DESTAQUE

Starlink em Marte e menos lixo espacial: os novos planos da SpaceX

Por
23 de Outubro de 2020
Concepção artística de um acampamento humano em Marte
Créditos: SpaceX

Em recente entrevista à Revista Times, a diretora de operações da gigante SpaceX detalhou alguns planos que já estão sendo pensados para um futuro não tão distante assim. Conheça mais sobre o assunto.

Não é nenhum segredo que o CEO da SpaceX Elon Musk deseja construir uma cidade em Marte. Mas em uma entrevista recente à revista Time, a presidente e diretora de operações (COO) da SpaceX Gwynne Shotwell expôs alguns planos futuros da empresa.

Entre eles estão, entre outras coisas, levar sua tecnologia de constelação de satélite de banda larga Starlink para o Planeta Vermelho. Sim, haverá Starlink em Marte.

“Assim que levarmos as pessoas a Marte, elas precisarão ter capacidade para se comunicar”, disse Shotwell durante uma entrevista com a Time. “Na verdade, acho que será ainda mais crítico ter uma constelação como Starlink ao redor de Marte”.

Bem, se a ideia parece um tanto audaciosa, saiba que ela não para por aí. Segundo a COO, “É claro que você também precisa conectar os dois planetas, por isso nos certificaremos de que temos uma telecomunicação robusta entre Marte e de volta à Terra”.

Salvando a humanidade


A presidente e diretora de operações (COO) da SpaceX Gwynne Shotwell. Crédito: Revista Time

Gwynne Shotwell explicou como vê a importância de uma civilização interplanetária, principalmente após alguns ataques a Elon Musk, alegando que ele não se importa com a Terra.

“Não estamos desistindo da Terra quando falamos sobre a construção de capacidade para mover a humanidade para outros planetas”, disse ela. 

“Na verdade, é apenas dar outra chance à humanidade no caso de haver algum evento horrível na Terra. Poderemos mover pessoas e salvar a humanidade, permitindo-lhes um segundo lugar, uma segunda Terra para viver”.

Depois de ser nomeada uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time, ela também revelou os planos ambiciosos da empresa para resolver um dos maiores problemas que o futuro da exploração espacial enfrenta: uma órbita cada vez mais congestionada.

De acordo com a Shotwell, a SpaceX tem um ás na manga: um foguete de 50 m projetado principalmente para transportar até 100 toneladas de carga ou 100 passageiros para destinos distantes, incluindo a Lua e Marte.

“É bem possível que pudéssemos alavancar a nave estelar para ir a alguns dessas carcaças de foguetes – foguetes de outras pessoas, é claro – e basicamente pegar um pouco desse lixo no espaço sideral”, disse a COO da SpaceX.

“Não vai ser fácil, mas acredito que Starship oferece a possibilidade de se fazer o trabalho e estou muito animada com isso”, acrescentou ela.

 

Fontes: Revista Time e Futurism

Assista, abaixo, a entrevista com a presidente da Space X:

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 279 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2020

Segredos ufológicos nos corredores do Pentágono