DESTAQUE

Onda ufológica Argentina em 2009

Por
19 de Dezembro de 2009
De Norte a Sul, os argentinos estão sob uma das grandes ondas ufológicas históricas
Créditos: Cristian Soldano

Uma vez semi-concluída em nosso banco de dados a grande onda ufológica de 2009 na Argentina, com 550 casos reportados, era de esperar o típico período de calmaria, que infalivelmente deveria se produzir, em forma de lenta e constante retirada. O efeito 2008 perdurou no país durante toda temporada. O Fenômeno UFO cumpriu com o pactuado durante mais de seis décadas e começou a decair depois de uma grande onda, deixando em pé somente aqueles lugares recorrentes que os pesquisadores chamam de “zonas quentes”. Ainda que outras regiões assim consideradas também sofreram os efeitos do retrocesso, como Bariloche (Rio Negro), Cachi (Salta) e Punta Índio (Buenos Aires). Ainda restam futuras análises do que a incomparável onda 2008 nos deixou – 550 acontecimentos –, e serão expostos oportunamente pelos pesquisadores cordobeses Miguel Angel Sosa e o doutor Daniel Lewis, nos atualizando da situação de dezembro.

A tabela 2009, tão temida

Reportes janeiro: 93 denúncias
Reportes fevereiro: 58
Reportes março: 33
Reportes abril: 23
Reportes maio: 24
Reportes junho: 35
Reportes julho: 38
Reportes agosto: 34
Reportes setembro: 28
Reportes outubro: 26
Reportes novembro: 20

412 casos, atualizados quinzenalmente.

Regiões-chave – Áreas em que mais estão incursionando estes objetos durante o presente 2009 e onde os ufólogos teriam maiores probabilidades de aceder a uma aproximação ao fenômeno, a fim de encarar investigações e estudos mais profundos:

Província de Buenos Aires - A própria cidade de Buenos Aires reporta permanentemente visualizações de estranhos objetos voadores, com inclusão diurna e noturna de fotografias e vídeos. Por exemplo, o material exposto por Héctor Boetto [Saiba mais em: http://www.cieloaguatierra.blogspot.com/]. É, sem dúvida, uma matéria pendente a revelar o trânsito não identificado sobre a capital argentina, ante a total passividade dos meios de imprensa e as autoridades governamentais em todos seus âmbitos. No entanto, não deixa de ser chamativo que a maioria das filmagens mostre objetos com trajetória contínua, do tipo satelital, sem movimentos insólitos.

A zona de Vicente López, ao norte da cidade, é um dos pontos mais altos de UFOs no país. Incrivelmente reportam-se episódios em diferentes horários em Munro, Olivos, Flórida, entre outras, existindo inclusive um grande número de fotografias destas aeronaves, como, por exemplo, os notáveis registros e observações de Matías Mannara (Munro), do grupo Sólida Evidência [Saiba mais em: http://www.solidaevidencia.com.ar/] e de Bibiana Bryson [http://www.freewebs.com/bibianabryson/misavistamientos.com], que inclui singulares documentos de UFOs fusiformes, entre outros. Ao lado de Vicente López, em Villa Ballester, também se captam tanto objetos visíveis como “fantasmas” – como são chamados na Argentina e outros países os UFOs não visíveis a olho nu.

O território Bonaerense parece ter seu corredor aéreo na faixa imaginária de Ramos Mejía, Morón, Castelar, Liberdad, Merlo, La Reja, Paso del Rey e o dique Roggero, lugar onde, ultimamente, grupos ufológicos concentram suas investigações na reserva florestal Los Robles. Nessa faixa, manifestam-se todo o tipo de observações visuais e do modo “fantasma”, como as tomadas permanentes que efetuam Mario Alonso [http://www.senalescielo.fullblog.com.ar/], Ricardo Cordeiro, os grupos Gabie [http://www.grupogabie.blogspot.com/], Código OVNI [http://www.codigoovni.com.ar/] e Orbital Vision [http://www.orbitalvision.blogspot.com/], entre outros.

A bela Mar Del Plata sempre nos surpreende com manifestações de todo tipo, mesmo ainda não se aproximando à excepcional casuística brindada nas décadas de 60 aos 90. Mesmo assim, nos últimos anos a região próxima da Sierra de los Padres converteu-se em um novo foco de captações de UFOs fantasmas. Prova disso são os permanentes documentos de Graciela Donalisio e Leonardo Rieger.

O complexo do Cordão Ventania, em pleno sul bonaerense e muito próximo da sempre vigente Bahía Blanca, se transformou também num epicentro de fotos insólitas, à margem de todos os mistérios que por si mesma essa zona encerra. Assim demonstram os permanentes envios desde Villa Ventana, Sierra de la Ventana, a serra Três Picos, o parque Tornquist etc.

Província de Córdoba - Capilla del Monte, com seu imponente Uritorco, segue vigente e prova disso são os contínuos relatórios 2008/2009 do grupo local GIU ou do Projeto Catent, como fotos de numerosos turistas (testemunhas ocasionais), Capilla não fornece detecção de marcas de aterragens e observações de humanóides, ambos ítens quase nulos em décadas de atividade. Sem dúvida, por ali UFOs não aterrissam, nem descem seus ocupantes. A atividade concentra-se em avistamentos diurnos, noturnos e registros de UFOs fantasmas.

O Valle de Calamuchita, nos últimos dois anos se tornou um local significativo em matéria de captações fotográficas, tendo como principal protagonista Martha Nuñez, “a caçadora de OVNIs fantasmas” da região. Permanentemente, Martha e colaboradores locais, como Rodrigo Brondino, Marinha Quadrado, Luis Gigena, o Dr. Daniel Lewis e Miguel Ángel Sosa nos surpreendem com registros muito significativos, avaliados por Jorge Luis Figueiras. Embora seja um fato a formação virtual de um corredor aéreo ufológico em todo o vale, é quase nulo o reporte de marcas e humanóides.

A cidade de Córdoba tem levantado nos últimos tempos a raiz de numerosos e enigmáticos vídeos conseguidos por Gaby Decall, em um lugar permanente e passível de todo o tipo de investigações. Saber o que voa sobre o bairro de Alta Córdoba durante as tardes, ao norte da cidade, é um dos maiores desafios que têm pela frente os pesquisadores. Tanto Jorge Luis Figueiras como Patricio Barrancos, ambos da Fundação Argentina de Ovnilogia (FAO), junto a ufólogos cordobeses se encontram mergulhados no estudo do material enviado quase que diariamente pela protagonista.

Província de Entre Rios - A cidade de Victória, com a misteriosa Lagoa do Pescado e todo seu riacho, manifesta permanentemente atividade não identificada, com a particularidade de que a maioria ocorre sobre as águas. Também se registram constantes captações de UFOs, mas como em Capilla del Monte, nesta região do país não ocorrem suas eventuais impressões em campos e muito menos com aparecimentos de ufonautas. Em Victória, o fenômeno também não aterra nem deixa ver seus tripulantes, sendo noturno e luminoso.

Província de La Pampa - Talvez a província-chave na Argentina. Ao invés de Córdoba e Entre Rios, em todo o território pampeano, o Fenômeno UFO, além de ser observado e fotografado, acontecimentos que difundem os pesquisadores do grupo Ceufo [http://www.ceufo.blogspot.com/] como os do Ciufos, colocam La Pampa no seleto pódio dos eventos envolvendo humanóides em nosso território, junto a Olavarría e a faixa bonaerense desde Mar del Plata à Bahía Blanca. As últimas investigações do Ceufo se aprofundam um quase certo incidente de queda de UFO no norte da província, episódio ocorrido anos atrás.

Província de Tucuman - Atraente e a fonte de uma recente publicação do jornal La Gaceta de Tucuman, trata-se de uma zona que durante 2008 já nos tinha remetido vários reportes ufológicos, pelo próprio meio de imprensa e por correspondentes da FAO, como também relatórios do grupo Gabie. Os majestosos Valles Calchaquies, na faixa que percorre Tafí del Valle até Amaicha, no oeste da capital tucumana, numerosas foram as fotos por turistas. Um fenômeno regional exclusivamente fantasma e que parece continuar, ainda que tenha diminuído seu nos últimos meses.

Outras regiões em que também atuaram os UFOs em 2009

17 de janeiro: Avistamento de objeto tipo chapéu em Três Lagos (Santa Cruz). Carlos Iurchuk [Também consultor da Revista UFO] difunde o encontro que protagonizou Pablo Ramirez e um casal quando transitavam a rota nacional nº 40, naqueles longínquos recôncavos patagônicos. Uma enigmática nave aérea, fusiforme, cruza a rota diante deles a uns 150 m de distância, baixa altitude e velocidade. De cor alumínio, sem asas, timão nem janelas, o UFO, em completo silêncio, deixou perplexos às testemunhas às 07h15.

11 de fevereiro: UFO fantasma em Neuquén. Roberto Orellana remete à FAO, uma curiosa foto, conseguida em 1/927 de velocidade, às 13h54 em uma rota próxima a San Martín de los Andes. O UFO estaria em cercanias de um lago regional.

21 de março: Três UFOs sobre Maipú (Buenos Aires). O grupo Gabie divulga um novo material, desta vez conseguido pelo pesquisador bonaerense Domingo Fragomeno, onde se observam três objetos com forma de charutos, separados por 13 segundos nas duas tomadas efetuadas às 18h04 com um celular Motorola, sob céu com nuvens, nessa localidade próxima a Mar del Plata. Material analisado pela mesma entidade.

08 de abril: Sobre Rio Quarto (Córdoba) similar aos de Gaby Decall. O pesquisador local Miguel Ángel Sosa reporta a visão de várias alunas secundárias do Colégio Cristo Rei sobre o surgimento de alguns objetos similares a papéis prateados, girando rapidamente até perderem-se de vista às 14h45. Posteriormente, vêem um outro UFO, mas com forma triangular e com rumo sudoeste-nordeste. O corpo voador movia-se lentamente, detinha-se e ascendia/descia, até desaparecer entre as nuvens.

09 de abril: Um fantasma patagônico com antecedentes fotográficos. Jorge Luis Figueiras (FAO), enquanto viajava de ônibus de Cipolletti (Neuquén) a Viedma (Rio Negro) pela rota Nº 250, às 20h55 observa algo inusitado sobre o campo, que lhe chama a atenção e toma um par de fotografias. Estavam transitando nas proximidades do povoado de Guarda Mitre (Rio Negro). Ao baixá-las e analisá-las no pc, comprova que se recorta a figura de um objeto discoidal luminoso, em baixa altitude e com movimentos que ficam refletidos na foto.

09 de abril: Sobre José. C. Paz (Buenos Aires). Às 23h30 de uma noite com nevoeiro, Omar Grieco e sua senhora, Elsa Fernández, regressavam pela rota nº 08 a seu domicílio Na Capital Federal, quando imprevistamente distinguem a uns 200 m adiante um aparelho circular, luminoso e brilhante, com cores entre vermelho, azul e verde, que se achava a baixa altura, antes de desaparecer. Comunicação à FAO de Inés Sabanés Torrejón.

11 de abril: UFO fantasma sobre San Lorenzo (Santa Fé). O pesquisador bonaerense Hector Sly remete um novo material desse tipo, conseguido às 11h54. Na oportunidade, conseguiu captar duas esferas brancas. Material analisado por Jorge Luis Figueiras.

13 de abril: Novo UFO em autopista de San Luis. A Sra Susana Gonzales, oriunda de Bahía Blanca, capta um curioso objeto ovóide à esmo, às 13h35, enquanto cobria o trecho de San Luis a Mendoza. O corpo apresenta aspecto sólido e com reflexão de luz. Caso difundido por http://www.cicoargentina.blogspot.com/.

15 de abril: Flotilla vista em Bernal (Buenos Aires). Eduardo Galeano (FAO) recebe informação sobre a observação de uma frota de enigmáticos objetos durante a madrugada. Os mesmos, com rumo norte-sul, levavam uma deslocação ascendente. Notícias desde a cidade de Colónia (Uruguai), localizada em frente a Bernal, com o Rio del Plata entre elas, deram conta de um avistamento similar no mesmo horário.

25 de abril: Em Benavidez (Buenos Aires). A pesquisadora Bibiana Bryson difunde uma foto conseguida às 15h17 no Clube Cardeal Newman. Observa-se um objeto com forma lenticular.

29 de abril: Em Potrerillos (Mendoza). Damián Carnevale envia à FAO material captado às 12h30. Observa-se um corpo voador escuro, de forma discoidal, à distância e uma chamativa luminosidade inferior. Análise efetuada por Jorge Luis Figueiras.

Meados de abril: Governador Ugarte (Buenos Aires). A família Labaronnie reporta à FAO um novo avistamento nesta zona. Os encarregados da misteriosa estância La Esperanza chamam a polícia local porque observam luzes no campo, achando que podia se tratar de intrusos ou caçadores furtivos. No entanto, grande foi a surpresa de numerosas pessoas quando estas luminosidades levantaram vôo e iluminaram amplos setores do povoado.

Meados de abril: Outro fantasma entre Quines e General San Martín (San Luis). Segundo a imprensa de Santa Cruz, a turista Catalina Lara e seu esposo fizeram um passeio nas paisagens serranas para tomar umas fotos com sua câmera digital. Em uma delas, se distingue um típico UFO lenticular nas alturas, que não foi visto ocularmente. Informação de Daniela Ciancia (FAO Rio Turbio).

02 de maio: Sobre General Villegas (Buenos Aires). O jornalista local de Ameghino Sergio Ferrero envia à FAO uma foto de um objeto alaranjado, captado em ascensão às 07h33. Passa por uma estrela e o que, em princípio, parecia o típico avião intercontinental, que tanto confundiu a Ufologia argentina nos últimos tempos. Jorge Luis Figueiras, em sua análise, demonstrou o contrário.

07 de maio: UFO fantasma sobre Tandil (Buenos Aires). O pesquisador bonaerense Hector Sly capta dois corpos às 17h09. Observam-se um objeto muito luminoso e no mesmo quadro uma chamativa esfera de cores variadas. Material analisado por Jorge Luis Figueiras.

08 de maio: Teletransportação em Villa Mercedes (San Luis). De acordo a página Evidência OVNI [http://www.evidenciaovni2.blogspot.com/], Horacio Estebanez conduzia seu velho Chevrolet 1947 nas proximidades de Villa Mercedes às 05h35 da madrugada. De repente, produzem-se interferências no automóvel e uma misteriosa esfera de luz, de uns 10 m de diâmetro, acompanhada de um zumbido, se posiciona sobre ele. A testemunha, “aparece” às 07h00 em Nova Galia, uns 225 km ao sul.

27 de maio: Outro UFO fantasma na Plata (Buenos Aires). Enquanto ocorria uma manifestação ufológica na autopista que une La Plata com Buenos Aires, David Ruiz capta diferentes instantâneas com sua Olympus em 1/100, aparecendo em uma delas, às 15h37, a curiosa forma de um objeto lenticular. A análise de Jorge Figueiras revela que a única dúvida, devido à resolução da tomada, seria com uma ave.

Princípios de junho: Abdução interrompida em um povoado da Pampa. O ufólogo “Quique” Mario em seu blog http://www.ceufo.blogspot.com/ difunde um caso excepcional de características insólitas, que acontece no interior pampeano. Uma mulher, a qual foi testemunha em várias oportunidades de observações de UFO e seus tripulantes, sofreu uma tentativa de abdução junto a seu pequeno filho de cinco anos, por parte de um estranho objeto voador, tentativa que foi abortada pela chegada de seu marido. Anos atrás, um acontecimento muito similar chegou a nossa FAO, proveniente do povo entrerriano de Santa Elena.

05 de junho: Fogo no céu, mas diurno, em Capilla del Monte (Córdoba). Às 14h55, Hugo Brown (grupo GIU) consegue captar uma fotografia excepcional, poucas vezes conseguida: um bólido diurno em franca queda sobre as serras. Não se percebeu som algum, é muito provável que tenha se tratado de um meteorito. Coincidentemente, na noite seguinte, às 20h30, numerosas testemunhas regionais chamam aos meios de comunicação para atestar a passagem de outro bólido luminoso.

07 de junho: Impressionante avistamento patagônico. La Prensa Austral, edição on-line e vários meios surenhos difundem o caso do cameraman profissional Danilo Essedian e o advogado Juan José Arcos. Passadas as 18h00 e enquanto deslocavam-se em um jipe bordeando o rio Caleta, são testemunhas do aparecimento de um objeto luminoso, com cores entre vermelhos, verdes e amarelos durante 40 minutos. Em um momento, do corpo maior desprendem-se dois pequenos artefatos, que se perdem na escuridão. Durante 10 minutos, o rádio do carro sofreu interferências. Em sua percorrida, observaram assim mesmo duas estranhas circunferências de um metro de diâmetro cada uma, impressas na areia. Evento fueguino, do lado chileno.

11 de junho: Sobre Alcira Gigena (Córdoba). Às 12h32, o Dr. Daniel Lewis, sua senhora e sua sogra são testemunhas da lenta passagem de um estranho objeto de cor branca, com trajetória noroeste-sul a uns 45º. Segundo as testemunhas, assemelhava-se aos corpos aéreos que habitualmente filma Gaby Decall na mesma cidade de Córdoba. Pôde obter fotos.

19 de junho: Em Santa Fé, capital. O Dr. Daniel Lewis remete à FAO uma curiosíssima foto conseguida às 17h15 por Liliana Aquilino com sua Sony H2. Observa-se um estranho corpo aéreo, amorfo, também similar aos captados por Gaby Decall em Córdoba. Material analisado por Jorge Luis Figueiras.

24 de junho: Sobre Necochea (Buenos Aires). O ufólogo Guillermo Gimenez, consultor da Revista UFO, difunde o depoimento do vizinho M.M, que às 23h35 divisa “uma grande luz redonda, cor branca-azulada, voando sobre o oeste da cidade”. De repente, realiza uma brusca manobra e volta sobre si mesmo. Acelera e perde-se no céu limpo. Deixou uma espécie de neblina que se dissipou rapidamente. Este acontecimento não tem pontos em comum com a passagem de um meteorito registrado em várias províncias.

27 de junho: Outra vez um UFO em Governador Ugarte (Buenos Aires). A família Labaronnie reporta novo avistamento na região, do qual puderam ser testemunhas numerosos moradores, entre eles dois efetivos policiais. Às 22h00, um objeto luminoso de cor branca e por momentos, multicolor, foi flagrado manobrando em campos entre a população de Ugarte e Achupallas, durante vários minutos até que começou a se perder no horizonte. O fato corrobora a atividade periódica que manifesta o Fenômeno UFO desde o ano de 2002 [conforme outros relatórios anteriores] naquelas regiões.

27 de junho: UFOs na Bahía Samborombón (Buenos Aires). Um forte grupo de pesquisadores bonaerenses e capitalinos instalou-se em uma noite de vigília naquela zona, que a FAO tem catalogado como “O Ninho Argentino”. Puderam obter registros de luzes anômalas [Consulte relatório em: http://www.solidaevidencia.com.ar/].

06 de julho: Esfera voando sobre Rosario (Santa Fé). Eduardo Decunto e Graciela Acevedo, contemplam às 12h20 o vôo irregular de sul a norte de uma “esfera brilhante” sobre a altura do rio Paraná. De repente, girou para a província de Entre Ríos e perdeu-se de vista. Informação direta à FAO.

07 de julho: Em Temperley (B.A.). O pesquisador bonaerense Hector Sly volta a capturar um objeto em modo fantasma. Às 11h45 consegue registrar o traço de um corpo a mais de 500 km/h, segundo cálculos do analista Jorge Luis Figueiras.

07 de julho: Minutos depois, em La Plata (B.A.). Horacio Chucoff, em visita na cidade, realiza um par de tomadas a sua noiva, na Catedral platense. Nelas, aparecem às 12h06 objetos fusiformes e brilhantes em ambas sequências sob um céu totalmente azul. Analisadas por Jorge Luis Figueiras, a opinião é positiva. O caso anterior ocorre a 40 km de distância e 21 minutos antes.

08 de julho: UFO fantasma em Alejandro Roca (Córdoba). O Dr. Daniel Lewis envia para análise um objeto deste tipo, captado às 11h52. Recorta-se a figura de uma esfera cor rosada, em contraste com o celeste do céu. Foto analisada por Jorge Luis Figueiras.

11 de julho: Em La Plata (B. A.). No momento em que a FAO e jornalistas de Buenos Aires faziam uma investida nas ruas 72 e 19, Laura Babyaczuk captura um objeto com duas luminosidades, superior e inferior, às 15h00. O local foi batizado como “A Zona 72”, devido às manifestações do Fenômeno UFO ao longo dos anos. Às 19h00, a mesma testemunha consegue captar um estranhíssimo elemento voador colorido e com cinco luminosidades em seu corpo, em Punta Piedras (B.A.) Fotos analisadas por Jorge Luis Figueiras.

11 de julho: Filmam estranhas luzes em La Ensenada (Córdoba). Martha Nuñez envia à FAO uma filmagem de 14 segundos, efetuada por um amigo às 20h30. Trata-se do passo de quatro luzes em formação triangular. Duas de cor vermelha, uma branca e a outra azul-celeste. Segundo moradores, na semana anterior distinguiram luminosidades similares sobre a zona montanhosa.

16 de julho: Estranhas luminosidades em Montoya (Entre Rios). Segundo o Diário Victória, numerosos moradores de um campo próximo à moradia que propriedade do ex-governador Carlos Contín, observaram durante duas noites consecutivas, o aparecimento de estranhas luzes maiores que as estrelas e com colorações variantes, manobrando sobre o terreno.

21 de julho: Filmam luzes misteriosas em Mendoza. Um fotógrafo consegue captar imagens de luzes estranhas sobrevoando a região de San Isidro às 21h00. As mesmas são expostas no Youtube, mas trata-se de um caso duvidoso, segundo a FAO.

25 de julho: Notável UFO fantasma em Tandil (B.A.). Marcelo Bechir remete a nossa entidade uma foto captada às 15h15 de um objeto em vôo, que deixa uma espécie de rastro e mostra quatro luzes como de faróis. As análises de Jorge Luis Figueiras resultaram positivas.

26 de julho: OSNI [Objeto Submarino Não Identificado] em Ponta Pedras (B.A.). Em momentos em que o grupo Gabie realizava uma vigília astronômica e ufológica em nessa região, um de seus membros, Martín Custos, vê sair da água, rio adentro, à 01h00 da madrugada, “uma bola cor vermelha, mudando para laranja e finalmente ao violeta”. A mesma, com movimentos ziguezagueantes, afastou-se em direção ao Uruguai.

29 de julho: Sobre Tandil (B.A.). Hector Boetto difunde uma foto captada às 18h03, onde se mostra um objeto em vôo, sólido e com aparentes mudanças estruturais. Análise do mesmo pesquisador.

30 de julho: Três UFOs, dessa vez em Necochea (B.A). O mesmo Hector Boetto capta objetos naquela cidade balneária. Três corpos que apresentam pontos vermelhos em seu interior são registrados à esmo, às 13h14, sob um céu carregado. Análise do material pelo mesmo pesquisador.

Mês de julho: Extraordinário contato de “Visita de Dormitório” e jovem em Florencio Varela (B.A.). O grupo Código OVNI traz a público uma visita de dormitório de 14 entidades de baixa estatura, aproximadamente 1,30 m, que irromperam durante a noite na casa de uma senhora de 23 anos, que dormia junto a sua filha e marido, ainda que estes não se recordam do fato. A testemunha, que os descreveu como delgados, de pescoço longo, olhos puxados e cabeça mais grande, disse que a comunicação foi telepática e a visita se estendeu por 40 minutos.

06 de agosto: Avistamento em De la Garma (B.A.). Às 07h30, um grupo de quatro docentes, entre eles María Inés Martos, diretora da escola zonal, contemplaram “uma média lua laranja que se transformou em uma esfera muito grande em pouco tempo, para finalmente desaparecer”.

08 de agosto: Em Quequén (B.A.). A menina Luzia. F. Giménez (12), sobrinha do pesquisador Guillermo Giménez, capta a esmo um UFO sobre a costa de Quequén, próximo de Necochea, às 18h22 e em 1/100 de velocidade. Os estudos de Jorge Luis Figueiras opinam positividade, apesar do desenfoque da imagem.

14 de agosto: Cercanias de San Juan iluminada. Às 20h30, um casal viu-se surpreendido em um local à oeste da capital sanjuanina, por uma poderosa luz aérea, durante 10 segundos. Ao desaparecer, advertiram um objeto a baixa altura, cor laranja-fogo com muita luminosidade. Outros moradores puderam contemplar o fenômeno desde outros pontos. Informação do grupo Vision OVNI e Diário de Cujo.

15 de agosto: Vários vizinhos avistaram UFOs em San Miguel de Tucumán. Segundo reportes, vários moradores distinguiram objetos brilhantes e movendo-se com grande rapidez em horas diurnas num bairro da capital tucumana. Inclusive, alguns sacaram fotos e até filmaram vídeos que foram subidos ao Youtube.

17 de agosto: Charuto voador fantasma sobre o Rio da Prata. Laura Babyaczuk (FAO) registra na costa sul duas seqüências, separadas por sete segundos, de um UFO fusiforme e luminoso, voando sobre as águas riopratenses. Entre as 14h07m12s e 14h07m19s, obtém os passos do enigmático objeto. Minutos depois, na passagem de um avião, capta um objeto tipo chapéu. Material analisado por Jorge Luis Figueiras.

29 de agosto: UFO diurno sobre espelho de água no Nihuil (Mendoza). Um pescador, Rafael Pino (44) presenciou um estranho artefato suspenso sobre as águas do Clube Náutico da Villa em El Nihuil, às 15h00 e, no momento de elevar-se, pôde fotografá-lo quatro vezes com seu celular. O UFO, de forma circular e com hastes, segundo a anônima testemunha, emitia um zumbido e revirava as águas. Informação do diário San Rafael e do portal Mendoza On-line. Segundo o grupo espanhol SEIP, o UFO seria fruto do rompimento do vidro do pára-brisas do automóvel.

Início de setembro: UFO fotografado em Rosario (Santa Fé). De acordo a página http://www.rosario3.com/, um leitor enviou uma foto de um UFO que flagrou à entrada do porto rosarino, em horas noturnas. Segundo a testemunha, era como “uma esfera flutuando”, a qual depois de uns 20 segundos se afastou para o rio.

12 de setembro: UFO fantasma em Porto Madryn (Chubut). O Sr. Raúl Caresano, em momentos em que registra um parapente a motor que passava pela zona às 11h10, consegue captar a figura de um objeto em vôo aparente, de forma discoidal e a não mais de 100 metros da câmera da testemunha.

Meados de setembro: Atividade noturna em San Benito (Entre Rios). Segundo o Diário Uno, dessa província, vizinhos do povoado avistaram desde o início do mês e em repetidas ocasiões, a partir das 21h00, as evoluções de corpos ziguezagueantes, luminosos e de lentos percursos, com rastros, que se puderam fotografar, tal o caso da jovem Betiana Presler que levou o material ao jornal.

30 de setembro: Flotilla fantasma em Santiago do Estero. Em sua edição de 02/10, o Nuevo Diario publica o registro conseguido por Juan José Ibáñez (28) enquanto tomava fotos nas costa às 18h40. Consegue captar uma frota de quatro estranhos objetos lenticulares, escuros e em “aparente formação de vôo”.

02 de outubro: Novamente um charuto voador, sobre La Plata. O grupo Código OVNI publica uma singular foto de um UFO de grande porte, em posição oblíqua e captado por Leonardo Rieger, situado nas centrais ruas 13 e 60, sobre o céu da capital bonaerense às 15h30. Análises correspondentes a Sebastián Escobar. Tal acontecimento soma-se a longa lista de reportes ufológicos na zona da Catedral, lugar geográfico exato do ponto central da cidade.

05 de outubro: Uma vaca voando, abduzida? O noticiário Telenoche do Canal 3 de Rosario informa a insólita visão que teve um casal, Laura e Sergio, quando desfrutando da tarde com a família, em Porto Gaboto, ao norte de Rosario (Santa Fé), distinguem e fotografam “uma vaca voando, arrastada por um estranho objeto voador”, para instantes depois ambos perderem-se de vista. Como comparação, agregamos que nos incríveis acontecimentos que pesquisamos com a FAO em Governador Ugarte (B.A.) em 2002, sucedeu um episódio similar, porém noturno, que teve como testemunha direta um jovem santafezino que trabalhava no campo da pousada La Esperanza. Assim também, no ano 2003, em plena época de mutilações na Pampa, o grupo Ceufo reportou o rapto de uma ovelha por um UFO em horas diurnas.

12 de outubro: Em Villaguay (Entre Rios). Repórteres do diário local El Pueblo, em momentos em que cobriam uma procissão do Cristo de la Hermandad, advertem em uma das tantas fotos registradas, um estranho objeto aéreo que difundem no jornal. Observa-se a figura de um corpo ovóide, em contraste com o azul do céu. Lamentavelmente, a pouca resolução da imagem não atinge valores para realizar uma análise da mesma. Caso com reservas.

12 de outubro: Outro fantasma em Caviahué (Neuquén). O diário La Mañana de Neuquén publica a curiosa foto de um objeto captado por um vizinho da Villa El Chocón enquanto realizava tomadas familiares. Observa-se um corpo aéreo escuro e em vôo aparente, em contraste com o céu, algo nublado do dia naquele lugar turístico patagônico.

Meados de outubro: Dezenas de misteriosas marcas em Jacinto Arauz (La Pampa). Sergio Forestier, proprietário de uma fazenda na região, denunciou o surgimento de uma centena de estranhas marcas circulares, com diâmetros entre dois e 17 m, com o pasto seco (desidratado) em contraste com o verde externo da superfície que as rodeia. Segundo “Quique” Mario (Ceufo), em outubro de 1980 em um salitral da mesma região pampeana detectaram-se umas 70 impressões em uma salina, isto é, aros de sal, um fato inédito na casuística nacional. Dias antes, um camponês havia observado um insólito objeto aéreo pela redondeza. Posteriormente denunciaram-se novas marcas em campos vizinhos.

Meados de outubro: Detectam impressões estranhas em Angel Gallardo (Santa Fé). Empregados e alunos da Escola Agrotécnica nº 690 Luzia Aráoz, deste povoado santafezino, reportaram a presença repentina de quatro marcas circulares em seu prédio, “de uma cor verde intenso que ressaltava sobre o verde e normal pasto do terreno”. Segundo a diretora Teresita de Perezlindo, nos dias que antecederam as marcas, desapareceram animais, e houve a denúncia policial.

20 de outubro: Estranho ser visita novamente a uma mulher pampeana. O grupo Ceufo, liderado pelo ufólogo “Quique” Mario divulga em seu blog um novo encontro com seres no interior da província. Trata-se de uma mulher de 65 anos que já em 2007 passou por uma experiência similar. Desta vez, após as 20h00, observa uma estranha figura de uns dois metros, de nariz chato e uma boca como um risco na face. Ao querer tomar-lhe uma foto, o visitante colocou um de seus braços no antebraço da senhora e esta se desvaneceu. Uns 20 minutos mais tarde, recupera-se e seu filho, ao chegar em casa, a encontra muito nervosa, com queimaduras na região que o intruso fez o contato físico, um pequeno cão assustado e a câmera fotográfica jogada.

24 de Outubro: UFO fantasma em Junín? O ufólogo e consultor da Revista UFO Guillermo Giménez informa que a senhora Ana Malavolta lhe entrega uma curiosa foto de um objeto em modo “fantasma”, conseguida às 15h00 aproximadamente, com sua câmara Kodak M1063 em 1/400 segundos. Analisada por Jorge Luis Figueiras, observa-se um UFO, a grande velocidade e baixa altura sobre o campo, ainda que o tenha catalogado como “material com reservas”.

Fins de outubro: Novas impressões aparecem em Colónia San José (Santa Fé). Segundo publica a página http://www.unosantafe.com.ar/, novas e misteriosas marcas aparecem há algum tempo numa parte dessa localidade santafezina. Marcas similares às de Angel Gallardo, que oscilam entre três e 6 metros de diâmetro, circulares e com o pasto periférico de cor verde intenso, se detectam periodicamente na zona. O pesquisador regional Oscar Mendoza descartou que tenham sido produto de UFOs.

Princípios de novembro: 45 marcas em Julio Arditi, Magdalena (B.A.). O repentino aparecimento de 45 misteriosas impressões no campo de dom Angel Gatti motivou a nossa equipe da FAO, conjuntamente com a polícia local, a realizarmos um minucioso relevamento regional, constatando uma disposição chamativa das marcas no terreno. 41 círculos e quatro impressões do tipo “oitos”, totalmente secas (desidratadas), orientadas sentido norte-sul e uma marca, solitária, “reverdecida”. Em setembro passado uma vizinha avistou uma grande luminosidade no campo dos rastros.

03 de novembro: Show sobre Godoy Cruz (Mendoza). Às 20h45, Miguel Angel Vargas encontrava-se no teto de sua moradia quando observa um objeto muito luminoso, em direcção sul-norte e em vôo lento. Por momentos, detinha-se e deslocava-se ziguezagueante. De repente, começam “a sair e entrar pequenas luzes que seguem acompanhando ao objeto maior”. A testemunha, que informou no dia seguinte a FAO, calcula que seriam como trinta as luzes menores ao redor do UFO principal. Após vários minutos, o objeto perde-se no horizonte. Sua esposa e seu pai também contemplaram o fenômeno.

07 de novembro: Filmagem na manifestação religiosa em Lanús (B.A.). O grupo Código OVNI difunde o acontecimento que teve como protagonista Julio Farkas, sua senhora, sua mãe e outras pessoas, logo após as 18h00. Em momentos em que havia uma congregação religiosa na praça Carlos Auyero, consegue filmar o movimento de um curioso artefato luminoso com sua câmera JVC Super VHS, em foco automático. Este fenômeno, parecendo uma suposta “dança do Sol”, se repetiu anteriormente no mesmo lugar das concentrações.

08 de novembro: Flotilla em Pomona (Rio Negro). Nosso analista Jorge Figueiras informa que em uma rádio de Choele Choel se difundiu o caso de um camponês de Pomona, que nas primeiras horas da madrugada, contemplou em seu campo a formação de várias luzes (entre cinco e 6), que depois de sobrevoarem o terreno se alinharam e dirigiram-se em a Viedma seguindo o curso do rio.

08 de novembro: Formação sobre San José (Entre Rios). O casal Rebord (Jorge e María Isabel) e sua filha Laura Rossana, contemplam às 02h20 da madrugada, rumo sul à norte, três objetos luminosos em vôo “bamboleante”, a grande altura, de cor marrom claro, por espaço de cinco minutos. A noite apresentava-se clara. Informação do grupo Colovni.

14 de novembro: Em pleno Rio del Plata. Javier N. comunica a FAO que estando com cinco amigos pescando, em proximidades da ilha Martín García, observaram às 23h30 “uma misteriosa luz suspendida a baixa altura sobre as águas”. De imediato, aproximam-se mais dois e, depois, saem em diferentes direções, para o norte e para o sul. Durante o dia, ao retornarem a possível zona do avistamento, detectam “uma estranha mancha escura, de forma circular, na água”.

26 de novembro: Suposta nave causa grande apagão em Joaquín V. Gonzalez (Salta). Pouco depois da 01h00 da madrugada, numerosos moradores observam nas alturas um objeto com forma de charuto e luz própria intermitente, deslocando-se para a central elétrica de El Tunal sob a noite calorosa e chuvosa. Minutos depois, produz-se um grande apagão regional, ficando praticamente todo o departamento de Anta colapsado por mas de 10 horas. A investigação ocorreu por conta de Tony Galvagno, correspondente FAO.

Já está no ar a Edição 26 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2004

Em busca dos seres extraterrestres