DESTAQUE

Cientista que revisou os protocolos do SETI é alvo de mistificadores

Por
04 de Julho de 2016
A confirmação de um sinal de rádio extraterrestre pode vir a qualquer instante, e cientistas debatem como informar a humanidade a respeito
Créditos: Arquivo

A Ufologia, infelizmente, vive tempos difíceis, pois tem experimentado uma dificuldade crescente em lidar com mistificações, mentiras e enganos. Uma fraude ou uma má interpretação de algum evento reapidamente se transforma em viral, com os habituais mistificadores alegando que vida extraterrestre inteligente já foi comprovada com base em vídeos, fotos, ou fatos absolutamente inverídicos ou interpretados de forma errônea. Recentemente, por exemplo, uma reportagem absurdamente equivocada da TV Cultura levou muitos a acreditar que a NASA estuda agroglifos ou que prepara astronautas para contactar alienígenas, o que absolutamente não é verdade.

A Revista UFO publicou, muito anteriormente à matéria da TV Cultura, um artigo a respeito (confira os links abaixo), mas infelizmente isso não foi suficiente para que mesmo membros da Comunidade Ufológia Brasileira evitassem repetir o absurdo. Outras mistificações, como a múmia tomada como ET de Roswell, e as recentes fraudes de um certo canal no Youtube, foram igualmente denunciadas, mas infelizmente ainda encontram eco em alguns círculos. Por isso, não é surpresa quando o astrofísico Ducan Forgan, da Universidade St. Andrews na Escócia, recebe inúmeros e-mails de alegados contatados, auto-intitulados alienígenas, e acusações de estar contribuindo para o acobertamento ufológico. Trabalhando junto ao projeto de Busca por Inteligência Extraterrestre (SETI), ele revisou e estabeleceu novos parâmetros a respeito de como informar a sociedade mundial sobre a descoberta de vida e inteligência extraterrestre.

O assunto é de tal forma complexo que, em recente entrevista, Duncan comentou que sequer existe legislação que estabeleça como se deve responder a uma mensagem de rádio alienígena. Na atual situação mundial, ele exemplificou que, caso os Estados Unidos queiram enviar uma resposta mas a China não, os primeiros ainda assim poderiam fazê-lo, pela total ausência de qualquer protocolo legal a respeito. Ele também alerta contra o que já evidenciamos acima, a velocidade das comunicações atuais, e também a ausência de senso crítico em muitas pessoas, pode fazer com que informações erradas, decorrentes de má interpretação dos fatos ou mistificação, circulem com rapidez produzindo danos que mal se pode estimar. O artigo elaborado por ele, intitulado Encontramos Eles: Protocolos do século 21 pré busca e pós detecção do SETI para as Mídias Sociais e Digitais, busca antecipar esses problemas. Entre outras sugestões, aponta que os cientistas devem manter um constante esforço de comunicações com o público em geral, e sempre submeter seus trabalhos para revisões por seus pares.

crédito: Arquivo
Ducan Forgan
Ducan Forgan

RISCO ELEVADO DE PÂNICO

Levando em conta a rapidez com que mistificações e mentiras se espalham pela internet, como a que Marte ficará tão grande no céu quanto a Lua cheia e outras, de fato todo cuidado é pouco. Ainda mais absurdo foram os e-mails que lotaram a caixa postal de Duncan Forgan, entre os quais havia os acusadores de que ele trabalhava em prol do acobertamento de informações, um suposto alienígena que queria retornar para seu planeta natal após se cansar de esperar pela evolução da humanidade, outro indivídio que enviou os planos de uma máquina de movimento perpétuo (uma total impossibilidade), e vários outros, cujas histórias, como é habitual entre os mistificadores, nada têm de original. O próprio Forgan se mostra cético quanto a estabelecer contato com uma civilização alienígena, afirmando que é mais provável encontrarmos as ruínas de uma sociedade extraterrestre há muito extinta. E, em um mundo onde boatos e inverdades circulam com imensa rapides, ele vê perigo mesmo nessa descoberta, que pode causar pânico ou reações violentas e irracionais em meio a determinados grupos sociais. Assim, a necessidade dos protocolos revisados que ele elaborou, e que podem ser conferidos abaixo, é sem dúvida urgente.

Leia o artigo de Duncan Forgan sobre os protolos após a detecção de vida alienígena

O Dr. Duncan Forgan fala sobre o SETI

Apresentação de Duncan Forgan sobre formação de planetas e inteligência extraterrestre

NASA estuda como se comunicar com alienígenas

NASA não treina astronautas para encontrar aliens e muito menos estuda agroglifos

Slides de Roswell: caso encerrado

Canal de video no Youtube é uma fraude

Lançada edição de A Guerra dos Mundos com ilustrações de artista brasileiro

A volta do "ET de Passo Fundo"

A farsa de Marte tão grande quanto a Lua se repete

Saiba mais:

Livro: Contatados

crédito: Revista UFO
Contatados
Contatados

Um dos mais fascinantes e polêmicos aspectos do Fenômeno UFO é agora dissecado por um dos mais produtivos ufólogos brasileiros. O historiador Cláudio Tsuyoshi Suenaga, consultor da Revista UFO por mais de 12 anos, apresenta em seu primeiro livro uma retrospectiva de todos os mais importantes casos de contatados da Ufologia Moderna, de George Adamski a Sixto Paz, de Billy Méier a Plínio Bragatto, de Aladino Félix a Claude Vorillon Rael. Dezenas de casos de alegados encontros entre humanos e seres extraterrestres ocorridos em todo o mundo são descritos e analisados por Suenaga, que ainda apresenta um panorama dos contatos mediúnicos com aliens, examinando as mensagens recebidas por “porta-vozes cósmicos”.

DVD: A Um Passo da Revelação Final

Já está no ar a Edição 37 da Revista UFO. Aproveite!

Outubro de 2005

Uma outra forma de procurar contato com seres extraterrestres

UPDATED CACHE