DESTAQUE

Curiosity encontra mais elementos para vida em Marte

Por
26 de Março de 2015
A cada descoberta do Curiosity, melhora a chance de que Marte possa ter abrigado vida no passado, ou mesmo no presente
Créditos: NASA

Em março de 2013, a NASA anunciou que seu rover Curiosity havia encontrado ingredientes fundamentais para a existência de vida em Marte, a saber, enxofre, nitrogênio, hidrogênio, oxigênio, fósforo e carbono. Agora dois estudos independentes mostram que a possibilidade de ter existido, ou ainda estar presente a vida em Marte, aumentou, graças a novas descobertas das equipes científicas que analisam os dados obtidos pelo robô.

Toda forma de vida na Terra necessita de nitrogênio, porém sua forma molecular, ou N2, é muito estável para ser rompida com facilidade. Por isso o mais comum é que seres vivos utilizem outros compostos com o elemento, como nitrato NO3. Graças ao instrumento SAM, o Curiosity encotrou grandes concentrações de nitrato em amostras de solo e rochas, próximo a seu local de pouso, nas regiões batizadas como Rocknest, John Klein e Cumberland. Nestes dois últimos locais, a equipe do rover determinou que há bilhões de anos havia um lago com veios de água convergentes, um ambiente favorável à vida.

É verdade que muito do nitrogênio ligado a outros elementos em Marte é resultante de outros fenômenos, especialmente os frequentes impactos de asteroides e cometas que ocorreram no Sistema Solar interior há cerca de 4 bilhões de anos, no período denominado de Intenso Bombardeamento Tardio. Porém reações químicas com nitrogênio ainda ocorrem em Marte, como comprovou em 2005 a nave Mars Express da Agência Espacial Europeia (ESA), ao detectar na alta atmosfera marciana óxido de nitrogênio (NO). Os cientistas especulam que, por meio de fenômenos ou reações ainda não entendidos, o nitrogênio pode reagir com o oxigênio e outros elementos na atmosfera, sendo depois depositado no solo.

FONTE DE ENERGIA

No segundo estudo, é sugerido que o monóxido de carbono (CO) presente na atmosfera de Marte pode ser utilizado por microrganismos como fonte de energia, desde épocas remotas até o presente. Na Terra o CO é tóxico para muitos organismos, incluindo seres humanos, porém há variedades de micróbios que o utilizam como alimento, oxidando-o para formar dióxido de carbono (CO2). E se na Terra o CO compõe somente 0,3 partes por milhão (ppm) na atmosfera, em Marte a concentração é de 800 ppm. O estudo aponta que possíveis erupções de água em encostas, observadas desde a órbita pela nave Mars Reconnaissance Orbiter da NASA, poderiam reunir as condições ideais para a existência desses seres unicelulares.

Site oficial do rover Curiosity

Curiosity confirma que cratera marciana era um lago

Marte teve condições de abrigar vida

Curiosity encontra metano em Marte e busca por vida se amplifica

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

crédito: Revista UFO
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

Veja em 50 Anos de Exploração Espacial os momentos mais emocionantes da trajetória da NASA, desde o primeiro homem em órbita até as missões do ônibus espacial. Reveja o incrível voo de John Glenn na missão Friendship 7, o sucesso da Apollo 11 e os primeiros passos de Neil Armstrong na Lua, as viagens seguintes ao satélite e as operações conjuntas com a nave soviética Soyuz. Conheça a verdadeira razão de não voltarmos mais à Lua e descubra que o destino agora é Marte, Vênus, Júpiter e mundos além do Sistema Solar, e quais são os planos da NASA para alcançá-los.

Já está no ar a Edição 217 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2014

A descoberta de novos mundos