DESTAQUE

Lançado o Guia da Tipologia Extraterrestre

Por
05 de Novembro de 2014
O Guia da Tipologia Extraterrestre, novo lançamento da Biblioteca UFO, analisa os vários tipos de seres extraterrestres que nos visitam, e apresenta um novo sistema para classificá-los
Créditos: Revista UFO

Desde 1947, quando teve início a pesquisa ufológica oficial, os pesquisadores têm reunido milhares de relatos de seres estranhos, normalmente vistos próximos aos UFOs. Embora existam casos em que criaturas foram vistas sem que uma nave estivesse presente, a vasta maioria de ocorrências envolve o que, ao que tudo indica, sejam os tripulantes desses objetos. E praticamente desde o início da Ufologia, dada a grande variedade de seres descritos, ocorreram diversas tentativas de propor uma classificação.

Ao contrário dos taxonomistas, que classificam as espécies nativas do planeta Terra, os ufólogos contam, para auxiliá-los, somente com os relatos das testemunhas. Na tentativa de organizar uma classificação simples porém completa, ao mesmo tempo traçando um histórico do estudo das entidades alienígenas que nos visitam, o coeditor da Revista UFO, Thiago Luiz Ticchetti, estudou ao longo de três anos mais de 8 mil casos, analisando detalhadamente 1.477 deles, a fim de compor o Guia da Tipologia Extraterrestre. Com suas 278 páginas, é o mais novo lançamento da Biblioteca UFO.

No livro, Thiago comenta alguns relatos muito antigos, antes mesmo da Era Moderna dos Discos Voadores, em que seres estranhos foram observados próximos a máquinas voadoras desconhecidas. O primeiro caso é de 25 de novembro de 1896, quando o coronel H. G. Shaw e sua acompanhante Camile Spooner relataram que quase foram levados por três criaturas com grandes olhos negros, que estavam a bordo de um veículo cilíndrico. A história foi considerada um delírio na época, contudo Ticchetti aponta a clara semelhança do relato com as descrições atuais sobre os alienígenas grays, ou cinzas. Ele menciona alguns outros casos, ocorridos entre 1901 e 1925 em vários países. Outro tipo de alienígena somente seria visto a partir dos anos 50.

IMENSA VARIEDADE DE SERES

Na década de 50 surgiu o fenômeno dos contatados. Diversos indivíduos surgiram afirmando serem amigos de alienígenas, descritos como sendo muito similares aos humanos. O mais famoso desses personagens foi o controverso George Adamski. Ele tornou-se conhecido ao espalhar diversas fotos do que alegava serem discos voadores pela imprensa da época, além de suas conversas com um venusiano. Este ser era alto, belo e loiro, pregando a paz e a não utilização de armas nucleares. Inspirados em Adamski diversos outros contatados surgiram, e seu efeito foi minar a credibilidade da Ufologia. Contudo, como Thiago aponta no livro, da Europa e depois da América do Sul passaram a surgir outros relatos, dando conta de que possivelmente os alienígenas não eram assim tão amistosos.

crédito: Arquivo Revista UFO
Um dos tipos de alienígenas descritos no livro
Um dos tipos de alienígenas descritos no livro

Um exemplo foram as primeiras abduções de que a Ufologia teve notícia, a de Antônio Vilas Boas em novembro de 1957, e a do casal Betty e Barney Hill em 1961. Inúmeros outros relatos foram se acumulando, comprovando para os pesquisadores que os encontros com ufonautas deveriam ser levados a sério. Finalmente, em 1972, o astrônomo e grande nome da Ufologia Mundial, J. Allen Hynek, elaborou o termo Contato Imediato de Terceiro Grau para designar casos envolvendo tripulantes de discos voadores. Com o filme de Steven Spieelberg, de 1977, o público interessou-se de vez por esses misteriosos e fascinantes visitantes.

Thiago Ticchetti traça, em Guia da Tipologia Extraterrestre, um completo quadro de quem devem ser os seres que têm nos visitado. Muito provavelmente sua grande variedade em termos de aparência e comportamento se deve ao grande número de mundos dos quais são provenientes. A importância do trabalho pode ser medida pelas declarações de vários grandes nomes da Ufologia Brasileira e Mundial, que comentaram o mais novo lançamento da Biblioteca UFO, e que listamos a seguir:


crédito: Arquivo Revista UFO
Concepção artística de outro tipo de alienígena
Concepção artística de outro tipo de alienígena

Esse guia tem um valor incalculável para qualquer um que investigue e pesquise esse fascinante assunto; Nick Pope, por 21 anos responsável pelo programa de investigação ufológica do Ministério da Defesa (MoD) britânico.

Eu acho que os tipos humanóides e o fenômeno humanoide global é o cerne da questão, que é extremamente importante; Albert Rosales, veterano da Marinha norte-americana e pesquisador ufológico há mais de 30 anos.

crédito: Thiago Ticchetti
O Guia da Tipologia Extraterrestre já tem comunidade no Facebook, clique na imagem para participar
O Guia da Tipologia Extraterrestre já tem comunidade no Facebook, clique na imagem para participar

Um livro é um produto intelectual e, como tal, encerra conhecimento e expressões individuais ou coletivas. Na pesquisa ufológica, uma compilação de eventos ou das características comuns desses eventos é de grande importância ao pesquisador do Fenômeno UFO. O livro permite a transmissão do conhecimento e a tipologia alienígena é um assunto pouco tratado nos livros, daí a sua importância; Ricardo Varela, ufólogo há 20 anos, trabalha em pesquisa espacial no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), membro da Equipe de Análises da Revista UFO.

Sim, tipologia alienígena é um assunto importante, vale a pena estudar. Há muitos testemunhos que se acumularam ao longo dos anos. Não há nenhuma fotografia realmente credível até agora, mas há muitas testemunhas confiáveis, portanto, um bom livro sobre o assunto seria apreciado por muitas pessoas; Gildas Bourdais, ufólogo e escritor francês de renome internacional, especialista no Caso Roswell.

A Ufologia é propensa à amnésia; a cada nova geração de pesquisadores se redescobre a roda, por assim dizer, devido a uma ausência de informação consolidada. Um trabalho em tipologia alienígena é uma boa notícia para os estudiosos do assunto e para os leitores não especializados; Scott Corrales, ufólogo há mais de 20 anos, e diretor do Institute of Hispanic Ufology (IHU).

Não é apenas um intrigante livro, é uma pesquisa sistemática e um catálogo fundamental para o estudo do Fenômeno UFO no seu mais polêmico acontecimento; Ataíde Ferreira da Silva Neto, psicólogo, escritor e pesquisador, presidente da Associação Mato-Grossense de Pesquisas Ufológicas e Psíquicas (AMPUP).

É um livro importantíssimo para a Ufologia. Assim teremos uma visão dos seres que nos visitam; Antonio Faleiro, pioneiro da Ufologia Brasileira, consultor da Revista UFO, elaborou o DVD Extraterrestres no Brasil, onde catalogou mais de 550 ocorrências de contatos imediatos de terceiro grau.

Considerando como óbvia a afirmação de que os discos voadores provêm de inúmeras origens e seus tripulantes têm, portanto, as mais variadas intenções e formas físicas, saber como são esses seres que nos visitam se apresenta como uma das principais questões a serem equacionadas pela Ufologia Moderna; A. J. Gevaerd, editor da Revista UFO e da Biblioteca UFO.

Saiba mais sobre o Guia da Tipologia Extraterrestre clicando aqui, onde pode ainda adquirir a obra com desconto de lançamento.

crédito: Revista UFO
Guia da Tipologia Extraterrestre
Guia da Tipologia Extraterrestre

Clique aqui para conferir uma degustação.

Há séculos a espécie humana assiste à chegada de estranhos seres geralmente bípedes e semelhantes a nós, que descem de curiosos veículos voadores sem rodas, asas ou qualquer indício de forma de navegação. Quase sempre estas criaturas têm formato humanoide e não raro se parecem com uma pessoa comum, mas com um problema: elas não são daqui, não são da Terra. O que pouca gente sabe é que existem dezenas de tipos deles vindo até nós, alguns com o curioso aspecto de robôs, outros se assemelhando a animais e há até os que se parecem muito com entidades do nosso folclore. O Guia da Tipologia Extraterrestre faz uma ampla catalogação de todos os tipos de entidades já relatadas, classificando-as conforme sua aparência e características físicas diante de suas testemunhas, resultando num esforço inédito para se entender quem são nossos visitantes.

Já está no ar a Edição 217 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2014

A descoberta de novos mundos