DESTAQUE

Stephen Hawking afirma que buracos negros podem ser passagens a outros universos

Por
28 de Agosto de 2015
Stephen Hawking, no destaque, apresenta uma nova teoria sobre buracos negros
Créditos: NASA

Buracos negros são o produto da morte de estrelas gigantes. No momento em que a fusão nuclear no interior destas não consegue mais conter a gravidade de suas camadas exteriores, ocorre uma explosão em supernova, um dos fenômenos mais poderosos do Universo. Contudo, mesmo assim a gravidade dos remanescentes da estrela é tão grande que essa região do espaço encolhe em uma singularidade da qual nada, sequer a luz, consegue escapar. É o que chamamos de buraco negro, e já se descobriu inclusive que quase toda galáxia, inclusive a nossa Via Láctea, possui um buraco negro supermassivo em seu núcleo. O nosso está a cerca de 30.000 anos-luz de distância e é chamado de Sagitário A.

Esses corpos celestes são frequentemente considerados colossais sorvedouros cósmicos, devorando matéria que se aproxima deles, que desaparece em seu interior para sempre. Previstos pela Relatividade de Einstein e confirmados pelas observações, contudo isso contraria uma das leis da mecânica quântica, que postula que informações sobre o estado físico de uma partícula não podem ser perdidas. Esse paradoxo de informações desafia os cientistas há décadas, e agora Stephen Hawking propôs uma explicação para o mesmo. Ele já havia comprovado a existência da Radiação de Hawking, uma tênue missão que escapa dos buracos negros e por meio da qual eles evaporam.

Uma das explicações propostas por Hawking diz que as informações podem ficar armazenadas no horizonte de eventos, a fronteira ao redor do buraco negro a partir da qual é impossível escapar, na forma de hologramas de duas dimensões, que ele e seus parceiros no estudo, Malcolm Perry, da Universidade de Cambridge, e Andrew Stromberg, da Universidade de Harvard, chamaram de supertraduções. Conforme Hawking explicou: A ideia é que estas supertraduções são como hologramas das partículas entrantes. Desta forma, eles contêm todas as informações que de outra forma seriam perdidas. Estas informações são então emitidas pelas flutuações quânticas produzidas pelos buracos negros, embora de forma caótica e inútil". Flutuações quânticas é outra designação da Radiação de Hawking

PASSAGEM PARA OUTROS UNIVERSOS

A outra possibilidade apresentada por Stephen Hawking é uma ideia sendo seriamente debatida pela ciência, e explorada há muitos anos pela ficção científica: os buracos negros podem ser portais para outros universos. De acordo com Hawking: "A existência de histórias alternativas com buracos negros sugerem que viajar para outro Universo seria possível. O buraco teria que ser grande e se ele estiver girando talvez tenha uma passagem para outro Universo. Então, se você cair num buraco negro, não desista. Há uma saída. Mas você não poderia voltar para nosso Universo. Assim, embora eu seja um fã dos voos espaciais, não vou tentar fazer isso. A mensagem destas palestras é que os buracos negros não são tão negros quanto pintamos eles. Eles não são as prisões eternas que outrora pensamos".

Confira o vídeo da apresentação da nova teoria de Stephen Hawking

Saiba mais sobre Sagitário A, o buraco negro no centro da Via Láctea

O universo vai acabar! Saiba como a ciência nos permite uma fuga espetacular

Nova teoria diz que Via Láctea pode ser um wormhole

Viajando para as estrelas com um buraco negro

Apresentador diz que aliens podem ter visitado a Terra e não encontrado sinal de inteligência

Stephen Hawking participa de projeto para encontrar alienígenas

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Buscando Vida Fora da Terra

crédito: Revista UFO
Buscando Vida Fora da Terra
Buscando Vida Fora da Terra

Enquanto cientistas de diversas áreas buscam respostas para a origem e o futuro da humanidade terrestre, a exobiologia vasculha vastas regiões do universo à procura de outras formas de vida. Com exuberantes imagens obtidas pela NASA e usando avançados recursos de computação gráfica, este documentário mostra como seriam as espécies que encontraremos no espaço e deixa claro que esta é apenas uma questão de tempo.

Já está no ar a Edição 217 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2014

A descoberta de novos mundos

UPDATED CACHE