DESTAQUE

Adiado indefinidamente lançamento de foguete da SpaceX com carga confidencial

Por
20 de Novembro de 2017
O foguete Falcon 9 na rampa de lançamento 39A com o satélite secreto Zuma, antes do adiamento
Créditos: Ken Kremer

Teorias da conspiração já circulam online após o adiamento por tempo indeterminado do foguete Falcon 9 da SpaceX que levaria ao espaço uma carga altamente confidencial no último sábado. O satélite, identificado pelo nome Zuma, não teve sequer revelado a qual agência do governo norte-americano a qual pertence. Uma das poucas informações disponíveis aponta que a Northrop Grumman participa do projeto, e procurou a SpaceX para realizar o lançamento para o governo norte-americano. Além disso, o Zuma deve ser lançado em órbita baixa terrestre, significando uma altitude máxima de 2.000 km, como aquela percorrida pelos satélites espiões e a própria Estação Espacial Internacional (ISS).

O motivo do cancelamento divulgado pela empresa foi a análise dos dados de lançamentos anteriores, especialmente no que tange à cápsula que cobre o satélite no topo do foguete. Se esta não for aberta no momento adequado a carga útil é perdida. Adiamentos anteriores da mesma missão foram atribuídos a falhas de testes de motores do foguete Falcon 9 ocorridas na instalação da SpaceX no Texas, em 4 de outubro. O fato de o Zuma seguir para uma órbita baixa significa que o Falcon 9 pode ser trazido de volta para o campo de pouso que a empresa mantém no próprio Cabo Canaveral de onde a missão irá decolar. Lançamentos de cargas mais pesadas ou para órbitas mais altas deixam menos combustível e assim os Falcon 9 precisam pousar nos navios robotizados da SpaceX no oceano. A SpaceX já lançou cargas confidenciais anteriormente, em maio um satélite para o Escritório de Reconhecimento Nacional (NRO), e em setembro o avião espacial X-37B para a Força Aérea (USAF). O NRO, por sinal, negou ter qualquer responsabilidade pelo Zuma.

Alguns mistificadores aproveitaram a falta de informações a respeito da missão e voltaram a espalhar suas mentiras pela internet. Surgiu em sites sensacionalistas um vídeo onde um indivíduo, alegando ser funcionário da SpaceX e conhecer seu fundador, Elon Musk, há dez anos, afirma ser este obcecado pelo imaginário planeta Nibiru, sendo parte de um grupo secreto que está trabalhando por sua própria sobrevivência "quando acontecer o cataclismo de Nibiru", conforme alega. O sujeito, que aparece no vídeo de rosto coberto, alega que o governo prometeu a Musk "vida após Nibiru" caso mantenha o assunto sob sigilo, e que o Zuma está equipado com instrumentos científicos para analisar Nibiru e obter informações sobre suas características e o momento em que se aproximará da Terra. O mistificador ainda alega que Elon Musk se encontrou frequentemente nos últimos meses com autoridades civis e militares de alto nível do governo. Desnecessário dizer que tudo isso é somente uma mentira.

crédito: Ken Kremer
Dentro do cone do foguete está o satélite confidencial Zuma
Dentro do cone do foguete está o satélite confidencial Zuma

DESCONSTRUINDO AS MENTIRAS DOS MISTIFICADORES

Por sinal, para setembro último e mais recentemente para 15 de outubro e 19 de novembro, outros indivíduos sem qualquer credibilidade afirmaram que o planeta surgiria para destruir a Terra ou a humanidade de variadas maneiras. O ridículo assunto tem ganhado tais proporções, com a Newsweek publicando um duvidoso texto sobre "Como se preparar se os teóricos de conspirações estiverem certos", que a NASA foi forçada a designar David Morrison, astrônomo e cientista planetário que trabalhou nas missões Voyager, Galileo e Kepler para desconstruir e explicar cientificamente os fatos, porque tais alegações são totalmente absurdas. Entre os casos chocantes que revela, provocados pela irresponsabilidade dos mistificadores, está uma mensagem que recebeu de uma garota de 12 anos, que afirmou estar, ao lado de seus colegas de classe, apavorada com "a chegada de Nibiru". Ele também descreve que no auge, em 2012, a NASA recebeu milhares de e-mails de pessoas amedrontadas com essas teorias catastrofistas. Uma nova série de absurdos aponta que o imaginário astro é uma anã marrom com seus próprios planetas e luas que orbita o Sol a cada 3.600 anos. Evidentemente um astro dessa classe já teria sido descoberto há muito tempo, mas como finaliza David Morrison: "Não existe absolutamente nenhuma evidência de que Nibiru exista". Seguiremos denunciando os mistificadores e suas mentiras.

Site da SpaceX

Confira o press kit da SpaceX para a missão de lançamento do Zuma

Assista a um vídeo com David Morrison

SpaceX lança avião espacial secreto da USAF em nova missão

Elon Musk, da SpaceX, detalha seus planos para uma cidade de um milhão de pessoas em Marte

SpaceX reutiliza pela primeira vez um foguete Falcon 9

Bilionário da SpaceX afirma que alienígenas já podem estar entre nós

Avolumam-se as evidências quanto à existência do Planeta Nove

E o fim do mundo novamente não aconteceu

Saiba mais:

Livro: Contatados

crédito: Revista UFO
Contatados
Contatados

Um dos mais fascinantes e polêmicos aspectos do Fenômeno UFO é agora dissecado por um dos mais produtivos ufólogos brasileiros. O historiador Cláudio Tsuyoshi Suenaga, consultor da Revista UFO por mais de 12 anos, apresenta em seu primeiro livro uma retrospectiva de todos os mais importantes casos de contatados da Ufologia Moderna, de George Adamski a Sixto Paz, de Billy Méier a Plínio Bragatto, de Aladino Félix a Claude Vorillon Rael. Dezenas de casos de alegados encontros entre humanos e seres extraterrestres ocorridos em todo o mundo são descritos e analisados por Suenaga, que ainda apresenta um panorama dos contatos mediúnicos com aliens, examinando as mensagens recebidas por “porta-vozes cósmicos”.

DVD: Planetas Alienígenas

Já está no ar a Edição 248 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2017

E se eles revidarem?