DESTAQUE

Possível reunião secreta da ONU em 2008: coincidências nas aberturas ufológicas mundiais?

Por
10 de Junho de 2010
As informações estão literalmente escapando pelos dedos, não há mais como e por onde segurar
Créditos: Wikispaces

No ano passado, mais precisamente no mês de fevereiro, surgiu uma notícia de extrema importância, digna de verificação e investigação mais apurada, que foi aparentemente desacreditada, esquecida ou simplesmente não teve a merecida atenção naquele período. Uma nota no site Implicações políticas da presença extraterrestre (Exopolíticas) [Political implications of the extra-terrestrial presence (Exopolitics)], postada pelo doutor Michael E. Salla, professor aposentado da American University, dava conta de que o mesmo havia recebido informações de fontes seguras sobre um suposto encontro secreto na Organização das Nações Unidas (ONU) sobre UFOs, que teria acontecido em fevereiro de 2008, pois um certo número de países estavam preocupados sobre o impacto do aumento de avistamentos e desejavam ser esclarecidos sobre o que estava acontecendo.

Essa fonte revelou que um grupo de trabalho secreto sobre UFOs, atualmente, existia com o intuito de autorizar a liberação de fatos e dados ao público, num esforço em preparar a todos para uma revelação oficial sobre o fenômeno extraterrestre, de forma clara e sem rodeios. Nesse meio tempo, haveria pequenas solturas de informações ufológicas. A fonte ainda confidenciou que estas atitudes viriam gradualmente e de forma efetiva, até a revelação oficial, envolvendo uma campanha de tranqüilização da população sobre discos voadores e ETs, mostrando-os eticamente e explanando que não são uma ameaça militar ao mundo.

Coincidentemente - ou não -, estamos exatamente sob uma onda mundial de desacobertamento ufológico, jamais presenciada na história humana contemporânea, como constatamos concretamente em diversos artigos especializados nas últimas edições da Revista UFO [Veja UFO 155 e 156, além de fartos documentos oficiais liberados recentemente, brasileiros e mundiais], e é praticamente certo que veremos mais exemplos de governos fazendo comunicados oficiais, assumindo leis e pastas secretas sobre o tema. Desta forma, ficam algumas questões em pauta: a notícia foi enganosa? É possível que Congressos e Parlamentos inteiros passem a aceitar a existência de vida extraterrestre? Estamos sendo preparados para a revelação aberta do Fenômeno UFO? E por que agora? Estariam agindo previamente para não serem acusados no futuro de negligência? Ou há algo a mais que sequer imaginamos ainda, obrigando-os a tomar essas providências? Tirem suas conclusões, estimados leitores.

Abaixo, a tradução do texto e link original da época [http://exopolitics.org/Exo-Comment-65.htm], realizada por Antônio Fontenele, da Equipe UFO:

Fonte da ONU fala sobre um encontro secreto sobre UFOs acontecido em 12 de fevereiro de 2008 Recebi o seguinte e-mail de dois colegas de confiança (Clay e Shawn Pickering) vindo de uma fonte idônea, informando-os que um encontro secreto ocorrido ontem de manhã (12/02/2008) no escritório de Nova Iorque da Organização das Nações Unidas, concernente a série recente de visões de UFOs. Acontece que um número de países estão preocupados sobre o impacto do aumento de avistamentos ufológicos e desejam ser informados sobre o que está acontecendo.

Sua fonte, que atualmente trabalha no corpo diplomático, teve que viajar de manhã cedo para uma reunião extra-oficial na ONU. Revelou que um grupo de trabalho secreto sobre UFOs existe com o intuito de autorizar a liberação de tal informação ao público, num esforço em aclimatar todos para o que será revelado. Uma data de 2013 foi dada como o tempo para a revelação oficial sobre o fenômeno extraterrestre de forma clara e sem ambigüidade. Nesse meio tempo haverá pequenas liberações de informações sobre UFOs.

Importante, a fonte confirmou que as informações liberadas gradualmente até a revelação oficial envolverá uma campanha de tranqüilizarão da população sobre o fenômeno extraterrestre, mostrando-os eticamente, e informando que eles não são uma ameaça militar ao mundo.Esta informação pode estar relacionada ao recente debate no parlamento japonês sobre as declarações do Ministro de Defesa nipônico, sobre como o Japão responderia à presença pacífica extraterrestre sobre o espaço aéreo da nação. Parece que os países estão se adiantando em desenvolver condutas públicas sobre como responder à aparição explícita de extraterrestres. Então, se esta fonte estiver correta, será possível que veremos mais exemplos de governos fazendo comunicados oficiais sobre como responderiam a avistamentos extraterrestres que apareceriam sobres seus espaços aéreos.

É possível que parlamentares ao redor do mundo comecem a ajudar os governos a criar políticas públicas para preparar a população para aceitar a existência de vida extraterrestre. Tais informações essenciais provavelmente se estenderão aos principais meios de comunicação que darão mais cobertura a avistamentos de UFOs em programas populares como o Larry King Live. Porém, provavelmente, as primeiras notícias a serem divulgadas pelos meios de comunicações serão sobre dispositivos anti-gravidade que foram escondidas durante 50 anos, como um prelúdio para a liberação da informação oficial sobre a existência de vida extraterrestre. A referência da fonte sobre possíveis suicídios provavelmente se relaciona àquelas pessoas que se decepcionaram por verdades que eram mentiras e por mentiras que eram verdades. O Relatório Brookings de 1961 aponta os cientistas como as pessoas mais vulneráveis à revelação da vida extraterrestre, pois invalidará muitas teorias científicas nutridas por esta comunidade.De qualquer forma, parece que uma contagem regressiva foi iniciada para uma revelação oficial em torno de 2013, e que os países e a ONU estão sendo informados.

O processo de "aclimatação" da realidade extraterrestre se acelerará nos próximos cinco anos com avistamentos de UFOs cada vez mais frequentes e mais divulgados, forçando os governos ao redor do mundo a divulgar suas declarações sobre como lidarão com o Fenômeno UFO e a vida extraterrestre. Aloha,Michael E. Salla, Ph.DKona, Hawaii 2/13/08www.Exopolitics.org

Já está no ar a Edição 166 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2010

E se eles descerem na Terra, o que devemos fazer?