DESTAQUE

Grupo Cefora consegue na Argentina nova liberação de documentos

Por
15 de Fevereiro de 2017
Os documentos foram conseguidos junto à Gendarmeria Nacional
Créditos: Arquivo

A luta do grupo Comissão de Estudos do Fenômeno OVNI da República Argentina (Cefora) liderado por Andrea Simondini, correspondente internacional da Revista UFO, tem dado frutos. A mais recente desclassificação de documentos oficiais do governo argentino aconteceu pela Gendarmeria Nacional, que a pedido do Cefora permitiu que os ufólogos tomassem conhecimento de novos casos, assim como da documentação gerada devido a estes terem sido relatados à instituição.

Andrea Simondini agradeceu especialmente à dedicação do pesquisador Roberto Banchs, que realizou inúmeras pesquisas de campo em várias províncias da Argentina, auxiliando na localização e liberação da documentação. Simondini afirma que os documentos foram recompilados por um investigador que seguiu as pistas dos acontecimentos em várias localidades da região da Cordilheira dos Andes. Mantendo contato com patrulhas da Gendarmeria conseguiu obter inúmeros relatos, mas também as testemunhas originais de muitos dos casos. A pesquisadora argentina afirmou que o nome desse investigador não pode ser revelado, mas essa fonte na Gendarmeria foi fundamental para que fosse dada autorização para tornar públicos os documentos.

Esta veio do comandante Rodolfo Draller, a cargo dos esquadrões da região de Chos Malal, na Cordilheira dos Andes, na província de Neuquén. Simondini descreve os registros como ordenados, detalhados e pormenorizado, descrevendo diversas ocorrências ufológicas em 1968, apontando locais, horas e os responsáveis por passar as informações. Alguns exemplos são a ocorrência de 23 de janeiro de 1968, às 22h30, informada em 06 de fevereiro, em informe preparado pelo comandante J. B. Farías; ocorrência de 19 de maio de 1968, às 05h59, informada em 28 de maio e registrada pelo comandante R. Dreller; e caso ocorrido em 23 de agosto às 20h15, informado em 24 de agosto, com registro feito pelo sargento primeiro oficial L. M. Elizaincin. Andrea Simondini afirma que o objetivo do Cefora agora é encontrar alguma testemunha dessas ocorrências, e agradeceu aos pesquisadores que buscam a verdade, sem se importar com sua forma particular de pensar sobre o Fenômeno UFO. Assim todos contribuem para um maior conhecimento a respeito do tema.

crédito: Cefora
Um dos documentos liberados
Um dos documentos liberados

Site do grupo Cefora

Visite o site da Gendarmeria Nacional Argentina

Site da Cefae, a comissão oficial de pesquisa da Força Aérea Argentina

Força Aérea Argentina explica avistamentos de UFOs

Comissão da Força Aérea Argentina libera documento

Grupo CEFORA inicia na Argentina procedimentos para desclassificação de arquivos secretos

Ufologia Argentina pede abertura de arquivos secretos

Um caso argentino em meio aos arquivos da CIA

Dois casos envolvendo pilotos e UFOs na Argentina em 1974

A história do envolvimento da Marinha Argentina com UFOs

Saiba mais:

Livro: UFOs na Antártida

crédito: Revista UFO
UFOs na Antártida
UFOs na Antártida

O lugar mais inóspito e longínquo da Terra, que impõe as mais terríveis condições para quem nele ousa se aventurar, é mais um dos pontos do planeta que não passa desapercebido das curiosas inteligências alienígenas que nos visitam há milênios. É na totalmente desabitada Antártida onde se registram casos ufológicos fantásticos e de rica variedade. UFOs na Antártida, do veterano ufólogo argentino Rubén Morales, faz um levantamento minucioso de todas as principais ocorrências ufológicas no Continente Branco, com consulta a documentos oficiais desclassificados de várias nações, entrevistas diretas com seus protagonistas e uma meticulosa análise dos dados, em uma proposta inédita e seu resultado é impressionante.

DVD: Pacote de DVDs do UFOZ 2015

Já está no ar a Edição 215 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2014

O valor dos casos clássicos