DESTAQUE

Um dragão chinês em Marte: quando a NASA usa a pareidolia a seu favor

Por
16 de Abril de 2020
Fundo do canion Melas Chasma, em Marte
Créditos: NASA

O orbitador Mars Reconnaissance da NASA tem ido corajosamente aonde ninguém havia ido antes, e completou sua 60.000ª viagem ao redor do Planeta Vermelho no mês passado.

 

A equipe responsável pela operação da câmera HiRise, instalada a bordo do satélite Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), publicou no último sábado, 11 de abril, uma curiosa foto da superfície marciana.

Visto a 258 km de altitude, o fundo do cânion marciano Melas Chasma se parece com um dragão chinês.

A imagem foi capturada em 04 de julho de 2007, mas aparentemente foram necessários 13 anos para que a semelhança fosse notada. A área alaranjada na imagem corresponde ao fundo do cânion, que contrasta com o tom escuro do solo ao seu redor.

 

Mensagem de esperança


Nascer do sol. Crédito: Insituto de Mídia
Segundo a Nasa, o fundo de Melas Chasma é composto por blocos de material de cor clara, com 100 a 500 m de diâmetro e alguns metros de espessura, em uma região que inclui o que parecem ser restos de um antigo lago.

Esta não é a primeira imagem curiosa que a NASA registra na superfície de Marte. Além da histórica face fotografada pela Viking 1, em 1976, a agência já fotografou uma cratera que lembra o Pacman  e a insíginia da Federação dos Planetas Unidos, de Star Trek.

Nesta época de acontecimentos infelizes e notícias sinistras, talvez a agência tenha usado o dragão chinês, símbolo de fortuna e boa sorte, como uma mensagem de esperança para todos nós.

Fonte: Olhar digital

Para saber mais sobre os segredos que a NASA esconde no planeta Marte, sugerimos a obra Anannaki em Marte, do autor e astro do programa Alienígenas do Passado Mike Bara. Você pode seber tudo sobre a obra e como adquiri-la, clicando aqui


Anunnaki Em Marte. Crédito: Revista UFO

Assista abaixo alguns vídeos sobre a vida em Marte e sobre os msitérios do Planeta Vermelho:

Já está no ar a Edição 278 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2020

Miscigenação com aliens