DESTAQUE

Viajar por buracos de minhoca é possível, diz físico de Harvard

Por
18 de Abril de 2019
Ilustração
Créditos: Getty imagens

Um físico de Harvard mostrou que podem existir, em buracos de minhoca, túneis no espaço-tempo curvo, conectando dois lugares distantes, através dos quais a viagem é possível.  Mas não faça as malas para uma viagem ao outro lado da galáxia ainda.

Embora seja teoricamente possível, não é conveniente aos humanos viajarem, disse o autor do estudo, Daniel Jafferis, da Universidade de Harvard, escrito em colaboração com Ping Gao, também de Harvard e Aron Wall, da Universidade de Stanford.

"Leva mais tempo para passar por esses buracos de minhoca do que para ir diretamente, então eles não são muito úteis para viagens espaciais", disse Jafferis. Ele apresentará suas descobertas na reunião de abril de 2019 da American Physical Society, em Denver.

Apesar de seu pessimismo em viagens pangalácticas, ele disse que encontrar uma maneira de construir um buraco de minhoca através do qual a luz poderia viajar foi um impulso na busca pelo desenvolvimento de uma teoria da gravidade quântica.

"A importância real deste trabalho está em sua relação com o problema da informação do buraco negro e as conexões entre a gravidade e a mecânica quântica", disse Jafferis. A nova teoria foi inspirada quando Jafferis começou a pensar em dois buracos negros que estavam emaranhados em um nível quântico, conforme formulado por Juan Maldacena, do Instituto de Estudos Avançados, e Lenny Susskind, de Stanford. Embora isso signifique que a conexão direta entre os buracos negros é mais curta do que a conexão do buraco de minhoca - e, portanto, o percurso do buraco de minhoca não é um atalho - a teoria fornece novos insights sobre a mecânica quântica.

"Do ponto de vista externo, viajar pelo buraco de minhoca é equivalente ao teletransporte quântico usando buracos negros entrelaçados", disse Jafferis. Jafferis baseou sua teoria em uma configuração criada por Einstein e Rosen em 1935, consistindo de uma conexão entre dois buracos negros (o termo wormhole foi criado em 1957). Como o buraco de minhoca é transponível, disse Jafferis, era um caso especial em que informações podiam ser extraídas de um buraco negro.

Até o momento, um grande obstáculo na formulação de buracos de minhoca transponíveis tem sido a necessidade de energia negativa, que parecia ser inconsistente com a gravidade quântica. No entanto, Jafferis superou isso usando ferramentas da teoria quântica de campo, calculando efeitos quânticos similares ao efeito Casimir"Eu acho que isso vai nos ensinar coisas profundas sobre a correspondência de calibre/gravidade, a gravidade quântica e até mesmo uma nova maneira de formular a mecânica quântica", disse Jafferis.

Fonte: American Institute of Physics

Conheça o  Curso Portais Dimensionais, Universos Paralelos e Extraterrestres

www.portaisdimensionais.com.br

Veja Mais:

Documentário 'Apollo: Missões à Lua' traz áudio inédito

Pesquisadores conseguem controlar a velocidade da luz enviando-a para trás

UFOs podem ser máquinas do tempo vindas do futuro?

Agora você vai entender a Física Quântica e sua relação com os UFOs

O futuro da humanidade por Michio Kaku

Veja a primeira imagem real de um buraco negro na história

Há 40 anos em busca da resposta: existem seres extraterrestres?

Já está no ar a Edição 267 da Revista UFO. Aproveite!

Abril de 2019

Um metal extraterrestre