Edição 48
DESTAQUE

Paraíba literalmente invadida por UFOs

Por
01 de Dec de 1996
Créditos: Arquivo UFO

Definitivamente, a cidade de Guarabira (PB), situada a 96 km de João Pessoa, é a mais nova referência nacional em se tratando de discos voadores. Pelo menos é o que pensam seus moradores. Praticamente em todos os dias e noites são vistos inúmeros objetos não identificados cruzando os céus da cidade. O que mais impressiona é a freqüência, a quantidade e as formas desses objetos. Eles chegam a aparecer em torno de 15 a 20 vezes ao dia. É certo que a região do brejo paraibano, onde se encontra Guarabira, sempre foi rica em acontecimentos desta natureza.

Desde 1975 existem histórias e testemunhas que comprovam as contínuas aparições. Contudo, a maioria delas prefere não se manifestar, com medo de ser ridicularizada pela sociedade. Inclusive, há casos de misteriosos desaparecimentos registrados pelas autoridades policiais. Entretanto, do início deste ano até agora, a incidência aumentou consideravelmente. Fica difícil, hoje, em Guarabira encontrar alguém que ainda não tenha visto tais objetos. Calcula-se que cerca de 80 % da população guarabirense já tiveram a oportunidade de observar misteriosas evoluções de UFOs. Somente para se ter idéia, a Equipe de Pesquisas Ufológicas de Guarabira (EPUG) possui um arquivo com mais de 16 horas de filmagens, fotografias e relatos das aparições que vêm tirando o sono dos moradores da cidade.

Em Guarabira, 96 km de João Pessoa, UFOs podem ser vistos quase todos os dias. Fotos, filmes e dezenas de relatos confirmam os fatos, que já atraem a Ufologia Brasileira

INTERVENÇÃO DE ESTUDIOSOS — No início deste ano, quando as aparições começaram, a população entrou em pânico. Chegaram-se a criar lendas e misticismo em torno do fato. A confiança nessas crendices foi tamanha que os populares chegaram a prever um dilúvio, seguido do fim do mundo. O pânico tomou proporções tão grandes que foi necessária a intervenção de estudiosos do assunto junto à imprensa para tentarem contornar a situação.

Outro fato interessante é a variedade de formas. Houve casos em que o UFO se apresentou discóide, outras vezes cilíndrico, ou ainda esférico. A variedade também é grande quando diz respeito ao tamanho das naves. Temos informações de que já foi observado um objeto com mais de 30 m de comprimento. Os UFOs apresentam-se com diferentes tipos de luzes (às vezes brilhantes, outras opacas) e de cores diversas. Observou-se um tipo de nave que durante o dia possuía cor de chumbo e, à noite, emitia luzes coloridas em torno de seu corpo. Quanto à sua locomoção, também são bastante distintos. Alguns movem-se lentamente (como que flutuando), outros sobem rapidamente em direção ao céu. Às vezes, até param no ar. Estas naves viajam em todas as direções, horizontal e verticalmente.

Contudo, a maior velocidade verificada foi a de um objeto esférico, que além de emitir uma intensa luz branca, movimentava-se fazendo piruetas. Alguns daqueles que se apresentaram primeiramente sob a forma esférica, numa fração de segundos, adquiriram o formato de triângulo. Nenhuma máquina criada pelo homem se move com tanta rapidez como esses objetos cósmicos. “Eles apagam num determinado ponto e, milésimos de segundo depois, aparecem quilômetros à frente – trajetória e manobras praticamente impossíveis para nossos simples aviões”, observou um dos membros da equipe de pesquisa.

Já quando apresentam-se sob a forma de charutos gigantes, são observados durante o dia, na cor metálica, com iluminação tipo fluorescente. Esse tipo de objeto faz movimentos bruscos, dando a nítida impressão de que faz curvas em volta de seu próprio corpo. A universitária Viviane de Castro Franca, 28 anos, disse ter presenciado o aparecimento de pelo menos dez UFOs. Ela informou que eles se parecem com estrelas redondas, sobrevoam a cidade entre às 23h30 e 01h30, sempre na mesma direção.

Há quem afirme com absoluta convicção ter estado frente a frente com as criaturas intergaláticas. Dona Julia Maria, moradora da zona rural de Pilõezinhos, jura ter observado um grande avião próximo à sua casa, com uma tripulação de homens pequenos e feios roubando os animais da propriedade. No mês de fevereiro passado, o casal Messias de Oliveira e Maria José fazia sua caminhada matinal quando de repente, próximo a uma usina de reciclagem de lixo, viu uma bola oval, com luzes extremamente fortes.

crédito: Arquivo UFO
Luzes noturnas são tão comuns em Guarabira que muitos moradores já nem se importam em observar o fenômeno
Luzes noturnas são tão comuns em Guarabira que muitos moradores já nem se importam em observar o fenômeno

FUMAÇA BRANCA — “No começo”, declarou Maria José, “achei que fossem fogos de artifício em forma de lágrimas, mas olhei melhor e vi que era algo muito estranho”. Ao observar mais detidamente, Maria pôde perceber que da parte traseira do UFO saía uma fumaça branca. Conforme o deslocamento do objeto, ele aumentava de tamanho sem fazer qualquer ruído. Passados alguns minutos, o UFO tomou a direção leste e desapareceu. Depois daquela manhã, o casal não foi mais visto andando tão cedo. “Não sei exatamente do que se trata, mas tenho a certeza de que era algo desconhecido”, desabafou Messias.

Somente duas categorias profissionais não levam os casos de Guarabira e região a sério: a polícia, que guarda sigilo de toda e qualquer informação, e a Igreja, que simplesmente não acredita na existência dos extraterrestres. Na opinião do pastor Inaldo Henriques da Silva, da Assembléia de Deus, o que existe são espíritos malignos agindo no mundo. “Não há base bíblica e nem prova científica que confirme a tese de vidas fora da crosta terrestre”, alegou [UFO Especial 15 mostra justamente o contrário: a Bíblia e outros livros sagrados abordam sim a existência de povos extraterrestres, suas naves e visitas desde há milênios].

O plano de ação da EPUG é averiguar os locais onde os possíveis pousos de aeronaves aconteceram. Até agora, porém, não conseguiram detectar nenhum vestígio de aterrissagem. De acordo com um dos seus integrantes, o ufólogo e radialista Pedro Alves, “…existem materiais importantes sob o nosso cuidado, mas não podemos publicá-los antes de obtermos provas documentais fundamentadas”, considerou.

Pedro é recordista em avistamentos. Desde 1972, quando testemunhou pela primeira vez, próxima à torre da Embratel, uma luz extremamente forte que cruzou o céu em alta velocidade, o radialista não parou mais de observá-los. Pedro levou mais cinco anos para ver outro UFO. “Agora”, conta Pedro, “se prestar atenção posso vê-los todas as noites e algumas vezes em pleno dia”.

A explicação para tantos aparecimentos de objetos vistos simultaneamente e em locais diferentes é que a nave-mãe, que se encontra fora do alcance dos limites da visão humana, lança sobre a superfície terrestre pequenas sondas de espionagem. O ufólogo Lúcio Athayde afirmou que a cidade de Guarabira faz parte de um corredor magnético que inclui também as cidades de Mamanguape (PB) e Ponta Porã (MS), as quais representam o portão de acesso à Terra. Segundo o EPUG, “…somente depois de penetrarem nestas cidades é que os UFOs partem tomando a direção do Pólo Sul”, o que é algo altamente discutível.

Um argumento interessante é de que, afundada num brejo, Guarabira forma uma espécie de concha acústica. Portanto, se um helicóptero alçar vôo em um ponto mais afastado, todos os moradores escutarão o barulho de suas hélices e até mesmo um avião “invisível” será percebido pelo som. Wellington Lima disse que “o caso de Guarabira é o único do Brasil, pois não há registro de tantos aparecimentos coletivos, com pessoas das mais diversas idades, classes sociais e graus de instrução, até mesmo militares, vendo os objetos durante várias noites seguidas”. O privilégio da cidade paraibana receber constantes visitas de discos voa-dores dá margem a um aproveitamento da rota dos UFOs como atração turística.

UFOs CHEGAM À CAPITAL — A cidade de João Pessoa foi literalmente invadida por UFOs na noite de 14 de outubro passado. Dezenas de pessoas garantem terem visto três objetos voadores nos céus da capital paraibana. Segundo diversos relatos, os UFOs eram coloridos e tinham a forma esférica. Um dos objetos tinha aproximadamente o tamanho de um avião de médio porte e completamente vermelho. Os outros dois, que estavam enfileirados logo atrás do primeiro, eram amarelados. Uma das testemunhas, a professora de História Jacira Lucena de Farias, moradora do Bairro Varadouro, informou que os três objetos atravessaram lentamente o céu de João Pessoa. Jacira, que também é formada em ciências jurídicas e sociais, está convencida de que viu UFOs. “Eram objetos voadores, disso tenho certeza! Pois já li a respeito em vários livros e revistas que abordam este tema”, disse a professora, convicta.

A diagramadora Nevinha Santos foi chamada pelo marido para ver três objetos em forma de bola, voando sobre o Bairro Jaguaribe por volta das 23h40. Nevinha também acredita que se tratava de um UFO. O repórter fotográfico Valério Ayres também viu o objeto nos céus do Bairro Manaira. Infelizmente, Valério não conseguiu registrar o que presenciou. Tais UFOs também foram observados por diversos moradores do Bairro do Funcionário II. Na mesma noite, cerca de 300 pessoas viram nos céus de Guarabira um UFO do tamanho de um edifício de 20 andares, que chegou a clarear as ruas quando sobrevoou a cidade à baixa altitude, tamanha sua luminosidade.

Principais relatos e avistamentos na Paraíba

A cada dia surgem novos casos de observações de UFOs ocorridos na Paraíba e que estão se somando à casuística do estado. Pessoas de diversas localidades paraibanas informaram que viram um bicho com grandes garras, diferente de qualquer outro animal da região. Segundo as testemunhas, esse animal arranhou uma pessoa na coxa e no braço. A EPUG está se prontificando a fazer uma entrevista com a vítima e, assim, aproveitar para mostrar a foto do Chupacabras publicada na Revista UFO 45. Talvez a pessoa atacada encontre alguma semelhança entre as duas criaturas.

Temos também o caso da estudante de Letras, da Universidade Estadual da Paraíba, Viviane de Castro Franca, 28 anos, que diz ter recebido uma mensagem dos visitantes. Segundo Viviane, os seres lhe disseram que voltarão e, quando isso acontecer, não é para as pessoas se aproximarem deles. A estudante informou que os UFOs que viu são “estrelas redondas que passam sempre no mesmo horário e na mesma direção”.

Jaime Carneiro, outra testemunha dos avistamentos, declarou que “os seres são pacíficos e estão de volta ao planeta para cuidarem da Terra”. E completou, dizendo: “De acordo com os contatos que estão sendo mantidos, esses seres estão num trabalho de base para evitar que o problema da Terra se transfira para outras partes do mundo”. Certo dia, uma senhora de 69 anos viu, por volta das 16h00, um objeto luminoso em forma de lâmpada fluorescente no céu. No mesmo dia, um agente de polícia informou ter visto um objeto semelhante ao que foi presenciado pela senhora e no mesmo horário. Um pescador avistou um charuto sobre Guarabira.

Há também relatos de oito pessoas que afirmam terem visto um disco voador em forma de bacia. Segundo as testemunhas, o UFO permaneceu planando a poucos metros do solo no centro de Guarabira. Os moradores descreveram-no como discóide, de cor cinza metálica e com luzes multicolores circundando a parte inferior externa de sua fuselagem. Não emitia nenhum tipo de ruído. Outro caso interessante foi o da senhora Maria José, 60 anos, que viu um objeto voador muito próximo ao solo, a cerca de sete metros. A senhora se emocionou tanto com o que afirma ter visto a ponto de sofrer um grande abalo emocional. O médico que atendeu Maria José orientou-a a procurar esquecer o que tinha observado.

Naquele dia, dona Maria estava chegando a Guarabira acompanhada de seu filho, às 17h00. Foi quando notou um objeto estranho parado no ar perto do cemitério municipal. Uma outra informação que circula na região é que algumas pessoas foram seqüestradas por UFOs. Inclusive existe uma lista com os nomes dos desaparecidos. Um veículo foi encontrado abandonado no Bairro do Nordeste, com algumas marcas estranhas no teto. Ainda não se sabe o paradeiro do motorista. O fato foi registrado na 3ª Delegacia de Polícia, no entanto, as investigações até agora não deram em nada.

Porém, o caso mais curioso aconteceu a um menino de 16 anos. O garoto afirma ter visto um UFO no Sítio Gota d’Água, que fica em um vale por trás da montanha onde está a antena de uma emissora de rádio. A vítima afirma ainda ter visto seres estranhos passeando fora da nave. O garoto passou a apresentar problemas mentais após o acontecimento e sua família impediu que divulgássemos seu nome. Há outros avistamentos distribuídos por todo o estado da Paraíba. Mari, Mamanguape, Sousa, Cabeceiras também estão na rota dos UFOs. Nestas cidades, pessoas afirmam que receberam a visita de discos voadores, inclusive um promotor da justiça.

Nova onda ufológica

Já está no ar a Edição 48 da Revista UFO. Aproveite!

Dec de 1996

Fomos visitados