DESTAQUE

Robô humanoide tem missão de ajudar a colonizar Marte

Por
01 de Agosto de 2019
Robô Valkyrie
Créditos: NASA

Robôs enviados até o momento para exploração espacial, como o Curiosity, o Opportunity e o Spirit, possuem uma estrutura de rodas para se locomover, e se assemelham a carros com uma série de câmeras e sensores. Mas a NASA está prestes a iniciar uma nova era de máquinas para a exploração de Marte com a Valkyrie (ou simplesmente R5), um robô humanoide extremamente articulado, desenvolvido para andar em solos irregulares, que poderá ser usado para ajudar a agência espacial norte-americana na ambição de colonizar o Planeta Vermelho.

 

 

 

 

Apresentado pela NASA no final de 2013, o robô humanoide semi-autônomo foi construído pelo Johnson Space Center (JSC) para participar do DARPA Robotics Challenge (DRC). Seu objetivo é ser um "herói" salvador em resgates perigosos, operarando em ambientes inóspitos como locais de desastres naturais ou acidentes. Com mais de 1,80cm de altura e 136 kg, ele é capaz de replicar a capacidade dos seres humanos de andar com bastante equilíbrio e movimentar braços, mãos e dedos com muita precisão.

Mas agora a Valkyrie (que é do gênero feminino) tem um novo destino, de acordo com a BBC: ajudar os seres humanos a colonizar Marte. Ela pode usar diversas ferramentas e mapear seu próprio caminho com segurança, além de explorar os terrenos marcianos rochosos graças à sua potência hidráulica.

 

Confira a Valkyrie em ação no vídeo abaixo, divulgado pela NASA:

 

 

Dentro da placa transparente de infravermelho que faz o papel de “visor”, protegendo o sensor na cabeça do robô, está um sensor LIDAR que o ajuda a identificar objetos e obstáculos nos arredores. Além disso, Valkyrie tem cérebro duplo — dois computadores alimentados por processadores Intel iCore i7 controlam os diversos sensores espalhados pelo seu corpo. Também conta com uma bateria interna, capaz de manter tudo funcionando por cerca de uma hora.

Quanto às câmeras, há uma Multisense SL em sua cabeça, com laser e visão 3D, além de algumas câmeras extras que apontam para frente e para trás de seu torso. Em cada uma de suas mãos há 38 sensores para ajudar na precisão dos movimentos. Através desse complexo sistema, os operadores poderão ver tudo o que a Valkyrie está fazendo, já que ela é capaz de realizar todas as tarefas necessárias por conta própria enquanto os humanos apenas supervisionam. Caso exista algum perigo que o robô não tenha identificado, será possível fazê-lo parar a tempo.

A Valkyrie será bastante útil para replicar a capacidade dos humanos de andar em solo marciano e testar melhor as condições do ambiente, além de construir estruturas em Marte ou na Lua onde pessoas possam viver no futuro.

Fonte: BBC

  

Saiba tudo sobre o UFO SUMMIT 2019 em www.ufosummit.com.br

O maior evento do ano da Ufologia Brasileira. Garanta a sua vaga!

   

Já está no ar a Edição 270 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2019

Anunnaki: Aqueles que do céu desceram à Terra