DESTAQUE

Urgente: Presidente Trump manda o Pentágono abrir a caixa-preta sobre os UFOs em 180 dias

Por
06 de Janeiro de 2021
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, dá ultimato ao Pentágono
Créditos: The Washington Post

O Comitê de Inteligência do Senado dos Estados Unidos  exigiu que a Força Tarefa de Investigação de Fenômenos Aéreos Não Identificados do Pentágono emita em até 180 dias um relatório desclassificado, ou seja, que poderá ser disponibilizado ao público. A contagem regressiva foi iniciada no último dia 27 de dezembro com a assinatura da Lei de Autorização de Inteligência pelo Presidente Donald Trump juntamente com o pacote de assistência a COVID-19. Porém, o que de fato será revelado?

Por Rony Vernet, engenheiro e consultor da Revista UFO

Veja vídeo a respeito deste tema aqui: https://youtu.be/bmZsu3Cl9Bs

Tudo começou no dia 17 de junho de 2020, quando o Comitê de Inteligência do Senado dos EUA, liderado pelo Senador Marco Rubio, inseriu um comentário no Projeto de Lei de Autorização de Inteligência para o ano de 2021, exigindo que em um prazo de 180 dias, a Força Tarefa de Investigação de Fenômenos Aéreos Não Identificados do Pentágono (em inglês, Unidentified Aerial Phenomena ou UAP, um novo jargão militar para o consagrado acrônimo UFO) apresentasse um relatório aos Comitês de Inteligência e de Serviços Armados do Senado, tendo em vista que os congressistas consideram que a comunidade de inteligência não repassou ao longo dos anos, informações suficientes sobre o assunto aos líderes políticos para que eles pudessem dar a devida atenção ao tema.

A Força Tarefa de Investigação de Fenômenos Aéreos Não Identificados, mais conhecida como UAPTF, foi revelada publicamente apenas no dia 14 de agosto de 2020, pelo Departamento de Defesa dos EUA, provavelmente em virtude das ações tomadas pelo Senador Marco Rubio para garantir uma maior transparência sobre o assunto. A UAPTF é liderada pelo Departamento da Marinha com a chancela do Gabinete do Subsecretário de Defesa de Inteligência e Segurança dos EUA, e possui como objetivo melhorar a compreensão e obter uma visão sobre a natureza e as origens dos UAPs, com a missão de detectar, analisar e catalogar aqueles que podem representar uma ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos.

Tendo em vista a grande confusão em que se tornou a disputa eleitoral dos EUA, o senador Marco Rubio solicitou que o Projeto de Lei de Autorização de Inteligência fosse tramitado juntamente com o Pacote de Assistência a COVID-19, já que esta última seria aprovada de forma emergencial, garantindo que a promulgação da lei não fosse afetada por entraves burocráticos. Sendo assim, o Presidente Trump aprovou a publicação dos dois atos do congresso no dia 27 de dezembro do último ano.

O Pentágono tem até o meio deste ano para revelar o que esconde sobre UFOs
Crédito:
The New Yor Times


Em que data e o que será revelado?

Considerando o prazo de 180 dias a partir da data de promulgação da Lei de Autorização de Inteligência, a qual foi aprovada no dia 27 de dezembro de 2020, concluímos que o relatório será emitido até o dia 25 de junho de 2021. O relatório segundo o Comitê de Inteligência do Senado deverá conter as seguintes informações:

Uma análise detalhada de dados de fenômenos aéreos não identificados e relatórios de inteligência coletados ou mantidos pelo Escritório de Inteligência Naval, incluindo dados e relatórios de inteligência mantidos pela Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados;

1. Uma análise detalhada de dados de fenômenos não identificados coletados por:

(a) inteligência geoespacial;

(b) inteligência de sinais;

(c) inteligência humana; e

(d) medição e inteligência de sinais;

3. Uma análise detalhada dos dados do FBI, derivados de investigações de intrusões de dados de fenômenos aéreos não identificados em espaço aéreo restrito dos Estados Unidos;

4. Uma descrição detalhada de um processo interagências para garantir a coleta de dados oportuna e análise centralizada de todos os fenômenos aéreos não identificados relatados para o Governo Federal, independentemente de qual serviço ou agência adquiriu as informações;

5. Identificação de um funcionário responsável pelo processo descrito no item 4;

6. Identificação de potenciais aeroespaciais ou outras ameaças representadas por fenômenos aéreos não identificados à segurança nacional, e uma avaliação se esta atividade de fenômenos aéreos não identificados pode ser atribuída a um ou mais adversários estrangeiros;

7. Identificação de quaisquer incidentes ou padrões que indiquem que um potencial adversário pode ter alcançado capacidades aeroespaciais revolucionárias que poderiam colocar em risco as forças convencionais ou estratégicas dos Estados Unidos; e

8. Recomendações relativas ao aumento da coleta de dados, aprimoramento da pesquisa e desenvolvimento e financiamento adicional e outros recursos.

Lembrando que esse relatório será desclassificado, ou seja, poderá ser disponibilizado ao público, porém, é permitido que o mesmo contenha um anexo com informações classificadas. Portanto, certamente as informações mais impressionantes ainda deverão continuar guardadas, tendo em vista, que os EUA entendem que algumas dessas informações não podem cair nas mãos de países considerados adversários, como a Rússia e a China, a fim de que estes não venham a obter alguma vantagem competitiva em termos militares.

Repercussão na grande mídia

O assunto teve grande repercussão na mídia, a qual em geral, fez uma enorme confusão sobre a questão da emissão do relatório da UAPTF. Estão dando a entender em diversas matérias que a exigência da emissão do documento foi uma manobra do Presidente Donald Trump antes de terminar seu mandato. Entretanto, o verdadeiro protagonista foi o Senador Marco Rubio, o qual “infiltrou” o assunto UFO no Projeto de Lei de Autorização de Inteligência em junho de 2020 e garantiu o apoio tanto de membros do Partido Republicano quanto do Partido Democrata, assim como de membros da Comunidade de Inteligência, para que esta fosse aprovada e consequentemente sancionada por Trump.

No último dia 04 de janeiro foi ao ar no programa de Tucker Carlson, no canal Fox News, uma entrevista com Nick Pope, ex-servidor do Ministério da Defesa do Reino Unido e responsável pela investigação de UFOs no Governo. Pope falou sobre a emissão do relatório e forneceu alguns detalhes complementares a este artigo. A entrevista foi disponibilizada no meu canal com legendas em português e poderá ser visualizada no link abaixo.

Veja a entrevista legendada com Nick Pope aqui: https://youtu.be/bmZsu3Cl9Bs


Já está no ar a Edição 230 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2016

O que os militares ainda escondem?