DESTAQUE

Secretário da Força Aérea dos Estados Unidos diz que os UFOs não devem ser ignorados

Por
31 de Agosto de 2021
Frank Kendall não apenas se mostra aberto ao fenômeno como defende investigá-lo.
Créditos: Reuters

Recentemente, Bryan Bender, do site POLITICO, fez algumas perguntas sobre UFOs ao Secretário da Força Aérea dos Estados Unidos, Frank Kendall, que respondeu prontamente sobre sua posição referente ao fenômeno.

Bender tuitou que perguntou ao secretário “(...) se ele foi informado sobre os UAPs (UFOs) e se ele pensou sobre qual deveria ser o papel da Força Aérea na defesa do espaço aéreo norte-americano contra aeronaves não identificadas.” Kendall respondeu da seguinte forma: “Pensei muito em defender o espaço aéreo norte-americano, mas não contra os UFOs. Se for solicitado, nós o faremos. Isso é algo que existe há muitos anos.” Outras citações notáveis de Kendall incluem: “Sei que muitas pessoas levam isso muito a sério e acho que também devemos levar o fenômeno a sério e tentar investigá-lo.”

“Não considero uma ameaça iminente para os Estados Unidos ou para a raça humana que esses fenômenos ocorram. Mas eles obviamente aumentam a curiosidade das pessoas e incentivam a especulação. Então, se formos solicitados a enfrentar isso, nós o faremos. Eu teria que ver evidências de que é algo digno da atenção da Força Aérea como uma ameaça. Nosso trabalho é proteger contra ameaças. Tenho muitas ameaças conhecidas contra as quais estamos trabalhando arduamente para proteger os Estados Unidos. Eu gostaria de me concentrar nisso”, enfatiza.

Ao tentar digerir essas declarações, torna-se evidente que é necessário muito acompanhamento. Os comentários de Kendall foram enfáticos e o sentimento aparente é de uma adição bem-vinda a outros comentários instigantes dos nomeados pelo gabinete deste governo. Existe um padrão de membros do gabinete falando de uma posição informada sobre o tópico UFO/UAP? Parece haver um consenso entre alguns de que um esforço está em andamento para educar e treinar a liderança do ramo executivo sobre como abordar o fenômeno.


Seu objetivo é a segurança dos Estados Unidos. Se para isso for preciso combater os UFOs, que assim seja.
Fonte: U.S. NAVY

Provavelmente, o maior exemplo seja a análise abrangente dos e-mails de Tom DeLonge, feita pelo pesquisador e contatado canadense Grant Cameron. Assim como John Podesta. Não é nenhum segredo que Podesta é relativamente próximo de Biden, visto que trabalhou regularmente com o governo Obama. É definitivamente suspeito então que ele esperançosamente tentasse desfazer o que considerava seu maior fracasso de 2014: garantir a divulgação dos arquivos ufológicos.

Seria sensato, no futuro, ficar de olho na iniciativa que ele fundou, denominado Center for American Progress. É possível que haja uma ligação definitiva aqui, considerando os comentários recentes de Frank Kendall.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos