DESTAQUE

Piloto da FAP declara que perseguiu e atirou 64 vezes em um UFO

Por
06 de Junho de 2010
Créditos:

A cadeia de TV History Channel revelou ao mundo a surpreendente história do piloto da Força Aérea Peruana (FAP) Oscar Santa Maria Huertas. Ele afirmou que teve contato com um objeto voador não identificado na década de 80, e que inclusive travou um combate. Frente ao que poderiam pensar os céticos, este caso foi documentado pelo Departamento de Defesa e a CIA norte-americana como verdadeiro. “Sou Oscar Santa Maria Huertas, piloto aposentado da Força Aérea Peruana. Em 08 de abril de 1980, às 07h15, na base aérea de La Joya, Peru, havia 1.800 militares em serviço. Todos observaram, no final da pista, um objeto parecido a um globo, o qual não estava autorizado a voar na área, por isso os superiores sugeriram que se tratava de um espião e me mandaram decolar e destruí-lo imediatamente”, contou Santa Maria. O piloto peruano atirou 64 vezes com seu canhão de nove milímetros diretamente contra o objeto, mas para sua surpresa, as balas ultrapassavam o suposto UFO, que acelerava e diminuía sua velocidade.

Em 18 de fevereiro de 2008, Oscar Santa Maria Huertas foi até Los Angeles disposto a contar seu contato aos especialistas do programa Caçadores de Óvnis. Apesar do governo norte-americano ter abandonado a investigação dos UFOs com o fechamento do projeto Livro Azul em 1970, o caso de Santa Maria foi divulgado pelos chefes do Estado Maior do referido país e entregue ao Secretário de Estado norte-americano, à Agência de Segurança Nacional e à CIA. O documento se intitula “UFO avistado no Peru” e assinala que o relato vem de um oficial da FAP, que observou o acontecimento. Esta ampla reportagem foi difundida tanto para o público dos Estados Unidos como para os latinos e europeus que tem acesso ao canal History Channel.

Saiba mais:

O Pensamento da Ufologia Brasileira - Parte 2

Um ET nas Mãos do Governo dos EUA