DESTAQUE

Tripulação de voo da FedEX filma UFO sobre o México

Por
03 de Novembro de 2021
Os pilotos registraram o UFO, atônitos com o que viam.
Créditos: GettyImages

Mais um caso espetacular de encontro de tripulantes de um avião comercial com um UFO em pleno voo ganhou repercussão essa semana, depois de uma reportagem do periódico DailyMail. A diferença é que desta vez um dos pilotos filmou o fenômeno e a tela de radar de sua aeronave para atestar a anomalia. O jornal publicou uma parte do registro em vídeo.

O caso ocorrido em 19 de março de 2020 e divulgado recentemente foi analisado pelo Centro Nacional de Relatórios de Aviação sobre Fenômenos Anômalos (NARCAP). O episódio envolveu o comandante de um avião de carga Boeing 767 e seu copiloto, que tiveram suas identidades preservadas. Foi o comandante quem registrou a aparição. Segundo o relatório da NARCAP, ele é “um piloto de carreira com 19 anos de experiência em aeronaves de grande porte, trabalhando para uma grande empresa de carga, com 10 anos adicionais voando em tanques de reabastecimento KC-135 para a Força Aérea dos Estados Unidos”.

Seu copiloto também tinha carreira militar, com experiência em caças F-15, antes de entrar para o setor privado. O Boeing 767 tinha deixado o Aeroporto Internacional de Queretaro, ao norte da Cidade do México, exatamente às 20h05. No momento do encontro insólito estava ao sul de Monterrey, com destino a Memphis, no estado norte-americano do Tennessee.

Neste momento os tripulantes notaram o surgimento de uma luz brilhante, movendo-se de cima para baixo a grande distância até emparelhar com o avião de carga. Após igualar a altitude, o objeto pareceu disparar um feixe de luz contra a aeronave e continuar voando ao seu lado por aproximadamente 30 minutos até desaparecer. “O incidente começou quando o copiloto, olhando para o lado esquerdo da cabine, viu uma luz branca-amarelada vindo de cima”, revelou o relatório da NARCAP.

Antes de perceberem que o objeto se deslocava junto com o avião, eles chegaram a achar que o óvni ou UAP (Unidentified Aerial Phenomena) poderia colidir com eles. Mas passado o susto, o comandante começou a filmar a manifestação. Foram 5 minutos de vídeo contínuo, alguns clipes curtos e mais 8 fotografias do os pilotos descreveram como um “objeto de plasma branco e amarelo brilhante, em forma de lágrima”. O piloto fez questão de filmar a tela de radar da aeronave para mostrar que nada estava sendo captado.


Assista acima a filmagem do UFO que acompanhou o voo da FedEX.
Fonte: Daily Mail

O conhecido cético Mick West, especializado em “desvendar” casos de óvnis e autor no fórum Metabunk tentou achar uma explicação prosaica para o registro. Para ele, tratou-se do planeta Vênus. A pulsação verificada na filmagem seria apenas um efeito inconveniente do autofoco da câmera do celular, que ficou tentando ajustar o foco no escuro. A análise não convenceu, no entanto, o diretor executivo da NARCAP, Ted Roe, que acompanhou o caso. Isso porque os pilotos já haviam declarado ao NARCAP que a aparência pulsante semelhante a um plasma fora percebida a olhos nus, com seus próprios olhos antes de registrar na câmera.

Além disso, seu surgimento vindo de cima com uma completa parada no ar para emparelhar o voo com o Boeing por 30 minutos era incompatível com essa explicação. Roe também descartou outras hipóteses convencionais, como a presença de um balão meteorológico, a partir do depoimento dos pilotos e informações de tráfego aéreo na região. Ao DailyMail, Roe reforçou que “o aspecto mais importante deste caso e realmente a única razão pela qual eu o investiguei é que ele confirmou o que venho dizendo o tempo todo, que os UFOs são detectados intermitentemente no radar”.

O fenômeno, segundo a análise de Roe, pode estar relacionado a alguma tecnologia envolvendo plasma. Isso explicaria também o formato irregular do objeto não identificado. “Nós [na Terra] usamos plasma para cortar a seção transversal do radar nas partes reflexivas de uma aeronave furtiva”, afirmou o diretor da Narcap. “Eles podem usar atuadores de plasma para absorver os sinais e não permitir que reflitam”, concluiu.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos