DESTAQUE

Teria um disco voador caído na superfície de Marte?

Por
07 de Dezembro de 2021
Seria mesmo um disco voador acidentado ou apenas uma anomalia causada pela erosão?
Créditos: Shutterstock

Em uma imagem obtida pelo Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) da NASA, pode-se ver o que à primeira vista parece ser um disco acidentado na superfície de Marte junto com o rastro do acidente deixado para trás. Estaríamos mesmo diante de uma cena de pouso forçado de um UFO?

O achado foi publicado recentemente pelo pesquisador Jean Ward em seu canal no YouTube. Ward descreve: “Apresento aqui uma anomalia que descobri no local Ceti Mensa, na região dos Valles Marineris. Parece um objeto em forma de disco que atingiu a superfície de Marte em um ângulo muito baixo e deixou uma trincheira para trás. O objeto em forma de disco mede cerca de 12 a 15m de diâmetro.”

A fotografia, de nome PSP_001984_1735, é de fato curiosa, pois dá a impressão de que um objeto discoide fez um pouso forçado, deixando um rastro extenso por onde teria passado. Logo ao final do rastro, nota-se uma forma semienterrada cuja parte visível dá a entender que se trata de um objeto em formato de disco. Dentre as hipóteses que não abrangem a ufologia, podemos estar diante de um meteorito ou simplesmente um tipo de erosão bizarro ainda desconhecido por nós. Mas, mesmo assim, a imagem nos faz especular sobre uma possível origem extraterrestre.


Assista acima à análise da imagem do suposto UFO acidentado feita por Jean Ward.
Fonte: Jean Ward

Como alternativa, ele também considerou: “Pode ser uma rampa que dá acesso a uma entrada subterrânea… Como sempre, até vermos essas anomalias de perto e pessoalmente, só posso especular o que esses objetos podem ser.” Em relação ao local fotografado, deve-se destacar que Valles Marineris é o nome de um gigantesco sistema de cânions que percorre o equador do planeta Marte logo a leste da região de Tharsis.

Seu nome é uma homenagem à sonda Mariner 9 da NASA, que descobriu esta importante característica da superfície marciana em seu voo orbital de 1971-1972. Suas dimensões são colossais, sendo 4500Km de comprimento, 200Km de largura e 11Km de profundidade, atingindo um quarto da circunferência equatorial do planeta. Quanto a alguma posição da própria NASA sobre a imagem, sabemos que pode levar um bom tempo até que se tenha algum pronunciamento.

A foto onde a anomalia foi encontrada pode ser vista no site oficial da NASA dedicado à câmera MRO HiRISE. Você pode encontrar várias versões de qualidades diferentes no link disponível aqui.

Fonte

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos