DESTAQUE

Telescópio James Webb é lançado em busca histórica por vida alienígena

Por
27 de Dezembro de 2021
O telescópio espacial James Webb foi finalmente lançado.
Créditos: NASA

O telescópio James Webb, da NASA, foi lançado com sucesso no espaço neste Natal, ao iniciar sua missão de olhar para o início do cosmos e procurar por vida alienígena.

Com três décadas de construção, a sonda de US$10 bilhões decolou de forma espetacular em um foguete Ariane da Guiana Francesa. Os cientistas da NASA agora enfrentam “duas semanas de terror” enquanto cruzam os dedos e esperam que tudo corra conforme o planejado. Isso ocorre porque o telescópio James Webb é muito maior do que qualquer carga útil que qualquer foguete já tenha lançado.

O telescópio foi projetado para detectar a luz das estrelas mais jovens do universo usando seu espelho dourado de 6.5m de largura. A NASA teve que contornar esse problema transformando o telescópio na peça de origami mais complexa e cara do mundo. O telescópio foi lançado dobrado dentro da carenagem de carga útil do Ariane 5, após o qual passará por um implacável procedimento de desdobramento.

Uma vez desdobrado, a doutora Megan Argo, vice-presidente da Royal Astronomical Society, disse que será quase tão grande quanto uma quadra de tênis. O objetivo do Webb será tentar mostrar as primeiras estrelas e galáxias a brilhar no universo. Ele também terá o poder de sondar a atmosfera de planetas distantes em busca de gases que possam sugerir a presença de vida.


Assista acima à gravação da transmissão do lançamento do telescópio espacial James Webb.
Fonte: NASA

O administrador da NASA, Bill Nelson, disse à BBC: “Webb é uma missão extraordinária. É um exemplo brilhante do que podemos realizar quando sonhamos grande. Sempre soubemos que esse projeto seria uma empreitada arriscada. Mas, é claro, quando você quer uma grande recompensa, geralmente precisa assumir um grande risco.” No centro de suas capacidades está o espelho dourado de 6.5 metros de largura. Ele funcionará ao lado de quatro instrumentos supersensíveis e deverá permitir que detecte a luz das primeiras estrelas.

O cientista sênior do projeto da NASA, John Mather, acrescentou: “Eles serão apenas pequenas manchas vermelhas. Achamos que deveria haver estrelas, galáxias ou buracos negros talvez começando 100 milhões de anos após o Big Bang. Não haverá muitos deles para encontrar naquela época, mas o telescópio Webb pode vê-los se eles estiverem lá e tivermos sorte.” O telescópio está em obras desde o lançamento do Hubble em abril de 1990 e foi originalmente planejado para ser construído e pronto para voar já em 2007. O projeto sofreu muitos atrasos ao longo dos anos, incluindo uma recente decisão de adiar a data de lançamento para o dia de Natal.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos