DESTAQUE

Foi um sucesso o II Encontro de Ufologia Avançada de São Paulo

Por
03 de Setembro de 2013
A Operação Prato foi discutida a fundo no evento
Créditos: Alexandre Jubran

São Paulo teve, nos últimos dias 31 de agosto e 01 de setembro, a segunda edição do Encontro de Ufologia Avançada na Casa do Consolador. Pela primeira vez em um evento de Ufologia no Brasil cada um de seus dois dias foi dedicado a um tema, o que abriu uma inédita oportunidade para os pesquisadores abordarem um assunto específico sob variados pontos de vista. A robusta audiência dos dois dias de evento participou de um debate do mais alto nível, tornando o encontro um sucesso.

Coube a Edson Boaventura abrir os trabalhos no sábado, abordando o prosseguimento das operações da FAB na pesquisa ufológica na Amazônia em 1978, após a Operação Prato haver sido encerrada. Também militares dos Estados Unidos participaram dessas investigações, que permanecem secretas. Jackson Camargo, por sua vez, apresentou informações acerca da manifestação do chupa-chupa, como a população se referia àquela onda ufológica que assolou a região nos anos 70, baseando-se nos relatos contidos nos documentos oficiais já liberados. Ele mostrou inclusive que é possível mapear, com a tecnologia atual, a evolução das aparições ao longo daqueles anos.

Marco Antonio Petit, coeditor da Revista UFO, apresentou uma detalhada análise de como foi realizada a Operação Prato. Também estudou o que pode ter acontecido nos contatos entre seres extraterrestres, a população e os militares durante aquele extraordinário período, de onde poderíamos deduzir qual seria a intenção dos visitantes por trás dos fenômenos. Thiago Ticchetti mostrou como contatos de pilotos com UFOs vêm se sucedendo na Amazônia até hoje, relatos muitas vezes corroborados por fotos e filmes.

Vitório Peret, antigo comissário de bordo de uma empresa aérea, teve aprofundado contato com o coronel Uyrangê Hollanda, comandante da Operação Prato, e com vários militares que dela tomaram parte. Ao lado deles teve vários avistamentos na floresta e tomou contato com inúmeros fatos misteriosos ocorridos na região. A. J. Gevaerd, editor da Revista UFO, apresentou várias informações e casos colhidos em suas diversas visitas à região amazônica, a mais recente em fevereiro deste ano. Ao lado da equipe do The History Channel, Gevaerd entrevistou dezenas de moradores da região, incluindo algumas testemunhas do fenômeno chupa-chupa. Esse material foi utilizado na elaboração da série Contato Extraterrestre, recentemente apresentada pelo canal.

No domingo, Cassyah Faria fez a primeira apresentação, falando a respeito do perfil psicológico de contatados e abduzidos. Analisando a influência das experiências que essas pessoas vivem, pôde-se constatar que muitas delas tinham problemas em seu cotidiano, necessitando de apoio. Toni Inajar mostrou como contatos extraterrestres podem ter sido a origem de várias antigas religiões, e muitos dos avatares, anjos e divindades descritos em todo o mundo podem na verdade ter sido seres alienígenas. Ainda hoje muitas pessoas costumam interpretar ocorrências ufológicas baseadas em suas crenças e a análise desses eventos sob a ótica ufológica moderna precisa ser feita com cautela.

crédito: Casa do Consolador
Gevaerd, Margarete Aquila e Mônica de Medeiros no lançamento de Projeto Contato
Gevaerd, Margarete Aquila e Mônica de Medeiros no lançamento de Projeto Contato

Paulo Iannuzzi abordou também o tema de alienígenas terem influenciado antigas crenças, sob a ótica da teoria da colonização extraterrestre de nosso planeta. Apontou que muitas dessas religiões coincidiam na promessa feita pelos deuses-astronautas, de que retornariam ao nosso planeta no futuro. Salvatore de Salvo tratou da política governamental de acobertamento, mantida por vários governos no intuito de que a sociedade permaneça ignorante quanto à presença alienígena na Terra.


Margarete Áquila falou a respeito de seres híbridos, que poderiam resultar de relacionamentos entre alienígenas e humanos durante as abduções. Apresentou a hipótese de que esses seres poderão conviver conosco no futuro, mudando radicalmente a sociedade terrestre. Mônica de Medeiros discutiu também a presença de seres híbridos, incluindo também índigos e cristais na sociedade, que seriam destinados a promover profundas mudanças no futuro de nosso planeta.

O evento contou ainda com o lançamento do Projeto Contato, livro de autoria de Mônica de Medeiros e Margarete Áquila, novo volume da Coleção Biblioteca UFO, e que explora profundamente os temas que as duas pesquisadoras trataram em suas conferências. Assim, o II Encontro de Ufologia Avançada de São Paulo foi um sucesso, com um debate de alto nível, o que comprova o bom momento da Ufologia Brasileira.

Site da Casa do Consolador

Arquivos Extraterrestres - O Caso Roswell Brasileiro

Chupa-chupa - A História que Veio do Céu

Já estão disponíveis as conferências apresentadas no I Fórum Mundial de Contatados

Saiba mais:

Livro: O Pensamento da Ufologia Brasileira - Parte 2

DVD: I UFOZ 2012 - Conferência de Mônica de Medeiros

crédito: Revista UFO
I UFOZ 2012 - Conferência de Mônica de Medeiros
I UFOZ 2012 - Conferência de Mônica de Medeiros

A conferencista que apresentou este trabalho no IV Fórum Mundial de Ufologia pergunta: se você fosse um alienígena e conhecesse a história da humanidade, entraria em contato com ela? Estaria nossa espécie preparada intelectual e emocionalmente para quebrar seus paradigmas quanto ao contato com outras formas de vida avançada? Estas são questões tão importantes quanto saber quais seriam as finalidades das civilizações que nos visitam e como se comportam em relação ao nosso mundo.

Já está no ar a Edição 203 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2013

O todo é maior do que a soma das partes