DESTAQUE

UFOs sobrevoaram instalações estratégicas entre os anos 40 e 50

Por
02 de Abril de 2018
Parte das instalações em Oak Ridge, onde avistamentos de UFOs eram frequentes entre os anos 40 e 50
Créditos: Arquivo

Entre o final dos anos 40 e início dos anos 50, em várias instalações estratégicas norte-americanas, a maior parte delas situada no estado do Novo México, foram observados objetos voadores não identificados. Documentos oficiais descrevem tais aparições como bolas de luz de cor verde, e muitos desses UFOs foram identificados por radar, consubstanciando depoimentos de testemunhas qualificadas. Parte da documentação, obtida pelo pesquisador Nick Redfern (autor do Livro: MIB: Os Verdadeiros Homens de Preto, da Biblioteca UFO), mostra como o tenente-coronel Doyle Rees, do Escritório de Investigação Especial da força Aérea (Afosi), baseado na Base Kirtland no Novo México, escreveu em 25 de maio de 1950 para o General Joseph F. Carroll, diretor de Investigações Especiais da Força Aérea norte-americana (USAF). Ele recomendou que, diante da frequência com que fenômenos aéreos inexplicados eram observados sobre o Novo México, um plano de investigação desses incidentes deveria ser estabelecido.

Um documento do Bureau Federal de Investigações (FBI) datado de 31 de janeiro de 1949 esclarece mais ainda a situação. Nele se pode ler: "Durante os dois últimos meses vários avistamentos de fenômenos inexplicados foram reportados nas proximidades da instalação da Comissão de Energia Nuclear de Los Alamos, Novo México, onde esse fenômeno parece estar concentrado. Em dezembro de 1948, nos dias 5, 6, 7, 8, 11, 13, 14, 20 e 28 avistamentos de fenômenos aéreos inexplicados foram feitos próximo a Los Alamos por agentes do Escritório de Investigações Oficiais, pilotos de aeronaves, pilotos militares, inspetores de segurança de Los Alamos e cidadãos. Em 6 de janeiro de 1949 outro objeto similar foi avistado na mesma área". Na mesma época outra instalação estratégica, Oak Ridge, no estado norte-americano do Tennessee, foi igualmente palco de diversos avistamentos de UFOs.

Em 2 de março de 1950 a Comissão de Energia Atômica (AEC) produziu um documento onde se lê: "Há uma estação de radar em Knoxville que tem operado por três meses. Em 1 de março, às 21h35, foi detectado um objeto a 340 graus e 28,97 km de distância de Knoxville, a uma altitude de 12.192 m. A direção e a distância colocavam o objeto diretamente sobre Oak Ridge. A chefia de segurança de Oak Ridge consultou a Base Smyrna, em Nachville, que informou não ter registro de qualquer voo naquele local e altitude. Em 2 de março às 11h05 a estação captou outro objeto na mesma distância e altitude, a um ângulo de 335 graus. Novamente a Base de Smyrna informou não haver voos naquele local e hora". Outro documento aponta que fatos similares aconteceram em 3 de março de 1950, e em 13 de outubro do mesmo ano um arquivo do FBI aponta para a detecção de vários objetos, também sobre Oak Ridge, no dia anterior. Ali se lê: "Instalações de radar da USAF em Knoxville captaram 11 objetos e talvez mais viajando em espaço aéreo controlado sobre a instalação de Oak Ridge, os operadores eram experientes e confiáveis, e o equipamento de radar operava perfeitamente".

crédito: Arquivo
Um dos documentos do FBI mencionando os avistamentos na época
Um dos documentos do FBI mencionando os avistamentos na época

AVISTAMENTOS EM SÉRIE COM TESTEMUNHAS CONFIÁVEIS TROUXERAM GRANDE PREOCUPAÇÃO

Outro documento do FBI é ainda mais incisivo, pois pela primeira vez são feitos comentários sobre a natureza dos objetos observados. Após consultas com setores de segurança e outros de Oak Ridge, do escritório do FBI e cúpula da USAF de Knoxville, além de outras autoridades, o documento atesta: "As instâncias consultadas falharam em prover uma explicação adequada para os objetos observados sobre Oak Ridge, no Tennessee; entretanto, a possibilidade de fraude, histeria em massa, balões de qualquer tipo, pássaros, insetos, condições meteorológicas peculiares, reflexos, pipas, objetos lançados a partir do solo, insanidade ou outras causas naturais foram rejeitadas, devido aos avistamentos simultâneos dos objetos ao mesmo tempo em que ocorreram as detecções por radar; devido ainda à confiabilidade das testemunhas, e por causa das detalhadas e similares descrições dos objetos vistos por diferentes pessoas". O pesquisador Nick Redfern comenta ainda que a expressão "objetos observados sobre Oak Ridge" aparece escrita toda em letras maiúsculas, indicando a preocupação que existia quanto a essas ocorrências.

Consulte arquivos ufológicos do FBI neste link

O grupo Nicap publicou documentos oficiais sobre instalações estratégicas

Neste site podem ser conferidos vários documentos sobre casos da época

Confira outro documento do FBI

Escritor inglês teve assustador encontro com um Homem de Preto

Estranhos encontros com Homens de Preto foram filmados em duas ocasiões

UFO foi alvejado quando pairava sobre depósito de armas nucleares

UFOs sobrevoaram instalação atômica em 1945

Saiba mais:

Livro: MIB: Os Verdadeiros Homens de Preto

crédito: Revista UFO
MIB: Os Verdadeiros Homens de Preto
MIB: Os Verdadeiros Homens de Preto

Há um mistério que acompanha a Ufologia desde o início da Era Moderna dos Discos Voadores, em 1947, e que ainda resta ser decifrado. São os chamados homens de preto, também conhecidos como MIBs, do inglês men in black. Eles vêm há décadas surgindo em cenários de ocorrências ufológicas, muitas vezes apenas observando e noutras abordando com energia tanto testemunhas quanto pesquisadores destes fatos. MIB: Os Verdadeiros Homens de Preto disseca o assunto como nenhuma obra antes, e o faz sob o comando de um dos maiores especialistas no tema em todo o mundo, o ufólogo inglês naturalizado norte-americano Nick Redfern.

DVD: A Política de Acobertamento

Já está no ar a Edição 228 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2015

O receio é a extinção de nossa espécie