Edição 69
DESTAQUE

Os tipos de ETs que visitam a Terra com mais freqüência

Por
01 de Feb de 2000
Nascimentos Especiais. Há claras evidências de que algumas raças de aliens se utilizam de material genético humano para produzirem seus experimentos. Híbridos são gerados dessa maneira
Créditos: ary geolan

Para efeito de definição, o termo raça distinguirá nesta matéria aliens de aparências decididamente diferentes. As freqüentes pesquisas feitas pela Exobiologia – a ciência que estuda a estrutura física e processos de vida fora da Terra – nos ajudam a entender as diversas espécimes inteligentes que têm nos visitado, a quem chamamos de alienígenas ou ETs. Entre eles, a raça extraterrestre mais freqüentemente observada no planeta Terra tem inúmeras variantes. Ela se distingue em tamanho e detalhes, fatores suficientes para representar origens em mundos diferentes. Este grupo é popular e imprecisamente chamado de Cinzas. Tais seres possuem um estereótipo que os escritores desinformados ou descuidados descrevem como pequeno, com a altura entre 1 a 1,20 m, pele branco-acinzentada, duas pernas, cabeças grandes e calvas. Teriam também enormes olhos amendoados, oblíquos e completamente inclinados, como os de um oriental.

Os olhos destacam-se por não apresentarem pupilas ou pálpebras, dobrando-se aproximadamente para os lados na área da têmpora. Os Cinzas não possuem nariz, mas apenas pequenos furos no local onde são as narinas humanas. Sua mandíbula estreita se afila quase em formato de um V, e a boca constitui-se de uma fenda pequena, sem lábios. O torso é magro e sem costelas. Os braços, que são delgados e chegam até aos joelhos, são surpreendentemente fortes, tendo as mãos três dedos longos, não cônicos e de juntas igualmente fortes, que terminam em garras em vez de unhas – sem nenhum dedo polegar. Similarmente, as pernas são longas e muito magras. E não há qualquer evidência de que tenham órgão genital.

Muitos estudiosos – entre eles este autor – consideram que os Cinzas possam na verdade ser a variação de uma outra raça, e não uma distinta. Já foram observados vários outros tipos de seres dessa mesma classe. Cinzas de 1,50 m e até de 2 m de altura, com pele branca da tonalidade de cogumelo, da cor marrom ou preta, têm sido relatados com regularidade. Estas criaturas seriam possuidoras de olhos grandes com uma membrana nictante fina, que pode-se estender pelo órgão da visão. Noutras vezes são descritas com olhos azuis escuros. Cinzas com um pouco de cabelo fino em suas cabeças, com quatro ou três dedos, também já foram documentados. E há ainda aqueles seres que apresentam na ponta do dedo algo como ventosas de sucção.

Investigações recentes também puderam confirmar informações referentes a extraterrestres que possuiriam um complexo processo de dobras na parte traseira de suas cabeças. Trata-se de uma série de pregas fundas – ou fendas – ao longo do alto do crânio, que atingem até a altura da nuca, inclinando-se para a frente e tendo a sobrancelha fortemente visível, bem acima dos olhos. Com certeza, as variações entre essas raças diferentes estariam baseadas na evolução que passaram em planetas de condições climáticas distintas. Mas será que isto representaria uma variação racial dentro de mundos habitados de um mesmo sistema estelar? Igualmente, estas desigualdades aconteceriam em um específico agrupamento do Cosmos? Ou será também que o genótipo Cinza tende a aparecer, juntamente com outras raças, em alguns planetas apenas? Ainda não temos respostas para estas indagações. Estamos na fase de reunir dados sobre os vários tipos de formas de vida inteligente que visitam a Terra, e podemos levantar hipóteses apenas incompletas, já que não dispomos de todos os dados em mãos.

Roupões e Capuzes – Outra fonte de variação na apresentação dos seres extraterrestres está concentrada em suas vestimentas, até mesmo dentro do que aparentemente seja uma única raça. Muitos depoimentos de testemunhas que tiveram contato com os Cinzas retratam que as criaturas não usavam roupa alguma. Outros observadores relatam que viram os alienígenas vestindo roupões longos e com capuzes em suas cabeças. Mas há também contatados que afirmam que em determinadas tripulações, vistas dentro de UFOs, ocorre ambas as versões, assim como macacões colados ao corpo. No entanto, não são os Cinzas os únicos a usarem tais vestimentas. Outras raças de extraterrestre também se utilizam delas. Elas têm entre 1,20 e 1,65 m de altura, cabeça um pouco grande se comparada ao tamanho da humana, mas que proporcionalmente não é tanto quanto a dos Cinzas. Seu corpo possui uma estrutura delgada e seus olhos são ovais escuros. Os membros superiores de seus integrantes são constituídos por mãos com três dedos longos e cartilaginosos, que parecem não ter ossos, mas que não terminam em garras e em nenhum tipo de ventosa de sucção, e sim na forma bastante comum da ponta do dedo humano, sendo diferentes apenas porque não se afilam.

Um tipo mais distinto de alienígena, também documentado, tem faces longas, estreitas, com olhos grandes igualmente compridos e finos, inclinados para cima de maneira muito intensa. Seu rosto tem quase a posição de um V, item que torna sua aparência extremamente similar a de um inseto – por isso são conhecidos como Gafanhotos. Tal raça insetóide tem torso magro e longo, braços compridos e incrivelmente finos, normalmente dobrados em ângulo reto no meio da articulação, assim como as pernas. Suas mãos e dedos se inclinam quase verticalmente, originando a partir do pulso. Estas características dão a ele o aspecto de estar sempre abaixado, tal como um gafanhoto mesmo, ou ainda um louva-a-Deus. No entanto, não pensem os leitores que estes alienígenas também se assemelhariam a insetos quando o item é o cérebro. O Gafanhoto é extraordinariamente inteligente, de modos suaves mas com movimentos um pouco desajeitados, que tem estilo de vida como os humanos, sendo uma parte deles machos e, outra, fêmeas.

Outra raça muito comum é a dos chamados Reptilianos, também conhecidos como Reptóides, que possuem esse nome por se parecerem com répteis. O que distingue estes seres dos demais é basicamente a aparência de sua pele, que tem pequenas e finas escamas. Possuem grandes olhos amarelo-esverdeados com uma pupila extremamente iluminada, sendo na maioria das vezes no formato oval. Os Reptilianos apresentam um curioso focinho na região onde é o nariz humano, o que lhes fazem parecer com um dragão ou um lagarto. Este tipo de ser, de acordo com os depoimentos de testemunhas, parece dirigir procedimentos avançados quando em contato com humanos. Algumas vítimas de abdução observaram que seus olhos são penetrantes. Outras informaram que no pequeno instante em que puderam dar uma rápida olhada em sua face, notaram um certo grau de parentesco como os Cinzas.

Tripulações Mistas – Freqüentemente são observadas tripulações de raças mistas dentro do mesmo UFO. Quer dizer, no disco voador podem estar os Reptilianos, os Gafanhotos, os Nórdicos e até os Cinzas, unindo esforços na realização de suas experiências científicas e médicas com humanos. Algumas testemunhas de avistamentos relataram ter visto figuras parecidas com robôs, cujos movimentos e vibrações fortemente sugerem que sejam comandados e enviados à Terra por extraterrestres com o intuito de observar, explorar e possivelmente recuperar objetos perdidos. Porém, até então, são poucas as evidências de que essas criaturas robóticas desempenhem um papel específico no esquema de aproximação que ETs desenvolvem em relação à Terra. Raramente estas entidades mantêm alguma forma de comunicação com os humanos, restringindo-se a fazer o transporte destes para dentro do disco voador, onde seus ‘comandantes’ farão as demais operações, tais como os exames científicos. As figuras do tipo robô parecem ser restritas mais a tarefas impessoais – de reunião de informação e vigilância furtiva –, possivelmente por causa do risco que os extraterrestres correriam no caso de encontrar humanos hostis.

Estudos recentes indicaram ainda que há um considerável número de depoimentos envolvendo alienígenas de aparência humanóide, os chamados Nórdicos ou Louros, que em muito se assemelham aos terrestres. Estes seres chegam a ser tão parecidos com os humanos que passam quase despercebidos. Curiosamente, poderiam estar entre nós sem que tivéssemos condição de notá-los. Tais seres se prestam a tarefas específicas, conforme mostram inúmeros relatos em que os contatados afirmam que tais extraterrestres aproximam-se deles de forma muito fraterna. Fazem isso para não levantarem reações por parte de seus abduzidos, mas depois dão seqüência à sua rotina de operações. Sua aparência é oposta à de outro tipo racial de extraterrestre já identificado, o de um pequeno ser intitulado simplesmente de Anão. Trata-se de um alienígena gorducho, com faces redondas, que parece ser restrito à realização de tarefas servis durante um contato.

Indubitavelmente, muitos outros grupos de criaturas de diferentes planetas poderiam ser descritos neste artigo. Nós, humanos, somos desafiados continuamente pela inquietante presença alienígena na Terra e nos colocamos a pensar sobre como seriam e viveriam tais seres em seus mundos de origem. É evidente que não estamos sós no Universo, e que o mesmo está repleto de vida. Isso nos leva a ponderar que tais formas de existência podem até mesmo ser de uma natureza que sequer teríamos condições de imaginar. No momento, conjeturamos sobre criaturas de aspecto físico e formato mais ou menos humanóide. Ora, pode ser que haja civilizações cujos membros não existem no mesmo contínuo espaço-tempo que o nosso e, portanto, não têm aspecto físico algum.

Surge nova polêmica sobre o Caso Varginha

Já está no ar a Edição 69 da Revista UFO. Aproveite!

Feb de 2000

Fomos visitados