DESTAQUE

Ministério da Defesa Britânico libera para consulta mais de seis mil páginas de documentos ufológico

Por
18 de Junho de 2010
Calhamaços com milhares de páginas surgem dos arquivos do MoD
Créditos: Arquivo UFO

O Ministério da Defesa Britânico (MoD) e os Arquivos Nacionais do Reino Unido liberaram, nesta quinta-feira, 18 de fevereiro, os mais extensos arquivos sobre UFOs do país. São 6.000 páginas de documentos compilados entre 1994 e 2000, recheados de casos interessantíssimos e detalhados desse período. A página oficial na Internet ficou simplesmente congestionada, tamanha a quantidade de visitas mundiais.

Existem outros quatro arquivos disponíveis, liberados anteriormente, mas não tão ricos quanto este. O mais “chocante” – para não apontar diretamente como hilário –, é que a abertura ocorre exatamente logo após o mesmo país ter fechado (isto mesmo, encerrado) seu Projeto UFO, que contava com mais de 50 anos de pesquisas e dezenas de milhares de páginas, ainda alertando aos interessados que “o MoD não irá mais responder a avistamentos de UFOs ou investigá-los”. Obviamente, no meio ufológico sabia-se que o mesmo continuaria de forma sigilosa, no entanto, o que, afinal, pensar e concluir sobre esta nova reviravolta nos arquivos ingleses?

Analisando a situação com o mínimo de prudência e lógica, percebemos qual deve ser a inevitável resposta: o desacobertamento é absolutamente necessário ante a gravidade do Fenômeno UFO e o aumento significativo de sua ação na Terra, o que faz com que sua realidade tenha que ser admitida pelas superpotências. Não fazê-lo seria danoso a todos, em especial a elas próprias. A abertura é o único caminho.

Já está no ar a Edição 164 da Revista UFO. Aproveite!

Abril de 2010

Discos voadores e aviões, uma questão recorrente ? e muito séria