DESTAQUE

Tom DeLonge ressurge com informações polêmicas sobre neutrinos e destroços de UFO

Por
30 de Setembro de 2021
Tom DeLonge estava sumido, mas voltou com curiosas afirmações e planos bizarros.
Créditos: H2015

Tom DeLonge reaparece para garantir que possui material de uma nave alienígena capturada na década de 40 nos Estados Unidos, gerando alvoroço sobre uma possível confirmação sobre o que teria caído em Roswell em 1947. O músico ainda afirma acreditar que os neutrinos seriam a chave para a comunicação com extraterrestres.

Um ex-oficial de inteligência da CIA de alto escalão chamado Jim Semivan, um engenheiro que dirigia um programa financiado pela CIA/DIA, Harold E. Puthoff, e o guitarrista da banda Blink 182, Tom DeLonge, fundaram a To the Stars Academy of Arts & Science (TTSA) em 2017, uma organização composta por cientistas, engenheiros aeroespaciais e outros profissionais, incluindo Luis Elizondo, do programa ufológico do Pentágono, que atuaria de forma interdisciplinar na investigação do Fenômeno UFO.

A atividade da organização se desenvolveria até 2021 em três ramos distintos: ciência, aeroespacial e entretenimento. Pouco antes da desclassificação do Relatório Preliminar do Pentágono sobre UFOs e após o desligamento de Elizondo, a TTSA foi relegada ao seu braço de entretenimento, liderado por DeLonge, que desde então desapareceu discretamente da mídia.

Recentemente, a revista canadense Exclaim! o entrevistou sobre sua atividade musical, já que DeLonge agora faz parte da banda de rock espacial Angels & Airwaves, que lançou um novo álbum no dia 24 de setembro, com o título Lifeforms. Como não poderia ser diferente, o jornalista Alex Hudson perguntou sobre sua grande paixão desde que DeLonge estava no ensino fundamental, por volta dos 12 anos: os UFOs.

“Tenho cerca de 10 outras longas-metragens e séries de televisão que estão em vários estágios de desenvolvimento e em breve serão lançados” - explica o músico a respeito do ramo de entretenimento da TTSA. E acrescenta: “Ainda temos material de uma nave acidentada na década de 40 de origem desconhecida. Esse material ainda está em estudo com o governo dos Estados Unidos.” DeLonge não quis dar mais detalhes sobre tal afirmação.


Neutrino registrado no observatório IceCube, na Antártida. DeLonge acredita que possam ser a chave para alcançar formas de vida extradimensionais.
Fonte: Icecube Collaboration

Não do governo, mas “com” o governo dos Estados Unidos, é de se enfatizar. O que quer dizer que ainda há surpresas com o envolvimento do governo na questão dos UFOs. E sabemos bem que DeLonge se correspondeu com o gerente da campanha de Hillary Clinton, John Podesta, sobre o suposto acidente com um disco voador em Roswell, segundo documentos que vazaram no WikiLeaks.

Na entrevista com a Exclaim!, DeLonge revela que se ganhasse na loteria “(...) criaria um acelerador e receptor de neutrinos, e me comunicaria usando neutrinos e código modulado que enviaria e receberia informações de outras formas de vida que estão em dimensões paralelas.” Assim, ele acrescenta ao discurso de outros membros proeminentes da TTSA de vincular a inteligência não-humana que tripula os UFOs a uma procedência dimensional.

“Neutrinos”, acrescenta, “são uma espécie de partículas mágicas. Eles viajam, potencialmente, através do tempo e todas essas coisas diferentes. São partículas realmente interessantes. Não sei muito sobre eles, só sei que é o que devo fazer algum dia.” Quem sabe os neutrinos não realmente guardem o segredo para o contato? Quanto ao material desconhecido dos anos 40, de posse dos Estados Unidos, ainda não está claro se teria relação com o UFO acidentado em Roswell, mas dadas as conversas com Podesta, as chances seriam grandes. Talvez, um dia, saibamos.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos