DESTAQUE

SpaceX: após o lançamento histórico do final de semana, mais Starlinks e confusões a caminho

Por
02 de Junho de 2020
Satélites Starlink
Créditos: Olhar Digital

Menos de uma semana depois de enviar seres humanos ao espaço pela primeira vez, a empresa de Elon Musk tem outro lançamento de rotina pronto para começar. Logo começarão, também os avistamentos não de UFOs, mas de satélites, e a polêmica vai voltar

 A SpaceX realizou a histórica missão Demo-2 com a NASA no fim de semana, e tornou-se a primeira empresa comercial a lançar seres humanos ao espaço em sua própria nave espacial. Então, qual a melhor maneira de comemorar do que seguir esta semana com outro lançamento?

O pioneiro negócio de foguetes de Elon Musk espera lançar sua próxima missão de satélite Starlink na quarta-feira, dia 04 de junho. O Centro Espacial Kennedy anunciou que a decolagem está marcada para as 20h55, horário local de Cape Canaveral, com uma janela de lançamento de até 24 horas posteriores.

O foguete Falcon 9, carregando os satélites, tentará um pouso no mar e a empresa também tentará recuperar as duas metades do cone do nariz ou carenagem, que começa a se tornar parte rotineira de cada missão. 

A missão estava programada para meados de maio, mas foi remarcada por causa de tempestade tropical Arthur.

Starlink 8

 
Decolagem do foguete Falcon-9, levando os satélites para órbita Crédito: SpaceX

Este seria o oitavo lançamento de um lote de 60 satélites de banda larga Starlink, elevando o total em órbita para quase 500. A empresa espera enviar centenas de outros roteadores em órbita até o final do ano, com um objetivo final de dezenas de milhares em órbita baixa da Terra para fornecer internet de alta velocidade para quase qualquer lugar do planeta. 

O projeto tem sido controverso entre cientistas e astrônomos que se preocupam com o brilho dos satélites, que já interferiram nas observações telescópicas do cosmos. 

Esta missão, denominada Starlink 8, levará a mais recente tentativa da SpaceX de uma correção na forma de um para-sol chamado "VisorSat" que reduz a refletividade de cada satélite. Espera-se que a empresa teste pelo menos um VisorSat neste lote e equipe  todos os futuros satélites da frota com eles. 

A SpaceX normalmente começa a transmitir a cobertura ao vivo de cada missão cerca de 15 minutos antes do lançamento. Incorporaremos o feed nesta página assim que estiver disponível. 

Mais confusões a caminho


Rede de satélites sobre campo de girassóis Créditos: Egon Filter

Como nós já publicamos várias vezes, os satélites Starlink da SpaceX estão sendo enviados com o objetivo de formar uma rede ou malha ao redor do planeta para transmissão de conexão de alta velocidade para todo o planeta.

Tanto ufólogos quanto astrônomos têm se queixado muito dos satélites de Musk. Os primeiros porque os objetos têm criado uma série de confusões e interpretações erradas, quando pessoas em todo o mundo fotografam os satélites acreditando que são UFOs.

O pior acontece quando os ufólogos tentam explicar que aquilo são apenas satélites: as pessoas se enfurecem e acusam quem tenta ajuda-las de estar “acobertando a verdade e recebendo dinheiro da CIA, do FBI, da NSA, NASA e outras agências” para fazê-lo.

Já os astrônomos reclamam devido ao alto brilho dos objetos, que acabam interferindo com a observação do céu. O problema é realmente sério e Musk já se comprometeu a resolvê-lo em lançamentos futuros, como vimos acima, com os visorsat.

Sempre lembrando a todos que os satélites ficam visíveis por duas ou três semanas após o lançamento até alcançarem uma altitude em que saem de nosso campo de visão. Eles se deslocam em linha e às vezes em rede, e tem alta capacidade refletiva, portanto brilham bastante.

Porém, há maneiras de saber quais satélites estão passando sobre o céu acima de sua casa ou acima de onde você se encontra. Uma delas, e a mais rápida, é por meio do site james.darpian.com. Basta clicar aqui, e você redirecionado para lá.

Ao entrar, o programa irá pontuar a sua localização, e você poderá ativar lembretes para que ele o avise quando é hora de ir lá fora olhar para o céu.  Você também terá uma simulação do que irá ver quando os satélites passarem.

Portanto, amigos, pelas próximas semanas estejam preparados: Elon Musk ataca novamente.

 Fonte: CNet   

Assista o vídeo abaixo e saiba como ver e diferenciar os Starlinks:

Já está no ar a Edição 275 da Revista UFO. Aproveite!

Dezembro de 2019

Neguentropia ufológica