DESTAQUE

A To The Stars Academy está criando uma verdadeira onda ufológica

Por
28 de Agosto de 2019
Ilustração To The Stars Academy
Créditos: TTSA

Com mais de um milhão de pessoas assistindo a série Não Identificado: Por Dentro das Investigações Ufológicas dos EUA da To The Stars Academy, no History Channel, e com a grande cobertura da mídia, uma incrível onda de impacto ufológico nos Estados Unidos está começando a percorrer o mundo.

''Não se trata apenas de uma série televisiva para entreter. É um mecanismo para mudar a maneira como o governo (americano) age',' diz Tom DeLonge e  realmente está mudando, inclusive influenciando outras nações.

 

Tom DeLonge

Tom DeLonge é ex vocalista da banda Blink-182 e CEO da To the Stars Academy (TTSA), responsável pelo encorajamento de tantos relatos ufológicos  ao senado  americano e sua publicização aos quatro cantos do mundo.

Luis Elizondo, seu parceiro de TTSA, protagonista da série, ex-oficial de Inteligência do Pentágono e que comandou o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) de 2007 a 2012, revelou recentemente que novos relatos de pilotos surgiram, dizendo que eles tiveram vários encontros aéreos com objetos de velocidade extrema. Isso não incluindo os cinco pilotos da Marinha que relataram ao New York Times seus encontros com UFOs durante missões de treinamento ao longo da Costa Leste americana.

Luis Elizondo

Em entrevista à Fox News, outro importante membro da TTSA, Christopher Mellon, ex-vice-secretário de Defesa dos Estados Unidos para a Inteligência (a terceira mais alta posição de inteligência no Pentágono) e depois para Operações de Segurança e Informações e, anteriormente, diretor do Comitê de Inteligência do Senado, respondeu se acredita que UFOs existem:

Sabemos que UFOs existem. Isso não é mais um problema. A própria marinha reconheceu publicamente o fato de que eles existem, e pilotos da Marinha na ativa falaram abertamente ao New York Times, reconhecendo o fato de que eles existem. Então, agora, a questão é porque eles estão aqui, de onde eles vêm e qual a tecnologia por trás desses dispositivos que vemos. Por fim, Lue (Elizondo) e eu concluímos que a única maneira de progredir nessa questão seria a partir de fora, levar as informações ao público e ao Congresso. A série é sobre isso. E esses pilotos militares estão nos ajudando com isso", disse Mellon.

Perguntado sobre como se explica ter havido tantos desses avistamentos e nada acontecer, Mellon diz que é um fenômeno social.

Existe um estigma. Tem sido difícil fazer os burocratas nas Forças Armadas e na comunidade de Inteligência entenderem que eles podem lidar com isso sem serem penalizados. A ninguém foi atribuído responsabilidade por reunir essas informações. As diferentes agências e departamentos não estão compartilhando as informações sobre esse assunto, sendo assim, não as reunindo. Então, a situação ainda não está clara. E é preciso que os pilotos falem publicamente para que todos tomem ações quanto a isso,” relatou.

Chris Mellon

Em trecho para a nova temporada da série, junto a Mellon, Elizondo expõe sua opinião sobre o caso: “Bem, eu acho que faz parte da nossa psique cultural assumirmos automaticamente que essas coisas são de origem extraterrestre. E o problema de quando se faz isso é que pode deixar muitos dados de fora, certo? Além disso, tornamos muito mais difícil que cheguem a um consenso para que ajam; porque isso é demais para muitas pessoas; isso as afeta tanto que as perdemos imediatamente. Pegue essa reação e a multiplique por cem. Era isso o que enfrentávamos no Pentágono”.

Elizondo diz que agora, as pessoas estão dispostas a ir a público e dizer essas coisas, sem o estigma que, historicamente, tem sido associado ao Fenômeno UFO. E a pergunta para muita gente é: sabemos o que eram esses objetos voadores não identificados? Ou, pelo menos, quais são as suspeitas da Marinha sobre o que eles eram?

Vídeo do UFO Tic Tac liberado pela Pentágono e tido como autêntico

Para DeLonge, o History Channel está fazendo história. “Oficiais militares soaram os alarmes sobre os UFOs. Essa série está mudando a maneira como o governo age e você irá nos ver lidando com o Senado, nos reunindo com os serviços de Inteligência de outros governos. E todos indo a público para dizer: Isso é real. Temos que fazer algo a respeito. E isso poderia muito bem ser uma ameaça, mas não podemos fingir que não existe. 

Nós orientamos o Congresso a obter todos os dados, todos os relatórios e todas pessoas em várias partes do governo a informar os senadores e os deputados. Fizemos tudo isso. Quando houve o vazamento e o New York Times publicou que a Marinha estava criando diretrizes formais para o relato de UFOs, aquilo fomos nós. Foi a To The Stars Academy. Foi por causa da nossa série que fazemos na To The Stars Academy. 

Lidamos com o governo dos EUA todos os dias. Tenho conhecimento pessoal e direto de senadores que estão caindo das cadeiras ao saberem que isso é real. Eles não tinham ideia. Então, agora, eles estão se mexendo. E a série manterá seus eleitores energizados, o que fará pressão neles. Agora, o governo está sendo sistemático na investigação do Fenômeno UFO”, revela DeLonge.

 

Ainda no turbilhão de revelações e depoimentos que surgem a cada momento, Luis Elizondo faz mais uma declaração. Perguntado em entrevista sobre se o governo dos EUA está em posse de qualquer material de uma dessas aeronaves, Elizondo confirma que sim e que não são o único país a ter esses encontros.

 Assista o vídeo legendado com depoimentos de Elizondo, DeLonge e Mellon sobre o momento:

Para a comunidade ufológica mundial, esse movimento deveria ser acompanhado e encarado como algo muito mais relevante que uma simples série de alta popularidade em um canal famoso. Parece que não se está dando o real valor para esse momento histórico.

Pela primeira vez na história, o Pentágono admitiu que possui metamateriais recolhidos em incidentes com UFOs, que contratou a empresa Bigelow Aerospace para analisá-los, que divulgou vídeos de UFOs como sendo autênticos e parece que os únicos que estão preocupados em  expor tudo isso ao público são ex-astros do rock, ex-políticos, ex-funcionários do governo e afins. Talvez, justamente por não serem genuínos do meio ufológico, haja um certo ciúme e descaso em apoiar e divulgar essa revolução protagonizada pela To The Stars Academy, que se desenha diante de nossos olhos todos os dias, e é responsável por essa nova fase que vive a Ufologia Mundial.

A To The Stars Academy já informou que  tem metamaterias em sua posse em análise desde o ano passado e que os resultados serão divulgados em breve. Veja mais nos vídeos abaixo:

Veja um vídeo sobre a análise de um metamaterial da To the Star Academy

Tudo indica que, nos próximos meses, as revelações tomarão mais força e serão em mais número e relevância. Assim como a To The Stars Academy fará novas revelações em breve, mais pessoas importantes do segmento estão se movimentando para expor ao público segredos que não podem mais existir. Que escolhamos nosso lado e que não seja em cima do muro num momento crucial como este.

Colaboração: Canal João Marcelo e Tunguska Legendas

 

 

Saiba tudo sobre o UFO SUMMIT 2019 em www.ufosummit.com.br

O maior evento do ano da Ufologia Brasileira. Garanta a sua vaga!

 

Já está no ar a Edição 271 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2019

Abdução em Pascagoula

UPDATED CACHE