NOTÍCIA

UFOs podem ser máquinas do tempo vindas do futuro?

Por Mel Polidori | 11 de Abril de 2019

Ilustração
Créditos: Getty imagens

UFOs podem ser máquinas do tempo vindas do futuro?

UFOs e outras supostas naves espaciais alienígenas não visitam a Terra a partir das estrelas, mas sim de um ponto distante no futuro da humanidade. A chocante teoria foi apresentada pelo professor de antropologia da Montana Tech, Michael P. Masters, que escreveu um livro sobre o tema. 

Falando à KXLF, emissora de televisão afiliada à CBS nos Estados Unidos, o antropólogo disse: "O fenômeno pode ser nossos próprios descendentes distantes retornando através do tempo para nos estudar em seu próprio passado evolutivo." Segundo Masters, décadas de avistamentos e encontros de UFOs foram confundidos com o que eles realmente são.

As alegações de abduções por extraterrestres e exames médicos, em sua opinião, provam que os viajantes do tempo do futuro são antropólogos muito parecidos com ele. A maioria das pessoas que afirmam ter testemunhado visitantes estrangeiros à Terra descreveram extraterrestres humanoides com incrível tecnologia.

Masters se refere a esses cientistas que viajam no tempo como “extratemporais” ou descendentes humanos distantes e que esses encontros podem ser explicados cientificamente, mesmo que os céticos possam considerar essa ciência marginal. Ele disse: “Os extratemporais são onipresentes, assim como bípedes, andando eretos, cinco dedos em cada mão e pé, simetria bilateral, dois olhos, uma boca um nariz e podem se comunicar conosco em nossas próprias línguas."

O antropólogo explorou essa teoria selvagem em seu livro Identified Flying Objects, onde afirma que os futuros cientistas viajam para trás no tempo para estudar e entender melhor os seres humanos do passado. O livro do especialista afirma usar uma “análise holística da evolução humana, astronomia, astrobiologia e física da viagem no tempo e no tempo”.

Uma breve visão geral do livro diz: “Como antropólogo que trabalhou e dirigiu numerosas escavações arqueológicas na África, na França e nos Estados Unidos, é fácil conceber o quanto mais se pode aprender sobre nossa própria história evolutiva, se atualmente possuírmos a tecnologia para visitar períodos passados do tempo.

  

 

O fenômeno pode ser nossos próprios descendentes distantes voltando no tempo

“Sem dúvida, isso facilitaria uma análise profunda e familiar dos aspectos enigmáticos e não preserváveis de nossos ancestrais hominídeos. Além disso, com o ritmo acelerado da mudança na ciência, tecnologia e engenharia, é provável que os seres humanos de um futuro distante possam, algum dia, desenvolver o conhecimento e a maquinaria necessária para retornar ao passado”, conta  antropólogo. 

Contudo, Masters notou que nem tudo que ele apresenta em seu livro é a verdade absoluta. Ele afirma que continua vigilante no seu próprio ceticismo. "Eu não tenho uma devoção inabalável e leal a essa noção e não pretendo proclamar uma verdade, mas voltar no tempo para estudar os humanos antigos seria o ‘santo graal’ da paleontologia”, sugere o professor.

Tendo em conta o ritmo acelerado de avanço científico e tecnológico visto no século passado, os antropólogos argumentam que não é impossível para os seres humanos do futuro quebrarem os segredos da viagem no tempo. Pois, se alguma vez desenvolvêssemos um dispositivo capaz de nos fazer retroceder através da passagem do tempo, entre seus principais ativos estaria a oportunidade de obter uma imagem muito mais detalhada das complexidades da história e da pré-história humana.

Assim, da mesma forma que pareceríamos estranhos aos nossos ancestrais hominídeos passados, talvez, os alienígenas, que são tão comumente relatados agora e em todo o nosso próprio passado, sejam simplesmente nós no futuro, usando o que seria o ‘santo graal’ da paleoantropologia, para voltar no tempo e realizar pesquisas etnográficas e biomédicas em tempo real sobre nós, como membros de seu próprio passado evolucionário ancestral hominíneo.

Se os UFOs são ou não máquinas que viajam no tempo do futuro, os cientistas acreditam que é importante examinar as alegações de avistamentos e contatos com UFOs e seres extraterrestres. Kevin Knuth, um ex-pesquisador e físico da NASA na Universidade de Albany, alerta que o ceticismo do Fenômeno UFO ameaça impedir a descoberta científica.

Saiba sobre o livro de Michael Masters aqui: Identified Flying Objects

Fonte: Express.co.uk

 

Saiba mais sobre esse assunto no Curso Portais Dimensionais, Universos Paralelos e Extraterrestres no site www.portaisdimensionais.com.br

Veja Mais:

Geraldo Lemos e os criadores de 'Data Limite segundo Chico Xavier' em Peruíbe

Uma física assustadoramente infinita de mundos possíveis

Existe vida lá fora? A possibilidade é de 110%, calcula Gevaerd

UFO no Morenão: 37 anos do maior avistamento coletivo da história

Meteoro cruza o céu de Campo Grande nesse domingo

Conheça o encantador de baleias...e de ETs

Hipótese da Simulação: a Matrix pode ser real?

Lech Walesa discursa sobre uma possível invasão alienígena

Compartilhe essa notícia:

Saiba mais sobre este assunto na edição 266 da revista

Comentários

Livros
recomendados

DVDs
recomendados

Edições
recomendadas