DESTAQUE

Realizado com grande sucesso o XXIV Congresso Brasileiro de Ufologia

Por
19 de Março de 2019
Divulgação
Créditos: UFO

Terminou com grande sucesso, nesse domingo (17), o XXIV Congresso Brasileiro de Ufologia, evento que reuniu conferencistas, pesquisadores, ufólogos e entusiastas do tema para debater avistamentos de UFOs, abduções, hibridizações, contatos com seres, pesquisa de campo, entre outros segmentos da Ufologia. Realizado no auditório master do Hotel Nacional Inn Torres, no Centro de Curitiba, o evento reuniu cerca de 300 pessoas por dia, e lotou o auditório para o seu encerramento.

Curitiba no mapa da Ufologia

Organizado pela Revista Brasileira de Ufologia, o congresso tem como curador o ufólogo  A. J. Gevaerd, que desde a infância se interessa e estuda os contatos com seres de outros planetas. Estabelecido em Curitiba, Gevaerd explica que a cidade é a que mais registra aparições de naves misteriosas e luzes sem explicação, por isso, também, foi escolhida para sediar o evento.

“Curitiba tem o triplo de casos de ocorrências em comparação ao segundo colocado, Belo Horizonte. Eu acredito que isso acontece porque nós tivemos um militar na época dos primeiros avistamentos que era uma pessoa muito esclarecida e interessada no assunto e que deve ter feito valer mais a determinação da força aérea de registrar essas ocorrências do que outros comandantes”, diz.

 

Editor da Revista UFO deu as boas vindas os participantes

Isso também faz, segundo Gevaerd, com que a adesão ao evento seja considerável na capital. Entre as curitibanas que foram conferir o CBU esteve a professora aposentada Odite Zawadzki. Ela começou a participar de encontros de Ufologia para sanar curiosidades que, segundo a própria, religião nenhuma conseguiu esclarecer. “A gente vive em busca de algo que explique melhor alguns mistérios no mundo. O planeta é habitado por pessoas tão diferentes, tantas etnias, línguas e culturas, que não é possível que tudo isso seja daqui”.

Editor da Revista UFO Ademar Gevaerd

No sábado, entre as palestras mais aguardadas pelo público estava a do jornalista paraense Carlos Mendes, que realizou a cobertura dos avistamentos de UFOs dos municípios de Vigia, Colares e Santo Antônio do Tauá, no Pará, em 1977. Cético, até acompanhar as investigações da chamada Operação Prato realizada na época, Mendes hoje defende que a presença de seres alienígenas e UFOs na região é inegável. “É natural o ser humano crer e descrer, hoje eu acredito que o real e o imaginário são uma continuidade, não são absolutamente separados. Um dia nós evoluiremos na compreensão de que nós não estamos sós”, reforçou. O livro de sua autoria, lançado oficialmente pela Revista UFO no evento, UFOs no Paraguai: Radiografia de um Fenômeno Desconhecido, pode ser adquirido pela Loja UFO.

 

Jornalista Carlos Mendes fala sobre Operação Prato, caso ocorrido em 1977 no Pará

Outro destaque do sábado foi a australiana Mary Rodwell, pesquisadora que defende que a povoação da Terra começou com a inserção de seres extraterrestres entre os humanos e que, portanto, a humanidade é formada por seres híbridos. Mary Rodwell é expert em hibridização na Austrália e fez do Brasil, e dos entusiastas brasileiros da Ufologia, sua nave-escola para um público que lotou o auditório do Hotel Nacional Inn Torres, em Curitiba.

Desde relatos de abduzidos, gestações alienígenas, comportamentos de crianças até testemunhos de contatados no próprio evento, Mary explicou que veremos, em breve, dois tipos de humanos: aqueles que não conseguirão evoluir em consciência coletiva e vibracional e aqueles que estão sendo modificados ou já estão vindo preparados para esta nova perspectiva de consciência elevada e coletiva na Terra.

Mary ouviu os relatos de diversos participantes, respondeu a dúvidas existenciais, perguntas coletivas, explicou características de híbridos peculiares de alguns lugares e recebeu todos os participantes carinhosamente para autógrafos em seu novo livro, O Novo Humano: O Despertar para a Herança Alienígena da Humanidade. Mary foi ovacionada, ao final de sua palestra, por mais de 10 minutos, por um auditório lotado, admirado e em pé.

Clique aqui para adquirir o livro na LOJA UFO.

Assista ao trecho final da conferência de Mary Rodwell no Congresso:

A grande revelação do evento foi o paraguaio Ronald Maidana, ufólogo prodígio e detentor de um conhecimento de pesquisa ufológica de dar inveja a muitos veteranos, que fez o auditório inteiro entender seu espanhol  e não afastar os olhos - nem os ouvidos - do palco por um minuto.  Maidana mostrou como o território paraguaio é um cenário de incessantes manifestações de discos voadores e seus tripulantes, que inclui ocorrências desde tempos medievais até o presente, afetando diretamente a população de diversas localidades. Nestes casos, a população assimilou os fatos e os incorporou às suas concepções culturais, chegando a tê-los mesclado em muitas formas de arte. Uma percentagem dos avistamentos de UFOs no país tem como testemunhas a elite militar paraguaia, incluindo personalidades do governo, militares e cientistas. 

Nesta ocasião, a UFO lançou oficialmente o livro de sua autoria, UFOs no Paraguai: Radiografia de um Fenômeno Desconhecido, quando Maidana fez uma sessão de autógrafos, esgotando o estoque da obra. Para quem não conseguiu adquirir o livro ao vivo, poderão encontrar na Loja UFO.  

A fala que encerrou o congresso foi de Toni Inajar Kurowski, perito criminal e professor universitário, membro do Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV), que discutiu o futuro da Ufologia e a intensificação dos contatos por transcomunicação instrumental com naves alienígenas. Para quem buscava atividades mais práticas, o evento proporcionou um workshop sobre Técnicas de Investigação de Campo, fotografias ufológicas e desmistificação de fraudes. 

 

Toni Inajar Kurowski, perito criminal e coeditor da Revista UFO

Confira os novos lançamentos oficiais da Revista UFO que foram destaque nesse Congresso:

 

Já está no ar a Edição 266 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2019

Fomos visitados