DESTAQUE

Somos uma experiência de uma antiga civilização extraterrestre, garante biólogo húngaro

Por
17 de Dezembro de 2020
O biólogo húngaro Tibor Gánti garante que a humanidade é um experimento de extraterrestres
Créditos: NASA

Tibor Gánti, em vida, não aceitava as explicações criacionista e nem evolucionista para a origem e trajetória da vida na Terra, e defendia que a humanidade teve origem a partir de experiências feitas por seres extraterrestres 

Tibor Gánti pode ter encontrado a chave para a origem da vida. Pelo menos é o que ele garante. Mas por que tão poucos o conhecem? O biólogo húngaro foi uma figura obscura, pouco dado à publicidade de sua imagem. Agora, mais de uma década após sua morte, suas ideias sobre como a vida começou estão finalmente se confirmando, segundo o site da revista National Geographic

Se as teorias de Gánti tivessem sido mais conhecidas na época do Comunismo, ele poderia ser atualmente aclamado como um dos biólogos mais inovadores do século XX. A razão disso é que ele idealizou um modelo do organismo vivo mais simples possível, o qual apelidou de “Chemoton”, e isso nos direciona para uma explicação emocionante de como a vida na Terra se iniciou. 

“Parece ter havido uma criação incessante de vida a partir do nada, diz Gánti. “Poderia a vida na Terra e até mesmo de outros planetas do universo ter sido um experimento por uma antiga civilização extraterrestre?”, pergunta, por sua vez, o professor da Universidade de Harvard Avi Loeb ao site da Scientific American

As melhores descobertas da ciência de 2020 

Um novo organismo, células solares finas como água, lula geneticamente modificada e muito mais, tudo está na lista de coisas que conhecemos apenas neste ano. Além disso, há sinais espaciais estranhos vindos na Antártida, que podem ser uma evidência de um universo paralelo. Detecções esquisitas no Polo Sul também têm desafiado explicações, suscitando teorias que vão além da física convencional. 

“Para explicar a matéria escura distante, a gravidade teria que ser muito estranha”, dizem cosmologistas consultados pela revista Science. Se você quiser se livrar da matéria escura, um novo estudo descobre que teria que repô-la com algo ainda mais bizarro – uma força gravitacional que, a certas distâncias, atrai objetos maciços e, em outras, os separam. A análise acentua o quão difícil é descrever matéria escura distante. 

“Mas como cientistas planejam proteger a Terra de micróbios extraterrestres?”, questiona a National Geographic. Conforme missões trazem mais material do espaço exterior para a Terra, agências espaciais cautelosas estão construindo laboratórios biológicos de extrema segurança para conter essa preciosa carga. 

Uma rápida e constante mudança na região

Três sinais do que já vem sendo chamado de um “Novo Ártico” também estão emergindo. “Eles estão ligados a incêndios florestais inéditos, diminuição de gelo marinho e perturbação de ecossistemas, e tudo isso aponta para uma rápida e constante mudança na região”, relata a Scientific American

Agora, astrônomos acabam de encontrar "super rodovias" cósmicas para rápidas viagens pelo Sistema Solar. Esses canais disponibilizariam a rápida viagem de objetos pelo espaço e poderiam ser usados para nossos próprios propósitos de exploração espacial, assim como o estudo de cometas e asteroides. 

“Outra descoberta são os objetos feitos pelo o homem que agora superam toda a vida na Terra”, relata a pesquisadora Stephanie Pappas ao Scientific American. “A humanidade chegou a um marco histórico em seu domínio do planeta. Objetos criados pelo homem podem agora superar todos os seres vivos da Terra. Ruas, casas, shoppings, embarcações de pesca, papel impresso, canecas de café, smartphones e toda outra infraestrutura do dia a dia agora pesa aproximadamente 1.1 trilhão de toneladas métricas — igual à combinação de pesos de todas as plantas, animais, fungos, bactérias e protozoários no planeta. 

Agradecimento: Pedro Gevaerd

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 270 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2019

Anunnaki: Aqueles que do céu desceram à Terra