DESTAQUE

Temporada de agroglifos na Grâ Bretanha tem vários sinais em Wiltshire

Por
25 de Agosto de 2016
O agroglifo surgido nas proximidades de Stonehenge
Créditos: Cropcircle Connector

A temporada britânica de agroglifos tem sido marcada por diversos sinais completos e com as habituais formas geométricas que assombram os interessados e pesquisadores. De notar que muitas figuras continuam a surgir nas proximidades de sítios arqueológicos, incluindo o famoso Stonehenge, levado muitos a especular que possa existir uma ligação entre as construções antigas e os agroglifos. Um exemplo é o sinal surgido em Hackpen Hill, Broad Hinton, no dia 16 de julho.

Esse agroglifo surgiu próximo a uma figura de giz conhecida como Cavalo Branco de Hackpen, situado em Marlborough Downs, cuja história é pouco conhecida. Como costuma acontecer, o dono das terras onde surgiu o agroglifo, James Hussey, não arou imediatamente o campo e permitiu a entrada de pesquisadores e interessados, cobrando uma taxa de 3 libras que será revertida para a caridade. A figura é composta por um círculo principal, ladeado por três menores, três linhas equidistantes de formas triangulares alternadas com outros três desenhos similares a pirâmides. Entre as teorias estão possíveis ligações com as Três Grandes Pirâmides de Gizé e as três estrelas do Cinturão de Órion, popularmente conhecidas como as Três Marias.

Outro agroglifo foi reportado ao lado do sítio arqueológico de Long Barrow em 8 de julho. Os britânicos chamam de Long Barrow esses montes artificiais, construídos no período Neolítico e considerados tumbas coletivas. O agroglifo é simples, com um círculo central maior unido a dois menores por segmentos de reta, e estes últimos não estão paralelos. Entre as especulações a respeito está a de que a formação representa a oposição de Netuno ao sul e Júpiter ao norte. O Long Barrow de West Kennett, local do agroglifo, é mais antigo que Stonehenge, e o início estimado de sua construção é 3.600 AC. É mencionada a possibilidade de o agroglifo estar predizendo o eclipse solar que irá ocorrer em 1 de setembro, e que um fenômeno similar aconteceu em 3751 AC.

crédito: Cropcircle Connector
O agroglifo de Hackpen Hill
O agroglifo de Long Barrow de West Kennett a esquerda da imagem

FIGURA PRÓXIMA A STONEHENGE

Também em 8 de julho um complexo agroglifo surgiu muito próximo a Stonehenge. A figura tem um anel externo com diversos elementos retangulares em duas fileiras, ao longo de toda a circunferência. No interior a imagem de uma estrela de sete pontas sobre um crescente, e no interior outras sete figuras geométricas correspondentes a cada raio. Foi feita uma associação entre o agroglifo, especialmente a figura da estrela de sete pontas, com as sete estrelas da constelação Ursa Maior também conhecidas como Plêiades. Estas estrelas são conhecidas desde a Antiguidade, e várias civilizações antigas as associaram à sabedoria e ao conhecimento. Muitas divindades dessas sociedades clássicas foram igualmente ligadas a essa constelação. Outro apontamento indica a semelhança entre o agroglifo e uma moeda de denários do tempo do imperador romano Hadrian, de 117 a 138 DC, que também exibe uma estrela de sete pontas sobre um crescente. Outra especulação, baseada na contagem de elementos da imagem, liga o agroglifo à chegada da nave Juno a Júpiter, em 14 de julho, e também a Stonehenge, considerado um observatório astronômico em tempos remotos.

crédito: Cropcircle Connector
O agroglifo de Hackpen Hill
O agroglifo de Hackpen Hill

Vídeo do agroglifo de Hackpen Hill


Confira um vídeo do agroglifo de Stonehenge

Assista a mais um vídeo do sinal nas proximidades de Stonehenge

Polêmica sobre agroglifo surgido em Ansty, na Inglaterra

Agroglifos se manifestam também na vizinha Argentina

Surge mais um agroglifo em 2015

Fenômeno dos agroglifos se intensifica no Brasil

Sai o laudo dos agroglifos de Santa Catarina

Saiba mais:

Livro: O Mistério dos Círculos Ingleses

crédito: Revista UFO
O Mistério dos Círculos Ingleses
O Mistério dos Círculos Ingleses

Há mais de 20 anos, plantações da Inglaterra e de outros países têm sido alvos de um estranho fenômeno. Desenhos inexplicáveis e cada vez mais complexos surgem misteriosamente em campos de trigo, cevada, canola, arroz e de outros cereais. Seu autor, Wallacy Albino, é o maior especialista nacional sobre o tema e presidente do Grupo de Estudos Ufológicos da Baixada Santista (GEUBS). O livro, rico em ilustrações, traz informações atualizadas sobre esse que é considerado o maior enigma da atualidade.

DVD: Pacote Misteriosos Agroglifos

Já está no ar a Edição 233 da Revista UFO. Aproveite!

Abril de 2016

Uma tragédia cósmica