DESTAQUE

Três planetas habitáveis são descobertos

Por
26 de Junho de 2013
O nascer de Gliesse 667C e as vizinhas A e B, observado no mundo Gliese 667C d, que está além da região habitável
Créditos: ESO/M. Kornmesser

A astronomia avança com impressionante rapidez na caça a planetas ao redor de outras estrelas. As pesquisas utilizando diversos instrumentos em terra ou no espaço já apoiam a existência de nada menos que 12 mundos potencialmente habitáveis. Cada um deles localiza-se na região Goldilocks ou habitável de sua respectiva estrela. Isso significa que, caso sejam mundos rochosos como o nosso, é grande a possibilidade de possuírem água líquida em suas superfícies, essencial para a existência de vida como a conhecemos.

Utilizando informações já recolhidas anteriormente e estudando novos dados obtidos com o espectrógrafo HARPS do telescópio de 3,6 m de La Silla, no Chile, pertencente ao consórcio europeu ESO, os astrônomos afirmam ter certeza da existência de ao menos seis planetas no sistema da estrela Gliese 667C, existindo dúvidas quanto a um sétimo. Esse astro é uma anã vermelha com um terço do tamanho do Sol, situada a 22 anos-luz de distância na constelação Scorpius, e é um componente de um sistema triplo formado também pelas estrelas Gliese 667A e 667B.

Os três mundos potencialmente rochosos e habitáveis, Gliese 667C c, 667C f e 667C e, estão na categoria de super-Terras, planetas maiores que o nosso, mas menores que Netuno. Como a estrela é menor e menos luminosa que o Sol, suas órbitas residem em uma região próxima e os astrônomos dizem que são grandes as chances de os três exoplanetas manterem a mesma face permanentemente voltada para sua estrela. Assim, sempre seria dia em um hemisfério, enquanto o lado oposto estaria na escuridão perpétua. Contudo, os cientistas afirmam que as atmosferas podem contribuir para distribuir o calor de forma uniforme e consideram o planeta 667C f o melhor candidato a abrigar vida.

De acordo com o artigo publicado pela equipe responsável pela descoberta, Gliese 667C f, situado bem no meio da região habitável, recebe menos energia que a Terra e para manter condições favoráveis à vida deve possuir uma atmosfera mais espessa que a nossa. Outro detalhe é que as estrelas do sistema triplo proporcionam a esses mundos um nascer do sol único. As estrelas A e B do sistema devem brilhar de dia como astros brilhantes e a noite exibem a mesma luminosidade da Lua cheia. A equipe igualmente afirma que não devem existir mais planetas na região habitável, já que os novos mundos a deixaram repleta, tornando impossível a existência de órbitas estáveis ali.

Confira imagens e gráficos sobre os novos planetas

Site do ESO e do HARPS

Catálogo de exoplanetas habitáveis

Bilhões de planetas habitáveis em nossa galáxia são calculados por cientistas

Civilizações extraterrestres podem ser denunciadas por atmosferas exoplanetárias

Exoterras podem ser 4,5 bilhões na galáxia

Mais 503 mundos alienígenas descobertos

Saiba mais:

Livro: Contato Final: O Dia do Reencontro

DVD: Destino Terra 2

crédito: Revista UFO
Destino Terra 2
Destino Terra 2

Destino Terra 2 tem informações impactantes e imagens estarrecedoras sobre a ação de UFOs em nosso planeta, além de entrevistas com cientistas, astronautas, políticos e até presidentes dos Estados Unidos. Você verá Jimmy Carter, Bill Clinton e Ronald Reagan falarem abertamente sobre ETs, além dos astronautas Gordon Cooper e Edgar Mitchell e do cosmonauta Pavel Popovich revelarem espantosos contatos com naves. Destino Terra 2 penetra ainda mais profundamente na questão do acobertamento ufológico e conclama a comunidade científica internacional a tratar do assunto com a devida seriedade.

Já está no ar a Edição 184 da Revista UFO. Aproveite!

Dezembro de 2011

Nossa mais fantástica e reveladora viagem