DESTAQUE

Divulgado novo vídeo sobre as Luzes de Phoenix

Por
15 de Dezembro de 2014
Cena de um dos vídeos mostrando as estranhas luzes em formação
Créditos: Arquivo

Graças ao programa de rádio Coast to Coast, apresentado na época por Art Bell, o mundo soube do evento mais tarde conhecido como As Luzes de Phoenix quase imediatamente. De acordo com o investigador de campo da Rede Mútua de UFOs (MUFON) Richard Motzer, as primeiras informações a respeito de um objeto desconhecido nas proximidades de Phoenix, cidade do estado norte-americano do Arizona, começaram a chegar por volta das 20h00. As pessoas descreviam um imenso objeto no formato da letra V, que bloqueava as estrelas conforme passava pelo local onde estavam.

Tudo ocorreu em 13 de maio de 1997 e inúmeros vídeos inundaram as redes de TV nos Estados Unidos e em todo o mundo. A maior parte das gravações mostrava uma formação de luzes aparentemente estacionária sobre as montanhas Estrella, nas proximidades da cidade. Motzer sempre destacou que muito mais pessoas observaram a imensa estrutura em V, do que as luzes sobre a cidade. Além disso, os vídeos foram feitos invariavelmente ao redor das 22h00, bem depois que as pessoas do interior viram o UFO gigantesco. Além disso, o investigador descobriu que meses antes luzes semelhantes foram vistas na mesma área, na direção onde, por sinal, fica o Campo de Tiro de Gila Bend.

Esse fato tornou mais consistente a hipótese de que os avistamentos ocorridos na área urbana de Phoenix foram provocados pelo uso de flares, equipamentos utilizados pelos militares para iluminar determinada área, liberados por aeronaves. Houve inúmeras tentativas de explicação oficiais e o próprio governador do Arizona na época, Fife Symington, foi muito criticado por brincar com o caso, exibindo um de seus assessores vestido de alienígena. Symington, entretanto, uma década depois admitiu ter ele próprio visto o UFO imenso. Agora, foi divulgado um novo vídeo, obtido pelo jornalista investigativo David Collins, onde alegadamente aviões militares realizam manobras próximo a UFOs, talvez tentando dar-lhes combate.

CAÇAS PRESENTES DURANTE ACONTECIMENTOS EM PHOENIX, EM 1997

Na descrição do vídeo, de 14 segundos de duração, alega-se que caças norte-americanos perseguem e fazem manobras ao lado de UFOs, durante a sequência de avistamentos em 1997. Collins, que escreve para o blog KWBV, baseado em Phoenix, afirma: "A filmagem liberada mostra aeronaves militares sobre Phoenix, engajando objetos desconhecidos. Esse vídeo confirma que caças da Força Aérea norte-americana estavam no ar naquela noite, ao passo que os outros objetos evidentemente não são militares". O Mirror, da Grã-Bretanha, publicou a história e o vídeo, cuja autenticidade ainda não foi verificada.

crédito: Arquivo
Reconstituição do gigantesco UFO em forma de V descrito pelas testemunhas
Reconstituição do gigantesco UFO em forma de V descrito pelas testemunhas

Confira a nova filmagem clicando aqui

Visite o site da KWBV

Vídeo onde o ex-governador Fife Symington descreve sua experiência

No 16º aniversário das Luzes de Phoenix, mistério permanece

Saiba mais:

Livro: Projeto Contato II

DVD: As Luzes de Phoenix

crédito: Revista UFO
As Luzes de Phoenix
As Luzes de Phoenix

Em março de 1997 um fenômeno inacreditável ocorreu em várias localidades do sul dos Estados Unidos. Estranhas luzes no céu, algumas se movendo em formação e outras desenvolvendo manobras independentes, surgiram sobre importantes cidades e foram testemunhadas por cerca de 100 mil pessoas, transformando o caso no maior acontecimento ufológico de todos os tempos. Este documentário mostra o espantoso acontecimento em profundidade. As Luzes de Phoenix: A Maior Manifestação de UFOs Já Vista na Terra é baseado no trabalho investigativo da médica Lynne Kitei e de vários ufólogos, e revela em detalhes o que ocorreu naquela noite, mostrando inúmeras filmagens e fotos obtidas, além de entrevistas a testemunhas e reconstituição dos momentos mais marcantes.

Já está no ar a Edição 218 da Revista UFO. Aproveite!

Dezembro de 2014

Frente a frente com eles