NOTÍCIA

Vida extraterrestre em debate no Congresso Norte-Americano

Por Equipe UFO | 05 de Dezembro de 2013

A descoberta de vida alienígena deve ser em breve, conforme uma audiência no Congresso Norte-Americano deixou claro
Créditos: Wikipedia

Vida extraterrestre em debate no Congresso Norte-Americano

Na quarta-feira, 04 de dezembro, entre as 10h07 e 11h49, hora local, o Comitê de Ciência, Espaço e Tecnologia do Congresso dos Estados Unidos realizou uma audiência a fim de debater a questão da detecção de vida extraterrestre. Intitulada Astrobiologia: Busca por Bioassinaturas em Nosso Sistema Solar e Além, o debate presidido pelo presidente do comitê, o republicano Lamar Smith do Texas, teve o testemunho de três especialistas, membros da NASA, do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) e da Biblioteca do Congresso.

Pela NASA falou a Dra. Mary Voytek, da Divisão de Ciência Planetária da agência. A Dra. Sara Seager do MIT e o Dr. Steven Dick da Biblioteca do Congresso também apresentaram seus depoimentos. Todos os três criticaram os cortes orçamentários para a ciência e para a NASA nos últimos anos, deixando claro que para encontrar vida extraterrestre e lidar com ameaças cósmicas, tais como asteroides é necessário financiamento contínuo. Igualmente houve unanimidade quando foram questionados pelos representantes por respostas simples à questão a respeito se há vida lá fora. Todos responderam sim.

Sara Seager, que inclusive gravou participações para a série Alienígenas no Passado do The History Channel, disponível com exclusividade no Brasil no Shopping UFO, afirmou: "Esta é a primeira vez na história humana em que temos a tecnologia para encontrar vida extraterrestre". Seu trabalho se desenvolve no desenvolvimento de métodos de detecção de sinais de vida em outros mundos, especialmente gases tais como oxigênio em atmosferas exoplanetárias. Seager afirmou que o telescópio espacial James Webb da NASA, a ser lançado em 2018, além de instrumentos que entrarão em operação nos próximos anos, permitirão que encontremos vida em sistemas solares distantes.

EDUCAÇÃO É FUNDAMENTAL PARA A CIÊNCIA E PARA A SOCIEDADE

Todos os especialistas ouvidos garantiram que a questão sobre a vida extraterrestre não é mais de "se", mas sim de "quando". Seager afirmou: "As chances são muito altas de existir vida alienígena. A questão é se essa vida está próxima, nas estrelas de nossa região estelar. Acreditamos que as chances são boas nesse sentido". Voytek apresentou informações sobre a missão do telescópio espacial Kepler, que detectou mais de 3.500 possíveis exoplanetas incluindo 647 situados na região habitável, a uma distância de suas estrelas que permitem a existência de água líquida, essencial à vida, em suas superfícies.

crédito: NASA
Concepção artística do telescópio espacial James Webb
Concepção artística do telescópio espacial James Webb

Sara destacou que, com o telescópio James Webb em operação, será possível perceber se a bioassinatura na atmosfera de determinado exoplaneta é produzida por organismos unicelulares ou até mesmo por vida inteligente. Seager também disse que a educação em ciência tem piorado nos Estados Unidos. Em sua opinião as crianças nascem curiosas, e frequentemente adoram temas científicos tais como dinossauros, espaço e os planetas e estrelas, mas esses interesses acabam não sendo bem explorados pelas escolas. A cientista disse ser essencial que cultivar essa curiosidade é fundamental para fortalecer a ciência e a sociedade.

O republicano Bill Posey destacou que os três especialistas se mostraram convencidos de que a vida em outros mundos é inevitável, e a seguir perguntou qual seria a maior ameaça contra a vida na Terra. Dick mencionou o impacto ocorrido na Rússia em fevereiro último. Seager afirmou ser um grande problema a superpopulação mundial, e Voytek mencionou recursos naturais essenciais que são limitados e que devemos buscar energias alternativas.

Ralph Hall, republicano do Texas, perguntou se os especialistas de fato acreditam que exista vida lá fora, e se eles estão nos estudando. Seager lembrou da estimativa de existirem 100 bilhões de estrelas em nossa galáxia, a Via Láctea, e que o Universo por sua vez contém ao menos 100 bilhões de galáxias. A seguir comentou que as chances são muito altas. A audiência foi então encerrada, registrando-se que as três testemunhas consideradam elevada a possibilidade de existir vida extraterrestre, e a chance de encontrá-la em sistemas solares próximos igualmente é alta. Também a exploração espacial e a segurança de seu contínuo financiamento é essencial, e a busca por vida extraterrestre pode trazer imensos benefícios em termos de desenvolvimento tecnológico, melhor educação e inspiração para as novas gerações.

Sinais de água são detectados na atmosfera de exoplanetas

Biblioteca do Congresso norte-americano abre Arquivo Carl Sagan

Civilizações extraterrestres podem ser denunciadas por atmosferas exoplanetárias

Saiba mais:

Livro: Terra Vigiada

crédito: Revista UFO
Terra Vigiada
Terra Vigiada

Terra Vigiada não é um livro comum, mas um verdadeiro dossiê fartamente documentado que comprova que inteligências extraterrestres observam e monitoram nossos arsenais atômicos. O livro contém dezenas de depoimentos prestados por militares norte-americanos que testemunharam a manifestação de discos voadores sobre áreas de testes nucleares, nas décadas de 40 a 70, comprovando que outras espécies cósmicas mantêm nossas atividades bélicas sob severa e contínua vigilância. Hastings vai mais além e mostra em Terra Vigiada que não é incomum discos voadores interferirem nos experimentos de lançamento, muitas vezes inutilizando as ogivas nucleares a serem detonadas, ou sobrevoarem silos de mísseis armados.

DVD: Pacote Completo - Extraterrestres no Passado I

Compartilhe essa notícia:

Saiba mais sobre este assunto na edição 203 da revista

Comentários