DESTAQUE

Prosseguem os mistérios de Ceres

Por
22 de Junho de 2015
Prossegue ainda inexplicada a origem das regiões brilhantes na cratera, de 90 km, em Ceres
Créditos: NASA

A missão da nave Dawn, da NASA, em órbita do planeta anão Ceres, prossegue excitando a imaginação dos entusiastas da exploração espacial. E, aparentemente, também daqueles que necessitam de muito pouco incentivo antes de começar a tecer disparatadas teorias conspiratórias. Com relação à já famosa cratera que mostra objetos brilhantes em seu interior, teorias fantasiosas e sem qualquer embasamento na realidade já circulam há tempos. Novamente vale o alerta de que é necessário sempre buscar outras fontes antes de conceder credibilidade a certas notícias, especialmente se o tom é sensacionalista.

A Dawn obteve em 09 de junho a melhor imagem até agora da cratera, de cerca de 90 km de diâmetro, onde existem inusitados objetos brilhantes ainda inexplicados. A nave está em sua segunda órbita de mapeamento do planeta anão, a 4.400 km de sua superfície, mas mesmo assim ainda não foi possível determinar a natureza ou a composição do material brilhante. Os melhores candidatos a uma explicação são depósitos de sal ou gelo de água, embora outras opções sejam consideradas. O comunicado da NASA aponta que nas novas imagens é possível observar pelo menos oito pontos brilhantes próximos à área mais reflexiva, que aparenta ter 9 km de extensão.

Outra característica do planeta anão que a Dawn acaba de descobrir é uma montanha de 5 km de altitude, com formato levemente similar ao de uma pirâmide. Sites sensacionalistas e mistificadores já falam de uma pirâmide de construção alienígena descoberta em Ceres, mas processos geológicos nesse mundo são, evidentemente, as mais prováveis explicações. É intrigante para os cientistas o fato de a montanha estar em um local relativamente plano e processos como vulcanismo e placas tectônicas, como na Terra, não se aplicam neste caso. É possível que a montanha estivesse ao centro de uma cratera e as bordas desta foram erodidas ao longo das eras, mas por enquanto isso é especulação.

MAIS SURPRESAS PODEM SURGIR NOS PRÓXIMOS MESES EM CERES

crédito: NASA
Na parte de baixo, a intrigante montanha com 5 km de altitude
Na parte de baixo, a intrigante montanha com 5 km de altitude

A principal investigadora da missão Dawn, Carol Raymond do Laboratório de Propulsão a Jato, afirmou: "Luas em nosso Sistema Solar possuem crateras com poços centrais, mas em Ceres esse tipo de cratera é muito mais comum". Lançada em setembro de 2007, a Dawn orbitou o asteroide Vesta de julho de 2011 a setembro de 2012, antes de rumar para Ceres. Acredita-se que os dois astros sejam remanescentes da época de formação do Sistema Solar e, portanto, seu estudo pode ajudar a compreender melhor como se formaram o Sol e os planetas, e até mesmo como a vida surgiu na Terra. Dawn deve começar a baixar para uma órbita a 1.450 km da superfície de Ceres no próximo 30 de junho, e até o fim de sua missão, por enquanto programado para junho de 2016, irá se aproximar até 375 km desse interessante e ainda misterioso mundo.

Site oficial da missão Dawn

Confira um vídeo sobre os motores iônicos da Dawn, narrado por Leonard Nimoy

Planeta anão Ceres é candidato a abrigar vida extraterrestre

Nave Dawn entra em órbita do planeta anão Ceres

Pontos brilhantes em Ceres são mais complexos do que se pensava

Liberada primeira foto em cores de Plutão e sua lua Caronte

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

crédito: Revista UFO
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

Veja em 50 Anos de Exploração Espacial os momentos mais emocionantes da trajetória da NASA, desde o primeiro homem em órbita até as missões do ônibus espacial. A série contém ainda detalhes do funcionamento de satélites espiões, do desenvolvimento da Estação Espacial Internacional e da implantação do telescópio Hubble. Conheça a verdadeira razão de não voltarmos mais à Lua e descubra que o destino agora é Marte, Vênus, Júpiter e mundos além do Sistema Solar, e quais são os planos da NASA para alcançá-los.

Já está no ar a Edição 217 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2014

A descoberta de novos mundos