DESTAQUE

Slides de Roswell: caso encerrado

Por
17 de Junho de 2015
Montagem com quatro fotos indiscutivelmente comprovando que o alegado alienígena dos slides de Roswell é na verdade uma múmia
Créditos: Arquivo

Se ainda restava qualquer dúvida a respeito dos assim chamados slides de Roswell, anunciados com estardalhaço como a prova final de que alienígenas visitam a Terra, para todos aqueles que não tentam argumentar contra fatos o caso está encerrado. Imagens encontradas nos últimos dias, e documentos relatando descobertas arqueológicas no Novo México em 1894 colocaram um ponto final na questão. As imagens borradas, não se sabe de forma intencional ou não, mostram a múmia de um menino indígena de dois anos de idade.

A primeira prova de que eram insustentáveis as alegações dos promotores dos slides veio do The Roswell Slides Research Group, uma equipe de 20 ufólogos e especialistas céticos de cinco países, que após o evento na Cidade do México em 05 de maio utilizou o programa SmartDeBlur para ler o texto na placa ao lado do cadáver. Nela está escrito: "Corpo mumificado de um garoto de dois anos. Na época do sepultamento o corpo foi coberto por um tecido de algodão. Faixas de sepultamente consistem de pequenos cobertores de algodão. Emprestado pelo senhor (trecho censurado) de São Francisco, Califórnia".

Conforme a investigação a respeito avança, mais detalhes nem um pouco lisongeiros a respeito dos promotores do caso vêm à tona. Frank Warren, uma das figuras por trás do conhecido site The UFO Chronicles, teve o acesso às imagens negado por Tom Carey e Adam Dew, este apontado como o proprietário das imagens. Os dois enviaram os slides para a análise de David Rudiak, que recomentou a eles consultar Warren. Este último, por sua vez, foi um dos muitos pesquisadores que de forma independente confirmaram o achado do The Roswell Slides Research Group. Dom Schmitt, um dos promotores das imagens, publicou um pedido de desculpas logo após 05 de maio, porém aparentemente voltou atrás e continuou divulgando a imagem da múmia como sendo de um ET, inclusive em uma conferência da MUFON em Pittsburg.

DURAS ACUSAÇÕES CONTRA OS PROMOTORES DAS IMAGENS

crédito: Arquivo
Detalhe do corpo mumificado encontrado no Novo México
Detalhe do corpo mumificado encontrado no Novo México

As mais contundentes provas que comprovam se tratar de uma múmia, e que encerraram o caso, foram encontradas há pouco tempo. O especialista forense mexicano Jorge Peredo localizou imagens no site Picasa, obtidas em 1957 quando a múmia já se encontrava em um museu. A placa ao lado é claramente visível, e indiscutivelmente qualquer pessoa pode confirmar que se trata do mesmo cadáver. Finalmente, em 12 de junho o pesquisador Shepher johnson obteve cópias de diversos documentos (baixe no formato PDF no link disponibilizado abaixo ou clicando aqui), que mostram além de fotos da múmia e de seu descobrimento no Novo México, todo o histórico do achado, incluindo o envolvimento de S. L. Palmer Jr., como previamente descoberto graças ao trabalho realizado pelo The Roswell Slides Research Group em decifrar a placa.

crédito: Arquivo
Parte do slide do pretenso alienígena; evidentemente se trata da mesma imagem da figura anterior
Parte do slide do pretenso alienígena; evidentemente se trata da mesma imagem da figura anterior

Jaime Maussan, principal promotor do caso, alegou no Twitter que "não parecem ser os mesmos corpos", o que claramente é insustentável. Outro dos promotores, Anthony Bragalia, que foi o primeiro a pedir desculpas (conforme apontado por Jack Brewer do blog UFOtrail, para múmia, não para a comunidade ufológica), jogando toda a culpa sobre Adam Dew, que intencionalmente o teria enganado com imagens parciais de má qualidade. Porém são vários os pesquisadores sérios que acusam Bragalia de simplesmente querer se livrar de sua parcela de culpa no episódio, visto que ele foi um dos mais ativos e fervorosos defendores dos slides, antes do fiasco do dia 05 de maio. Muitos foram ainda os que o avisaram de que o caso não tinha sustentação, nem qualquer mínima evidência de que as imagens de fato estavam ligadas a Roswell.

crédito: Arquivo
A imagem da múmia do menino indígena, com a placa claramente legível
A imagem da múmia do menino indígena, com a placa claramente legível

Richard Dolan foi outra conhecida e antes respeitada figura da Ufologia Mundial que apoiou o show de Maussan, e questionamentos são feitos por parte de inúmeros pesquisadores sérios sobre como puderam os promotores dos slides não entender as objeções feitas pela maioria absoluta quanto à credibilidade das imagens, agora comprovadamente confirmadas como sendo de uma múmia. É consenso que Dolan, Bragalia e os demais foram repetidamente alertados quanto a cada aspecto duvidoso do caso, e que a mais razoável e lógica explicação, como comprovado além de qualquer dúvida, era a de que se tratava de uma múmia. Contra aqueles que questionavam suas alegações, era comum ouvir ou ler, tanto dos promotores dos slides quanto de seus defensores, alguns também dentro da Ufologia Brasileira, respostas agressivas de quem está excessivamente seguro de si. Conforme já disse Stanton Friedman, que se recusou a participar do lamentável fiasco pela justificada razão de que não havia qualquer evidência a suportar as alegações de seus promotores, o ego sempre acaba sendo uma poderosa ferramenta para aqueles que querem abalar a credibilidade da Ufologia.

Visite o site do The Roswell Slides Research Group

Baixe o documento demonstrando que corpo se trata de uma múmia

O site espanhol Caravaca também considera o caso encerrado

Revelação de imagens de suposto alienígena tem pouca repercussão

Imagem dos slides de Roswell era de uma múmia

Múmias, dinheiro e Ufologia

Saiba mais:

Livro: Contatados

crédito: Revista UFO
Contatados
Contatados

Um dos mais fascinantes e polêmicos aspectos do Fenômeno UFO é agora dissecado por um dos mais produtivos ufólogos brasileiros. O historiador Cláudio Tsuyoshi Suenaga, consultor da Revista UFO por mais de 12 anos, apresenta em seu primeiro livro uma retrospectiva de todos os mais importantes casos de contatados da Ufologia Moderna, de George Adamski a Sixto Paz, de Billy Méier a Plínio Bragatto, de Aladino Félix a Claude Vorillon Rael. Dezenas de casos de alegados encontros entre humanos e seres extraterrestres ocorridos em todo o mundo são descritos e analisados por Suenaga, que ainda apresenta um panorama dos contatos mediúnicos com aliens, examinando as mensagens recebidas por “porta-vozes cósmicos”.

DVD: Roswell: Arquivo Secreto

Já está no ar a Edição 52 da Revista UFO. Aproveite!

Abril de 2007

O que o governo dos EUA faz com as naves resgatadas