamento de marketing uma campanha de alcance global com o menor orçamento possível e confessou durante o evento que sua empresa está por trás do agroglifo de pouco mais de 94 metros de Chualar. Torna-se claro agora que os moradores da região colaboraram com a empresa, negando terem testemunhado a construção do agroglifo. Evidentemente o proprietário da fazenda igualmente foi contatado para liberar a peça publicitária. E a interpretação do número 192 estava correta, sendo esse o número de núcleos do novo chip.

Acrescente-se ainda que, nos vídeos disponibilizados abaixo, a Nvidia agradece à população de Chualar pela participação. E entre as informações também está a de que havia uma chamada para um link da rede NBC com um artigo de Scott Budman, intitulado Crop Circle Explicado. Contudo, clicando ali havia um aviso de link não existente. Budman é jornalista especializado em tecnologia e a possível explicação para o artigo agora ter entrado no ar é Budman haver descoberto a novidade por alguma fonte, mas por pressão da Nvidia, determinação da direção da rede ou ambos, ter sustado a publicação até o anúncio da empresa.

A RESPEITO DE AGROGLIFOS

O sinal de Chualar comprovou que a Ufologia tem se tornado uma eficiente ferramenta de marketing, já com vários exemplos de virais que muitas vezes são tomados pelos ingênuos como genuínos até hoje. O fato é que de forma alguma o caso do agroglifo da Califórnia compromete ou tira a legitimidade do estudo das formações reais, que conforme destaca o editor da Revista UFO, A. J. Gevaerd, na mensagem Agroglifo da Califórnia; Uma Reflexão, publicada nas redes sociais, não podem ser imitadas por aquelas feitas por mãos humanas. Leia alguns trechos da mensagem abaixo:

Os agroglifos são um fenômeno real, indiscutível, surpreendente e desafiador que vem se manifestando em todo o mundo (embora se concentrando no Hemisfério Norte e, nele, em certas áreas da Europa) desde o final dos anos 70, principalmente, e sendo investigados intensamente por pesquisadores de todo o planeta desde então. Hoje são mais de 20 mil figuras registradas em uns 60 países. Isso é coisa séria.

Mas o que os Circlemakers e todas as demais pessoas e grupos não conseguem reproduzir são as características intrínsecas dos agroglifos legítimos, e elas são inúmeras. A forma como as plantas são dobradas sem morrerem, a elevadíssima produtividade das sementes destas plantas, quando germinadas, as mudanças biológicas e bioquímicas verificadas em muitas delas em agroglifos de todo o mundo etc. Isso não se pode copiar!

Os próprios Circlemakers admitem que não querem competir com as inteligências por trás dos agroglifos legítimos e reconhecem que é impossível copiar qualquer um deles com a mais absoluta exatidão, principalmente quanto às características acima descritas. Eles são levados a fazer suas “obras de arte” nos campos, principalmente na Inglaterra, por variadas razões, não necessariamente para enganar os ufólogos.

Tudo isso dito, a admissão pela Nvidia de que é autora do agroglifo de Salinas, na Califórnia, descoberto em 30 de dezembro e que tanta agitação causou na internet, não muda absolutamente nada no cenário: continuaremos a ter os agroglifos legítimos e cada vez mais escandalosamente desafiadores, e continuaremos a ter Circlemakers e outros grupos fazendo os deles. E os bons “circólogos” sempre saberão distingui-los.

A OPINIÃO DE COLIN ANDREWS

A pedido do editor da Revista UFO, A. J. Gevaerd, o maior especialista em agroglifos do mundo, Colin Andrews, emitiu a seguinte opinião sobre o caso do sinal em Chualar:

Estava visitando minha família na Inglaterra quando as notícias começaram a circular sobre o agroglifo de Chualar, Califórnia. Estudei todas as informações disponíveis, incluindo um comentário um pouco extremo publicado por Linda Moulton Howe. Linda tem um histórico de frequentemente ignorar fatos em favor do exagero e sensacionalismo, o que pode ser bom em Hollywood mas não tem lugar no estudo sério de eventos potencialmente importantes.

crédito: Hiddenexperience.blogspot.com
Colin Andrews em uma investigação de campo
Colin Andrews em uma investigação de campo

Eu examinei as fotografias aéreas e terrestres, e também a liberação aparentemente coordenada e suspeita de informações, o que aponta claramente para atividade humana, e um desenho de fato espetacular feito por pessoas. Disse a amigos pedindo minha opinião que eu tinha meus suspeitos, o que incluía o grupo Circlemakers em Londres, a apenas 60 km de onde eu estava com minha filha em Andover, Hampshire.

Fiz contato com um membro do grupo, John Lundburg que me enviou um vídeo de si mesmo e sua equipe fazendo o desenho, que confirmou a minha avaliação como correta. Depois de 30 anos estudando osd agroglifos e 14 anos a consciência humana, vi que em muitos casos são nos agroglifos feitos pelo homem que o verdadeiro mistério começa, e não termina.

Nada neste tema, como o assunto Ufológico ou mesmo qualquer assunto, é exatamente o que parece. Acredito que se houver uma investigação suficientemente aprofundada também neste evento haverá também para ele uma razão mais profunda do que os fabricantes de chips e os fazedores de círculos pensam. Muito a esse respeito está descrito em meu livro On the Edge of Reality (Sobre a Borda da Realidade).

Assista ao vídeo que descreve a confecção do agroglifo

Site da Nvidia aobre o agroglifo e o chip 192

Artigo da NBC sobre a revelação da verdade do caso

Suposto agroglifo descoberto na Califórnia

Sai o laudo dos agroglifos de Santa Catarina

Saiba mais:

Livro: O Mistério dos Círculos Ingleses

DVD: Agroglifos: Das Teorias à Realidade


crédito: Revista UFO
Agroglifos: Das Teorias à Realidade
Agroglifos: Das Teorias à Realidade

Os agroglifos já vêm ocorrendo há pelo menos 30 anos, inicialmente na Europa e agora em todo o mundo, inclusive no Brasil, desde 2008. Com riqueza de imagens e entrevistas com os maiores especialistas no mistério, o DVD faz uma exploração sem paralelo de alguns dos mais intrigantes agroglifos surgidos em todo o planeta. A conclusão de sua análise do fenômeno é de que tais sinais terão profundo e irreversível impacto em nosso futuro.

Já está no ar a Edição 206 da Revista UFO. Aproveite!

Dezembro de 2013

Somos vigiados por seres extraterrestres?