DESTAQUE

Solar Warden: o programa espacial secreto criado com tecnologia alienígena

Por
26 de Fevereiro de 2021
A ideia de que os governos escondem os “reais” avanços tecnológicos não é de agora.
Créditos: CCP

Em uma palestra realizada em 1993 no centro de ex-alunos da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), Ben Rich, ex-CEO da Lockheed Martin Skunk Works, fez um discurso sobre os avanços na engenharia espacial durante os 40 anos anteriores. Ele concluiu com a seguinte citação, enquanto a imagem final em sua apresentação de slides mostrava um disco preto disparando para o espaço sideral: “Agora temos a tecnologia para levar o E.T. para casa”.

Era apenas uma piada ou ele estava insinuando algo? Ao longo dos anos, a divisão Skunk Works da Lockheed projetou e construiu uma série de aeronaves de alta tecnologia, como o U-2, o SR-71 Blackbird, o F-22 Raptor e o F-117 Nighthawk. Levando isso em consideração, alguns chegaram à conclusão de que Rich aludiu à tecnologia avançada sendo desenvolvida secretamente e que pode ser responsável por alguns dos discos-voadores que vemos hoje. Em 2001 o administrador de sistemas britânico Gary McKinnon invadiu 97 computadores militares dos Estados Unidos e da NASA. Ele pretendia encontrar arquivos ultrassecretos sobre energia livre, mas topou com algo maior.

McKinnon afirmou ter descoberto uma planilha contendo nomes e informações sobre “oficiais não terrestres” e transferências entre frotas. Ele cruzou a referência desses nomes com um banco de dados de todos os militares e da marinha dos Estados Unidos, mas não conseguiu encontrar nenhum dos oficiais. McKinnon, portanto, concluiu que eles não eram deste mundo e os rotulou como “Fuzileiros Navais do Espaço”. Em uma entrevista à BBC, ele disse que foi motivado pelo The Disclosure Project porque “(...) eles são muito confiáveis, todos dizendo ‘sim, existe tecnologia de UFOs, existe antigravidade, existe energia livre e é de origem extraterrestre! E eles capturaram espaçonaves e fizeram engenharia reversa’.”

Ele também teria descoberto sobre o projeto Solar Warden. Diz-se que existem cerca de oito naves-mãe em forma de charuto (cada uma medindo mais de dois campos de futebol de ponta a ponta) e 43 pequenas “naves de reconhecimento”. A Frota Espacial Solar Warden operaria sob a Rede Naval dos Estados Unidos e o Comando de Operações Espaciais (NNSOC). Há aproximadamente 300 pessoas envolvidas nessa instalação, com o número aumentando.


Gary McKinnon foi responsável pelo que se considera o maior ataque hacker de todos os tempos à computadores militares. Seriam seus achados autênticos?
Fonte: Getty Images

Esse projeto ultrassecreto teria como objetivo manter uma frota de naves espaciais operando em nosso sistema solar. Alguns dizem que estão nos defendendo de ameaças alienígenas. Outros dizem que estão envolvidos na colonização secreta do espaço. Tal frota exigiria tecnologia muito à frente do que temos atualmente. Para enviar missões tripuladas aos confins de nosso sistema solar precisaríamos de materiais e sistemas de propulsão exóticos. Mas há alguns que afirmam que já o fazemos. “A suspeita é a de que nos últimos 60 anos ou mais, houve alguma engenharia reversa e a criação desse tipo de equipamento, que ainda não é tão sofisticado quanto o que os aparentes ‘visitantes’ têm”, disse o doutor Edgar Mitchell, o sexto astronauta a andar na Lua.

McKinnon foi descoberto enquanto examinava a imagem de um UFO armazenado em um computador da NASA no Edifício 8 do Centro Espacial Johnson. Pego em 2002, ele correu o risco de ser condenado a até 70 anos de prisão e a pagar vários milhões de dólares em multas. No entanto, o Reino Unido nunca o extraditou para os Estados Unidos e McKinnon conseguiu evitar a prisão. Alguns dizem que ele foi capaz de fazer isso porque acumulou informações confidenciais que usou como vantagem. Ele mantém sua afirmação de que espaçonaves extraterrestres foram capturadas e submetidas a engenharia reversa e agora essa tecnologia alienígena estaria sendo usada por nós mesmos em nosso próprio “quintal”.

Mesmo assim, quem teria o dinheiro necessário para financiar tal empreendimento? O orçamento para projetos secretos dos Estados Unidos é complicado de se calcular, mas há rumores de que o governo Trump tenha pedido US$81.1 bilhões para 2018, só para termos uma ideia. Mas essa soma astronômica seria o suficiente para financiar ou manter uma frota espacial secreta? Seria esse o projeto com o qual McKinnon se deparou? Se esses programas são mitos ou realidade, é difícil dizer. Acontece que pode haver UFOs construídos na Terra baseados em tecnologia originada em outras partes do universo. E podemos ter uma frota espacial sem saber.

Fonte

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 279 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2020

Segredos ufológicos nos corredores do Pentágono