DESTAQUE

Lua Prometheus tem formato similar a disco voador

Por
09 de Abril de 2013
A gravidade de Prometheus altera a aparência do anel F de Saturno
Créditos: NASA

Prometheus é uma pequena lua de Saturno descoberta em 1980, graças a fotos obtidas pela nave Voyager 1. Sua primeira designação foi S/1980 S 27 e ganhou o nome oficial somente em 1985. Suas dimensões são 136 por 79 por 59 km e orbita a aproximadamente 138.000 km de Saturno. Juntamente com a lua Pandora, são conhecidas como luas pastoras, pois com seus campos gravitacionais perturbam as partículas que formam o anel F de Saturno, o mais externo do planeta.

O motivo de falarmos a respeito de Prometheus aqui torna-se evidente somente se observarmos a imagem que abre este artigo. Embora esta imagem próxima obtida pela nave Cassini comprove o formato irregular da lua, na foto principal torna-se clara que, na distância apropriada, Prometheus tem uma aparência muito similar a um disco voador. Outra imagem impressionante é esta, evidenciando o efeito que a gravidade do satélite tem sobre o anel F, e neste vídeo novamente se comprova porque a lua é chamada de pastora. O anel F, de fato, é conhecido pelos astrônomos como o mais ativo de Saturno, justamente devido aos movimentos de Prometheus e Pandora junto a ele.

As maravilhas da natureza por vezes se unem à imaginação humana e isso costuma pregar peças nos desavisados, além de ser um prato cheio para mistificadores, que se aproveitam da ingenuidade alheia para ludibriar e mesmo auferir lucros financeiros. Recentemente falamos aqui das supostas árvores fotografadas por sondas orbitais em Marte, que permanecem frescas na memória de todos que buscam uma Ufologia séria os absurdos ditos em fevereiro, quando da ocorrência coincidente da passagem do asteroide 2012 DA14 e da explosão de um meteoro sobre a cidade de Chelyabinsk, na Rússia.

A Internet lamentavelmente tornou-se território fértil para a divulgação de mistificações e ainda contribui o fato de programas de criação de vídeos e efeitos especiais tornarem-se cada vez mais acessíveis. O caso do malfadado UFO de Jerusalém é um deles. Também lembramos dos recorrentes assuntos de orbs e rods, pretensos objetos ao lado do Sol, a farsa sobre três naves gigantescas aproximando-se da Terra, e tantos outros. Um mistificador mal intencionado poderia facilmente usar as fotos de Prometheus obtidas pela Cassini e afirmar que uma imensa espaçonave alienígena está utilizando seu campo de força para manipular um anel de Saturno. O fato interessante na hipótese de isso ocorrer seria que o charlatão não estaria tão distante da realidade.


Parece infelizmente estar crescendo uma injustificável intolerância contra a ciência, ao lado de um imediatismo que leva boa parte das pessoas a querer informações já prontas e acabadas, sem se dar ao trabalho de checar fontes e buscar informações complemetares. Interessante que todos desejam os confortos do século XXI, tais como celulares, redes sociais e wi-fi, entre outros, mas desprezam a mesma ciência que os produziu. Daí que em plena era de informação desmentir os boatos e virais que se espalham em impressionante velocidade, trabalho essencial do ufólogo, tornou-se tarefa próxima do impossível, haja vista o fenômeno conhecido como a "certeza dos ignorantes". Entender que a Ufologia é uma prática interdisciplinar, aprender a respeito do imprescindível método científico e buscar fontes de outras matérias, sempre que necessário, são obrigações não somente para os pesquisadores, mas para todos que se interessam por esse fascinante enigma. Somente com seriedade a Ufologia continuará progredindo.

Saiba mais:

Livro: Contatados

DVD: UFOs: Evidências Definitivas

Já está no ar a Edição 196 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2013

Afinal, o que eles querem da Terra e de seus habitantes?