DESTAQUE

Telescópio espacial James Webb conclui seus testes de pré-lançamento com sucesso

Por
01 de Setembro de 2021
O telescópio espacial James Webb está finalmente pronto para ser lançado.
Créditos: NASA

O Telescópio Espacial James Webb, a nova adição ansiosamente esperada da NASA ao seu conjunto de telescópios, concluiu com sucesso sua última execução de testes, de acordo com a agência espacial.

“O Telescópio Espacial James Webb, da NASA, atingiu um grande marco em seu caminho para o lançamento com a conclusão da integração e testes finais do observatório”, de acordo com o diretor do programa Webb Gregory Robinson, que expressou entusiasmo sobre o próximo lançamento do telescópio em um recente comunicado à imprensa. “Temos uma força de trabalho extremamente dedicada que nos trouxe à linha de chegada”, disse Robinson, “(...) e estamos muito entusiasmados em ver que o James Webb está pronto para o lançamento e em breve estará nessa jornada científica.” Sendo um projeto conjunto, que será gerenciado entre a NASA e seus parceiros nas agências espaciais europeias e canadenses, o telescópio espacial James Webb servirá como o novo carro-chefe da missão astrofísica da NASA e sucessor do legado estabelecido pelo telescópio espacial Hubble.

Projetado para a detecção ideal de comprimentos de onda infravermelhos, entre os objetivos que a NASA tem em mente para o telescópio é vasculhar o universo em busca de evidências de algumas de suas primeiras galáxias e sistemas planetários. O telescópio foi submetido a uma impressionante variedade de testes nos últimos dias, que foram realizados nas instalações de Northrup Grumman, em Falls Church, Virgínia. De acordo com um comunicado da NASA, o regime de testes foi “(...) projetado para garantir que o mais complexo observatório de ciências espaciais do mundo funcione conforme projetado.”

O telescópio, que passou por todos os testes e pelas etapas finais de montagem, está programado para seu lançamento e em breve embarcará em sua viagem para a América do Sul, onde o aguarda seu local de lançamento em Kourou, na Guiana Francesa.  No entanto, levar o telescópio inteiro para o local de lançamento também traz consigo uma série de desafios adicionais. A NASA implantou uma equipe de engenheiros e técnicos especializados em aspectos que vão desde o transporte ao controle de contaminação, a fim de garantir a movimentação segura e eventual lançamento do telescópio ainda este ano.

Enquanto o James Webb faz seu caminho para o sul, as equipes de engenharia do Centro de Operações da Missão em Baltimore, no Instituto de Ciência do Telescópio Espacial (STScl), estarão focadas em garantir que os sistemas de comunicação do telescópio estejam funcionando perfeitamente. Os testes envolvendo os sistemas de comunicação do telescópio levaram vários anos em andamento. “É muito ir e vir”, é como Carl Starr, gerente de operações da missão no Goddard Space Flight Center, da NASA, em Greenbelt, Maryland, descreveu seu trabalho com a equipe já em 2018.


Fuselagem de um foguete Ariane 5, que levará o telescópio espacial para fora da Terra.
Fonte: Arria Belli

“Você tem que mudar as configurações, precisa de uma conexão estável com o Webb a cada mudança, tem que estabelecer as conexões de rede, tem que processar os dados. E você tem que fazer isso várias vezes com estações diferentes e torná-lo perfeito”, enfatizou Starr. Considerando a pandemia que se seguiu desde as declarações iniciais de Starr sobre os desafios que os sistemas de comunicação do Webb enfrentaram em 2018, os esforços da equipe apenas se tornaram mais exigentes, embora a equipe já estivesse acostumada a ter que coordenar diferentes times em várias partes do mundo.

“Estamos falando de lugares diferentes”, disse Starr. “Você tem a Rede Espacial no Novo México, a Rede Espacial Profunda na Califórnia, e a estação Malindi, da Agência Espacial Europeia, no Quênia e o Centro de Operações Espaciais Europeu na Alemanha.” Starr diz que testar as comunicações tornou-se “(...) um teste muito complicado de fazer, porque ninguém está no mesmo fuso horário”, embora todos os dados acabem em um único lugar. “Todos esses dados entram e saem deste prédio”, disse Starr. Depois que o James Webb chegar ao local de lançamento na América do Sul em Kourou, o telescópio será inspecionado quanto a possíveis danos ou outros problemas que possam ter ocorrido durante seu envio dos Estados Unidos. Assim que o telescópio for completamente verificado e seu veículo de lançamento, um foguete Ariane 5, tiver sido equipado para o voo, a equipe internacional iniciará os preparativos para o lançamento.

Mark Voyton, gerente de teste do Goddard Space Flight Center, diz que está “exultante” por participar do lançamento, embora vá ficar ainda mais feliz quando o lançamento for executado com sucesso. “Para mim, o lançamento do Webb será um acontecimento significativo na minha vida”, disse Voyton, refletindo os sentimentos de incontáveis funcionários da NASA, ESA e CSA em todo o mundo que contribuíram para levar o projeto ao estágio atual. “Vinte anos da minha vida se resumirão a esse momento”, disse Voyton em um comunicado da NASA. Embora o lançamento que o levará ao espaço dure menos de meia hora, nos primeiros seis meses de sua missão o telescópio espacial James Webb passará por um intenso período de comissionamento.

Durante seus primeiros 30 dias no espaço, o Webb voará quase dois milhões de quilômetros de distância da Terra para sua posição orbital operacional. Conforme ele viaja, o protetor solar do telescópio e outros componentes serão implantados, gradualmente se desdobrando em estágios controlados que uma equipe em seu Centro de Operações em Maryland iniciará e monitorará. Quanto mais o Webb se distanciar da Terra, mais ele esfria conforme atinge gradualmente uma temperatura de operação estável, mas frígida, em seu novo lar em órbita. Contanto que a implantação meticulosamente planejada corra conforme o planejado, o telescópio espacial James Webb em breve estará operacional e ajudando a inaugurar uma nova era de estudos e explorações como o observatório de ciências espaciais mais impressionante do mundo.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos