ARTIGO

Contatos imediatos na Serra da Beleza

Por Marco Antonio Petit | Edição 31 | 01 de Agosto de 1994

Uma das mais impressionantes fotos dos UFOs que freqüentam a Serra, obtida em 31/07/93. Uma bola de intensa luminosidade amarelada em operação silenciosa e soturna.
Créditos: ARQUIVO UFO

Contatos imediatos na Serra da Beleza

Desde maio de 1982 temos realizado pesquisas na região da Serra da Beleza, no distrito de Santa Isabel do Rio Preto, interior do Estado do Rio. A serra é uma das áreas mais ricas em aparições de UFOs no Brasil, o que chegou a forçar a transferência de nosso grupo de estudos, a Associação Fluminense de Estudos Ufológicos (AFEU), para a região. Propriamente na cidade de Santa Isabel do Rio Preto, passamos cerca de 7 anos estudando a fundo o fenômeno. Ao longo de 12 anos de estudos realizados na Serra da Beleza, conseguimos centenas de relatos de experiências ufológicas vividas pela população local.

São casos que vão desde simples avistamentos até casos em que as testemunhas chegaram a observar os ocupantes dos UFOs. Boa parte do material resultante desses estudos já foi inclusive publicada anteriormente na Revista UFO, através de alguns artigos de nossa autoria [Editor: veja edição PSI-UFO n° 3, que pode ser obtida através do encarte das páginas centrais]. Outra parte se encontra descrita em um livro que lançamos em 1991, atualmente indisponível. Desde o início de nossas investigações na área, por várias vezes tivemos a oportunidade de ficarmos frente a frente com manifestações do Fenômeno UFO. Durante quase dois anos, a partir do início das pesquisas, tentamos conseguir documentação fotográfica e cinematográfica que comprovasse nossas experiências, mas todas as vezes que tínhamos em mãos uma câmara ou uma filmadora, os UFOs ou não apareciam ou então se mostravam tão longe e rápidos que tornava-se impossível conseguir qualquer tipo de documento fotográfico. Estes acontecimentos levaram a AFEU a deixar por vários anos as tentativas de registro documentário do Fenômeno UFO.

As primeiras fotografias de UFOs que deram bom resultado foram conseguidas em agosto de 1988, no final de uma das maiores ondas de avistamentos ufológicos já ocorridas na região. Muitas outras experiências com naves extraterrestres e outras fotografias foram obtidas nos anos que se sucederam, além do aprofundamento de nossa pesquisa. Neste artigo, apresentaremos algumas das últimas experiências de contato com o Fenômeno UFO, mantidas pela população local da Serra da Beleza. Igualmente, pretendemos mostrar ao leitor as últimas experiências que mantivemos diretamente com o mesmo. Algumas destas fantásticas experiências foram vividas por este autor, sozinho. Outras foram partilhadas com membros da AFEU. Somadas, nos levaram a examinar detidamente a questão, inclusive com a obtenção de algumas conclusões que julgamos praticamente definitivas, ligadas a fenomenologia ufológica local.

A testemunha foi surpreendida pela presença de um objeto extremamente luminoso e em forma de disco que pousou à sua frente. O UFO se mantinha a poucos centímetros de altura, expelindo para longe a terra da estrada com uma força repulsiva que era emanada da parte inferior do objeto

Um dos casos mais surpreendentes ocorridos nos últimos anos, na região, aconteceu em julho de 1991, na estrada que liga a cidade de Conservatória à Santa Isabel do Rio Preto, próxima a localidade de Pedro Carlos. A testemunha deste caso, residente na localidade citada, goza da mais alta credibilidade junto à população local. O fato aconteceu ao entardecer de uma segunda-feira, quando saía de Pedro Carlos em direção à Serra da Beleza, dirigindo seu carro, uma Brasília.

Testemunha assustada – A testemunha ainda não tinha percorrido mais de 1 km quando foi surpreendida pela presença de um objeto extremamente luminoso e em forma de disco, que acabou por praticamente pousar logo à sua frente. O UFO se mantinha a poucos centímetros de altura da estrada, bloqueando sua passagem. A testemunha pôde notar que a terra da estrada, que não era pavimentada, estava sendo expelida para longe do UFO, por uma força repulsiva que era emanada da parte inferior do objeto.

Após sua partida, a testemunha pôde ainda ver uma marca no solo, gerada por este tipo de efeito. A experiência provocou um forte impacto emocional em seu protagonista, mobilizando ainda o interesse principalmente das comunidades de Pedro Carlos e Conservatória. Muitos de seus membros estiveram no local do fato observando a marca deixada pelo objeto. Casos como esse foram comuns em 1991, embora este ano não tenha sido produtivo em termos de experiências pessoais ou de nossa equipe (especialmente se comparado a alguns dos anos anteriores). Em 1991 conseguimos apenas três fotografias de UFOs, todas de um mesmo objeto: uma sonda vista sobrevoando a parte central da Serra da Beleza. As fotos foram obtidas na noite de 17 de março, durante uma vigília que realizamos no chamado Morro dos Lobos, um dos pontos que mais usamos em nossas pesquisas na região, a cerca de 4 km da parte urbana de Santa Isabel. Passamos a fazer vigílias noturnas neste local motivados pelos depoimentos da Sra. Terezinha Marlene de Oliveira, proprietária de um sítio na área.

No ano anterior, em 1990, a partir do mesmo ponto de observação, tivemos uma de nossas experiências mais próximas com o Fenômeno UFO. Numa noite do mês de outubro, tivemos a oportunidade de observar a trajetória de uma pequena esfera luminosa, notada inicialmente a cerca de 1 km de distância de onde estávamos. O UFO apresentava um movimento sinuoso feito à baixa velocidade, mantendo-se aproximadamente a cerca de 1 ou 2 metros do solo. O objeto acabou por dirigir-se ao próprio Morro dos Lobos, onde desapareceu misteriosamente, como se tivesse penetrado no mesmo, a cerca de 100 metros de onde estávamos.

Posteriormente, estudamos detalhadamente o ponto onde o UFO desapareceu, com o objetivo de verificarmos a existência de alguma abertura na rocha, mas absolutamente nada encontrando. Isso tornou ainda mais misterioso o acontecimento, enriquecendo nosso desejo de melhor registrar a vasta e desconcertante fenomenologia ufológica do local. Ocorrências deste tipo, aliás, são muito comuns na região: objetos luminosos são vistos freqüentemente entrando e saindo de montanhas, sem que nelas exista qualquer tipo de abertura, cavernas, grutas etc. Infelizmente, não conseguimos documentar fotograficamente este avistamento, pois quando o UFO se aproximou, a máquina, que como sempre estava no tripé, para permitir fotos de longa exposição, não tinha mais ângulo, devido a curvatura da própria montanha.

Mesmo assim, não desistimos e continuamos tentando, até obtermos excelentes resultados. Neste mesmo ano, no mês de junho, já tínhamos conseguido fotografar praticamente o mesmo fenômeno, mas a uma distância bem maior, a partir do ponto conhecido com Pe¬dreira, onde foram obtidas nossas primeiras fotografias na serra.

Desaparecimentos – Nessa ocasião, conseguimos do¬cumentar fotograficamente a trajetória de uma sonda que aparentemente penetrou no limite norte da Serra da Beleza, desaparecendo também mis¬teriosamente. Já em 1992, fizemos poucas vigílias noturnas, situação que acabou por resultar num único avis¬tamento, numa noite de agosto. Está¬vamos ainda subindo a pequena es¬tradinha que dá acesso à Pedreira, juntamente com a Srta. Maria Teresa de Oliveira Corrêa, quando, olhando em direção ao local conhecido como Baixadão (uma região situada à esquerda do limite norte da Serra da Beleza), notamos um UFO esférico emitindo luz vermelha pairando imóvel. O objeto estava a poucos metros acima das árvores de um morro, a cerca de 800 metros de distância. Não tivemos tempo de fazer nada, apesar de estarmos munidos de uma câmera fotográfica, pois o UFO desmaterializou-se um 3 ou 4 segundos.

Em 1993 os UFOs voltaram a se apresentar com freqüência na região, dando margem a muitos depoimentos por parte da população local. Neste mesmo ano, conseguimos um grande número de fotografias do fenômeno. As primeiras destas foram obtidas a partir do alto da Serra da Beleza, durante o Carnaval, quando passamos vários dias acampados. As fotos foram tomadas nas noites dos dias 22 e 24 de fevereiro, entre 18:30 e 22:30 h. Nestas duas noites, tivemos a chance de observar em vários momentos o surgimento de luzes pulsantes a cerca de 5 a 6 km a sudoeste de nossa posição. Os objetos ficavam visíveis, na maioria das vezes, por 10 a 30 segundos, para desaparecerem em seguida e ressurgirem minutos depois. Todas as fotos foram batidas com uma câmera fixada no tripé, com exposições que variavam entre 10 e 60 segundos.

Mediante este processo fotográfico, utilizado desde nossas primeiras fotos, em 1988, conseguimos documentar, além dos UFOs, uma série de pontos de referência, como estrelas, montanhas etc. Durante a Semana Santa do mesmo ano, voltamos a acampar no mesmo ponto de pesquisa, juntamente com outros membros do meu grupo. Neste período, entretanto, nada relevante foi observado ou fotografado.

Noite estrelada – Já no mês de junho de 1993, em uma noite de céu estrelado, mais uma vez a partir do mesmo ponto de observação, visualizamos mais uma bola luminosa. Dessa vez nosso grupo era mais numeroso, formado por vários membros das AFEU, entre eles Denilson de Andrade Lima, Heitor Bolivar D\'Arrigo e Renato Eduardo Carvalho Travassos. As observações foram de fenômenos bem semelhantes aos testemunhados durante o Carnaval. Nesta ocasião, no entanto, conseguimos obter mais 5 fotos do UFO. Desta vez, estávamos utilizando na máquina fotográfica um filme de 1.600 ASA da Fuji Films, de ótima qualidade.

Já na noite do dia 19 de junho do mesmo ano, um morador da região foi testemunha de outro fenômeno ufológico. O Sr. Divino Lima foi chamado por um freguês de seu estabelecimento comercial para observar “uma estranha luz no céu”, segundo nos relatou. O fato aconteceu por volta das 20:30 h. O UFO apresentava uma luz alaranjada com brilho semelhante, em intensidade, ao da estrela Sírius, a mais luminosa do céu. O objeto tinha um movimento ligeiramente sinuoso e voou em direção sul. O fato aconteceu bem no centro da parte urbana de Santa Isabel e a trajetória do objeto o levou a se ocultar atrás de um morro da região.

O UFO tinha luz alaranjada com brilho semelhante ao da estrela sírius, a mais luminosa do céu. Tinha um movimento ligeiramente sinuoso e voou em direção sul. 0 fato aconteceu no centro da parte urbana de santa Isabel e a trajetória do objeto 0 levou a se ocultar atrás de um morro

Outra observação que podemos destacar, entre as últimas verificadas em Santa Isabel do Rio Preto, foi a ocorrência da noite do dia 26 de junho de 1993. Nessa ocasião, várias pessoas tiveram a oportunidade de observar uma pequena esfera luminosa que apresentava coloração alaranjada, nas proximidades da torre da Telerj, a companhia telefônica do Rio de Janeiro. Entre as testemunhas do fato estava o Sr. Rogério Monteiro Estefânio, que observou o fenômeno a partir de seu bar, situado à rua Benedito Leite Pinto.

Já o Sr. João Batista de Araújo Lopes, responsável pela agência local dos Correios, começou a observar o UFO a partir de sua residência, por volta das 18:30 h. Como o objeto permanecia imóvel junto à torre, pegou seu carro e foi em direção da mesma, com o objetivo de observar mais de perto o fenômeno. Teve inclusive a chance de visualizar o UFO através de sua luneta. Segundo esta testemunha, por volta das 18:50 h, antes de desaparecer definitivamente, o objeto chegou a apagar sua luz duas vezes, como que piscando. Este caso foi também testemunhado por Denilson de Andrade Lima, que desde 1992 integra o grupo de pesquisadores da AFEU. Denilson passava pela rua Deputado Ismar Tavares, situada no centro da localidade, quando teve a atenção chamada pelo UFO. Este pesquisador, residente em Santa Isabel, foi responsável pela coleta dos vários depoimentos deste caso.

Denilson pôde observar o UFO por cerca de 15 minutos, acompanhando também seu desaparecimento no mesmo ponto onde era observado. Segundo esta testemunha, o objeto iluminava levemente a torre da Telerj com sua luz. Nesta noite, infelizmente, perdemos uma de nossas melhores oportunidades de fotografar um UFO a curta distância, pois durante o próprio transcurso do avistamento estávamos a não mais de 200 metros da torre da Telerj. Mas estávamos no hotel que ocupamos em nossa estada na cidade, verificando os preparativos finais para mais uma noite de vigília, que começaria horas depois do fato...

Já na noite do dia 31 de julho, por volta das 21:45 h, subíamos novamente a estradinha que dá acesso à Pedreira, mais uma vez em companhia de Maria Teresa, quando notamos um ponto de luz alaranjado próximo ao limite sul da Serra da Beleza. A misteriosa fonte de luz estava num local de difícil acesso, desaparecendo e reaparecendo em intervalos irregulares. Quando chegamos ao ponto de observação habitual, montamos rapidamente a câmera no tripé e tiramos as primeiras fotografias do fenômeno. Desta vez estava usando um filme Fuji de slides, de 400 ASA. O fenômeno se extinguiu por volta das 22:30 h. No total, obtivemos 8 fotografias do objeto, através das quais foi possível confirmar uma alteração na coloração da fonte luminosa, como também uma ligeira modificação em sua posição.

Este fenômeno foi observado também através de um binóculo de grande potência. Chegamos a aventar a possibilidade de se tratar de fogo na mata, apesar de não termos visto nada, através do binóculo, que indicasse isto. Na manhã o dia seguinte, voltamos ao ponto de observação e vasculhamos com o binóculo a mesma região, não encontrando nenhum sinal de fumaça ou fogo.

Apesar das evidências, suficientes para qualificar este caso como mais um de manifestação do Fenômeno UFO, preferimos deixá-lo em aberto. Mantendo a tradição do local, o ano de 1994 começou com bastante atividade ufológica. Na noite do dia 12 de janeiro, os passageiros de um ônibus que passava pela Serra da Beleza rumo a Santa Isabel, por volta das 20:15 h, puderam observar durante vários minutos a presença de um UFO de formato esférico. Na noite seguinte, no mesmo horário, o mesmo objeto (ou outro de conformação muito similar) chegou a acompanhar novamente o mesmo ônibus, permitindo uma observação mais detalhada do objeto e causando forte impressão nos seus passageiros.

Novos registros – Menos de dois meses depois, na noite do dia 31 de março passado, apesar de ser com pouca visibilidade, conseguimos obter mais duas fotografias documentando a manifestação do Fenômeno UFO na região. Estas fotos foram batidas a partir do ponto conhecido como Acampamento, situado no alto da Serra da Beleza. Tratava-se mais uma vez de uma luz pulsante que evoluía à baixa altitude, a cerca de 5 a 6 km de distância de onde estávamos. Mais uma vez utilizamos, para registrar o fenômeno, um filme Fuji de slides, de 400 ASA. Nestas duas fotos, podemos observar o UFO pairando logo acima de uma camada de nevoeiro.

Depois de realizarmos mais de 500 vigílias noturnas na Serra da Beleza e de estudarmos de maneira detalhada os fenômenos luminosos observados na região, já temos algumas conclusões para apresentar sobre a intensa manifestação ufológica da região. Inicialmente, podemos afirmar, hoje, de maneira definitiva, não só a partir das experiências mantidas pela população local, mas também a partir de nossos próprios avistamentos, que estamos diante de dois fenômenos distintos.

crédito: ARQUIVO UFO
O trabalho de investigação ufológica na Serra da Beleza não é fácil. Acima, Petit(direita) confere a observação de João Batista de Araújo Lopes
O trabalho de investigação ufológica na Serra da Beleza não é fácil. Acima, Petit(direita) confere a observação de João Batista de Araújo Lopes

O primeiro grupos destes fenômenos está claramente associado à causas naturais, relacionadas à estrutura geológica da região. Tratam-se de luzes emitidas por efeitos elétricos, distúrbios magnéticos e outros. Já o segundo se encontra perfeitamente dentro do que conhecemos por Fenômeno UFO, apresentando o mesmo padrão de comportamento e características indiscutíveis. Quanto a esse grupo, objeto de nosso interesse, podemos também separar as manifestações ufológicas presentes na região em dois grupos.

Um deles está associado a UFOs de significativo grande porte, claramente tripulados e que se manifestam de maneira aleatória ao longo do ano, sem um período exato de maior ou menor incidência. Já o outro grupo está relacionado à presença de pequenos objetos, geralmente de forma esférica, que não ultrapassam 30 cm de diâmetro. Estes objetos são as chamadas sondas ufológicas, que são avistadas anualmente com regularidade, principalmente nos meses de maio, junho, julho e agosto. Estes objetos, cremos, seriam controlados à distância ou teriam algum tipo de programação automática, permitindo inclusive, possivelmente, a tomada de decisões conforme as situações vão surgindo. Podem, de acordo com sua programação ou mediante decisões tomadas em cada caso, alterar até mesmo seu padrão de atuação. Há muitas provas disso, de que as sondas, embora não tripuladas, hajam inteligentemente, obedecendo à lógica. Durante uma vigília em uma noite do mês de junho de 1988, em meio a uma grande onda de aparições de sondas, várias delas diminuíram seu brilho após fazermos sinalizações com lanternas, demonstrando uma espécie de resposta às nossas ações.

Estes 12 anos de pesquisa permitiram também que chegássemos à uma conclusão quanto ao motivo pelo qual os UFOs tanto se manifestam na região. O distrito de Santa Isabel do Rio Preto é uma das áreas mais ricas do planeta em areia monazítica. Justamente nas regiões onde este tipo de areia radioativa aparece na superfície, em grandes quantidades, os UFOs têm sido observados com muita freqüência, e algumas vezes chegaram mesmo a pousar. Mas, como não foram encontrados sinais de retirada direta da areia, acreditamos que a civilização responsável por estes UFOs que atuam na região, estaria se valendo de algum tipo de desenvolvimento tecnológico que permite o aproveitamento energético da própria imantação da areia, ou outra peculiaridade que tenha e que desconhecemos.

Defendemos, ainda, a possibilidade da existência de uma base ufológica na região, possivelmente em local subterrâneo. Tal idéia encontra suporte numa série de relatos pertinentes ao surgimento e desaparecimento de UFOs em meio às montanhas. Isto para não falarmos da experiência de contato mantida por um antigo morador da região, que, segundo seu relato, teria sido levado no interior de uma nave para uma espécie de cidade abaixo da superfície.

Infelizmente, quando chegamos a Santa Isabel do Rio Preto para iniciarmos nossas pesquisas, o protagonista deste caso já havia falecido. Mas nossos estudos ainda continuam e, com certeza, deveremos ter boas novidades em breve.

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Compartilhe esse artigo:

Sobre o Autor

Marco Antonio Petit

Marco Antonio Petit de Castro nasceu em 27 de maio de 1957. Seu interesse pelos mistérios do universo começou cedo, tendo construído o primeiro de seus vários telescópios aos 13 anos, com os quais mergulhava nos mistérios celestes durante as noites. A constatação de que não estamos sós no universo foi decisiva para o autor abraçar firmemente a Ufologia em 1975, por certa “intuição” que parecia lhe revelar a existência de alguma ligação entre os UFOs vistos na atualidade e a origem e evolução da vida em nosso planeta. No início dos anos 80, Marco Antonio Petit começou a estudar contatos nos quais nossos visitantes deram a abduzidos informações sobre o passado da humanidade, assim como de sua origem extraterrestre. Um estudo comparativo das provas fósseis da trajetória humana acabou por permitir ao ufólogo lançar sua teoria sobre a origem extraterrestre da vida e do homem. Suas conclusões foram inicialmente divulgadas através de conferências que realizou e artigos que publicou, como na extinta revista Ufologia Nacional & Internacional, precursora da atual Revista UFO, da qual o autor é co-editor. Mais tarde, a partir de 1990, lançou seu primeiro livro, Os Discos Voadores e a Origem da Humanidade. São de Petit também os livros Terra: Laboratório Biológico Extraterrestre, Contato Final: O Dia do Reencontro e UFOs: Arquivo Confidencial, todos pela Biblioteca UFO. Além de OVNIs na Serra da Beleza e UFOs, Espiritualidade e Reencarnação, que marca seu mergulho definitivo na área da espiritualidade, ocorrido a partir da pesquisa de novos casos de abdução e contatos com ETs, além de algumas experiências pessoais, estes pela Editora do Conhecimento. Marco Antonio Petit também proferiu mais de 500 conferências, várias delas em congressos internacionais de Ufologia e é um dos mentores da campanha UFOs, Liberdade de Informação Já, deflagrada pela Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU).

Comentários