DESTAQUE

Repercutem em todo o mundo as afirmações do professor israelense sobre UFOs e aliens

Por
09 de Dezembro de 2020
As afirmações do professor israelense giraram o mundo
Créditos: Yedioth Aharonoth

Publicações de todo o planeta se surpreenderam e reverberaram as afirmações do tenente-coronel da reserva israelense e professor universitário Haim Eshed, que chefiou o programa de segurança espacial de seu país por quase 30 anos e afirmou na semana passada que a humanidade tem contato com extraterrestres há anos.

jornais de todas as partes do mundo estamparam em suas páginas notícias sobre as contundentes – e exageradas para alguns – declarações do tenente-coronel aposentado e professor universitário Haim Eshed, que garante que a humanidade tem contato com extraterrestres há anos. A CNN Brasil, em matéria de ontem em destaque, disse que “Ex-chefe de segurança espacial de Israel diz que ETs existem e Trump sabe disso”. 

Segundo Eshed, uma suposta Federação Galáctica com humanos e aliens manteria uma base subterrânea em Marte. As declarações foram dadas em primeiro lugar em 04 de dezembro  em entrevista ao Yedioth Aharonoth, maior jornal israelense. A Revista UFO deu uma nota ontem. 

De acordo com Eshed, a base em Marte que serviria para realizar "experimentos sobre o tecido do universo". Os Estados Unidos teriam entrado em acordo com extraterrestres para auxiliar nestas pesquisas, e a base teria tanto aliens quanto astronautas norte-americanos. As afirmações, contundentes, geraram polêmica. 

Acordos com seres extraterrestres? 

Para os ufólogos, esta é uma afirmação exagerada e difícil de ser comprovada. “Por que outras inteligências cósmicas, detentoras de avançada tecnologia, precisariam fazer acordos com qualquer país da Terra, como os Estados Unidos, para levar adiante seus experimentos?”, questionou o editor da Revista UFO A. J. Gevaerd. “Elas fazem o que quiserem quando e como quiserem”

Ainda segundo o professor, o contato com espécies de fora da Terra não foi revelado antes porque a humanidade "não estava preparada". Eshed pontua ainda que o presidente Donald Trump esteve prestes a tornar esta informação pública, mas a Federação Galáctica o teria impedido para evitar histeria massiva. 

O militar reformado afirmou ao jornal que decidiu fazer a revelação porque hoje o ambiente acadêmico estaria mais receptivo à ideia, adicionando que também pesou na decisão o fato de ele atualmente ser um cientista respeitado a nível internacional. Eshed, no entanto, não forneceu provas de suas declarações. 

Existiria uma Federação Galáctica ? 

Inúmeros veículos reverberaram a entrevista publicada pelo Yedioth Aharonoth. O Jerusalem Post, também um jornal israelense, publicou uma matéria sobre a entrevista usando tom jocoso. O texto foi encerrado com "o Jerusalem Post não conseguiu contato com a suposta Federação Galáctica para comentar a notícia"

O Jewish Press, jornal norte-americano voltado à comunidade judaica, questionou a sanidade mental de Eshed. "Se ele endoidou, foi em algum momento nos últimos dez anos", escreveu a publicação, pontuando que o professor deixou a chefia de Segurança Espacial israelense em 2010. 

O site Sputnik News, ligado à agência estatal de notícias da Rússia, se limitou a repercutir a entrevista, sem pôr em cheque a integridade intelectual do militar reformado. O site relembrou também a divulgação, em abril, de vídeos da Marinha norte-americana que mostram objetos voadores não identificados voando perto de aeronaves. 

O jornalista Guga Chacra, que cobre temas de política internacional para veículos da Rede Globo, reproduziu a publicação do Jerusalem Post em seu Twitter. Ele pontuou algumas das afirmações feitas por Eshed e perguntou: "Será?" 

Mera ficção científica? 

“A existência de uma Confederação ou Federação Galáctica não é algo tão imaginário quanto se possa pensar”, afirmou o editor Gevaerd. “Se na Terra, onde temos uma população de cerca de 8 bilhões de pessoas espalhadas por cerca de 200 países, com todas as nossas mazelas, temos uma confederação ou federação de nações, que é a Organização das Nações Unidas (ONU), por que isso não ocorreria também em escala universal, entre incontáveis povos mais avançados?” 

Já está no ar a Edição 281 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2020

Marcados por extraterrestres